Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar a prostatite

O tratamento para a prostatite, que é a inflamação da próstata, é feito de acordo com a sua causa, sendo na maioria das vezes recomendado o uso de antibióticos, como Ciprofloxacino, Levofloxacino, Penicilina ou Ofloxacino, por exemplo, já que a principal causa da prostatite é a infecção por bactérias, principalmente Escherichia coli.

Dependendo do estado geral da pessoa, o tratamento indicado pelo médico pode ser feito via oral ou parenteral, sendo necessário nesse caso que a pessoa fique internada durante o tratamento. Em casos mais graves, pode ser recomendada a realização de um procedimento cirúrgico para retirar parte ou a próstata completa. 

Nos casos em que não é possível aliviar a dor e os outros sintomas da prostatite apenas com uso de antibióticos e cuidados diários, como o banho de assento e exercícios para fortalecer os músculos pélvicos, o médico pode ainda receitar remédios analgésicos, como Paracetamol ou Ibuprofeno, que ajudam a reduzir a inflamação e aliviar a dor. Conheça os principais sintomas de prostatite.

Como tratar a prostatite

Como é feito o tratamento

O tratamento da prostatite é feito de acordo com o tipo da inflamação, sendo recomendado pelo o urologista em casa caso:

  • Em caso de prostatite bacteriana aguda, é recomendado o uso de antibióticos por via parenteral ou oral, sendo normalmente recomendado o uso de Fluoroquinolona, como Levofloxacino ou Ofloxacina, Cefalosporinas de segunda e terceira geração, ou Penicilina associada a Eritromicina, por exemplo. Esse tratamento deve ser feito de acordo com a orientação do médico, sendo na maioria das vezes indicado que o uso dos antibióticos seja feita por mais ou menos 14 dias. No entanto, alguns médicos podem optar por estender o tratamento por 4 a 6 semanas quando o paciente apresenta melhora clínica com o uso do Trimetoprim- Sulfametoxazol. Além disso, pode ser indicado o uso de medicamentos anti-inflamatórios para aliviar os sintomas da prostatite;
  • No caso da prostatite bacteriana crônica, o urologista normalmente recomenda o uso de antibióticos orais, como o Trimetoprim-Sulfametoxazol, Levofloxacino ou Ofloxacina por cerca de 90 dias. Pode ser indicado também o uso de anti-inflamatórios com o objetivo de diminuir os sinais inflamatórios, como o Paracetamol ou o Ibuprofeno, por exemplo;
  • Em caso de prostatite crônica inflamatória e não inflamatória, é recomendado o uso de antibióticos, fisioterapia pélvica e banhos de assento, que devem ser feitos com água morna, todos os dias por 15 minutos. Entenda como é feito o banho de assento.

Nos casos mais graves, quando a prostatite não é solucionada em 3 meses e os sintomas permanecem ou progride, o urologista pode indicar a realização de um procedimento cirúrgico, semelhante ao procedimento para o câncer de próstata, com o objetivo de remover uma porção ou totalmente a próstata.

Além disso, para aliviar os sintomas da prostatite, como dor ou dificuldade para urinar, pode ainda ser recomendado evitar fazer atividades que colocam pressão na região genital, como andar de bicicleta, por exemplo, sentar de forma confortável, de preferência utilizando uma almofada macia, e fazer exercícios para fortalecer os músculos pélvicos, os exercícios de Kegel, pois ajudam a aliviar os sintomas urinários. Saiba como fazer os exercícios de Kegel para homens.

Como tratar a prostatite

Sinais de melhora da prostatite

Os principais sintomas de melhora da prostatite surgem cerca de 3 a 4 dias após o início do tratamento com antibióticos e incluem alívio da dor, diminuição da febre e desaparecimento da dificuldade para urinar.

Embora estes sintomas surjam na primeira semana de tratamento, é importante manter o uso dos antibióticos até ao final da embalagem ou até indicação do médico, para evitar que a inflamação da próstata volte a acontecer e o surgimento de bactérias resistentes ao antibióticos utilizados.

Sinais de piora da prostatite

Os sinais de piora da prostatite são raros e, normalmente, só surgem quando o tratamento não é iniciado ou quando está sendo feito de forma errada, incluindo aumento da dor, calafrios, aumento da febre ou sangue no sêmen. Nestes casos é aconselhado consultar rapidamente um urologista ou ir no pronto-socorro. 

Complicações da prostatite

Caso a prostatite não seja tratada, mesmo após o surgimento dos sinais de piora, podem surgir algumas complicações graves, como infecção generalizada, infecção urinária ou retenção urinária que podem colocar em risco a vida do paciente, devendo ser tratadas no hospital.

Assista o vídeo seguinte e saiba quais os exames que podem ser realizados quando se tem problemas na próstata:

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar