Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Silicone no glúteo: como é feita a cirurgia e possíveis riscos

Março 2020

Colocar silicone no glúteo é uma forma bastante popular de aumentar o tamanho do bumbum e melhorar a forma do contorno corporal.

Esta cirurgia normalmente é feita com anestesia peridural e, por isso, o tempo de internamento pode variar entre 1 a 2 dias, embora uma boa parte dos resultados possam ser vistos logo após a cirurgia.

Silicone no glúteo: como é feita a cirurgia e possíveis riscos

Como é feita a cirurgia

A cirurgia é feita sob anestesia peridural e sedação, e demora entre 1h30 a 2 horas, sendo feita com uma incisão entre o sacro e o cóccix ou na prega glútea. O cirurgião deverá introduzir a prótese através de uma abertura entre 5 e 7 cm moldando-a conforme a necessidade.

Em geral, a seguir, fecha-se o corte com pontos internos e usa-se uma coloca especial para cirurgia plástica para que não fique nenhuma cicatriz.

O médico deverá colocar a cinta modeladora logo após a cirurgia e esta deve permanecer em uso por aproximadamente 1 mês, devendo ser retirada somente para que o indivíduo faça suas necessidades fisiológicas e para o banho.

O indivíduo deverá tomar analgésicos por aproximadamente 1 mês para diminuir as dores. E cerca de 1 vez por semana deverá realizar 1 sessão de drenagem linfática manual para eliminar o inchaço e as toxinas.

Quem pode colocar silicone no glúteo

Praticamente todas as pessoas saudáveis e próximas do peso ideal podem realizar a cirurgia para colocar silicone no glúteo.

Apenas não devem fazer este tipo de cirurgia pessoas obesas ou que se encontram doentes, já que existe uma maior risco de não alcançarem o resultado desejado. Além disso, pessoas que tenham o glúteo muito caído também devem optar por um lifting dos glúteos, para obterem melhor resultado.

Cuidados antes e após a cirurgia

Antes de colocar o silicone no glúteo é necessário realizar exames para verificar a saúde do indivíduo e certificar-se que este está dentro do seu peso ideal.

Após a cirurgia, deve-se ficar de barriga para baixo aproximadamente 20 dias, e dependendo do trabalho do indivíduo ele poderá voltar às suas atividades habituais em 1 semana, mas evitando esforços. A atividade física pode ser reiniciada após 4 meses da cirurgia, de forma lenta e gradual.

Possíveis riscos da cirurgia

Como em toda cirurgia, a colocação de silicone no glúteo também apresenta alguns riscos como: 

  • Hematomas;
  • Hemorragia;
  • Contratura capsular da prótese;
  • Infecção.

Realizar a cirurgia num hospital e com uma equipe bem capacitada diminui estes riscos e garante bons resultados.

Quem tem prótese de silicone pode viajar de avião e fazer mergulho em grandes profundidades, sem o risco de rompimento da prótese.

Quando se pode observar os resultados

Os resultados da cirurgia para a colocação da prótese de silicone no glúteo são vistos imediatamente após a cirurgia. Mas como a área poderá estar muito inchada, somente após 15 dias, quando o inchaço diminuir consideravelmente é que a pessoa poderá  observar melhor os resultados definitivos. O resultado final deverá ser visível apenas cerca de 2 meses após a colocação da prótese.

Além das próteses de silicone, existem outras opções cirúrgicas para aumentar o bumbum, como é o caso da lipoenxertia, uma técnica que usa a gordura do próprio corpo para preencher, definir e dar volume aos glúteos.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem