TENS: o que é, para que serve e como é feita

O TENS, também conhecido por neuroestimulação elétrica transcutânea, é um método de fisioterapia que pode ser realizado no tratamento de dores crônicas e agudas, como no caso de dor lombar, ciática ou tendinite, por exemplo.

Esse tipo de tratamento deve ser realizado por um fisioterapeuta especializado e consiste na aplicação de impulsos elétricos no local a ser tratado com objetivo de ativar o sistema nervoso para exercer uma ação analgésica, ajudando no combate da dor sem que haja necessidade de tratamento.

TENS: o que é, para que serve e como é feita

Para que serve

A técnica de TENS serve principalmente para aliviar dores agudas e crônicas, sendo principalmente indicada no tratamento fisioterápico de:

  • Artrite;
  • Dores na região lombar e/ou cervical;
  • Tendinite;
  • Dor ciática;
  • Reumatismo;
  • Dor no pescoço;
  • Entorses e luxações;
  • Epicondilite;
  • Dor após cirurgias.

Dessa forma, ao realizar a TENS para essas situações, é possível promover a estimulação muscular e vasodilatação, o que favorece a redução da dor, do inchaço e a cicatrização de lesões em tecidos moles.

Como é feita

O  TENS é uma técnica em que são aplicados impulsos elétricos na pele através de aparelhos específicos, que ativam mecanismos de controle internos do sistema nervoso, exercendo uma ação analgésica. Este é um método não invasivo, que não vicia, sem riscos para a saúde e na maior parte dos casos não provoca efeitos colaterais. 

O seu mecanismo fisiológico de analgesia depende da modulação da corrente aplicada à região afetada, ou seja, se forem aplicados impulsos elétricos de baixa frequência e alta intensidade, são liberadas endorfinas pelo cérebro ou medula, que são substâncias com efeitos semelhantes à morfina, levando assim ao alívio da dor. Se forem aplicados impulsos elétricos com frequência alta e baixa intensidade, a analgesia ocorre devido a um bloqueio dos sinais nervosos de dor que não são enviados ao cérebro.

A aplicação da TENS tem uma duração de cerca de 20 a 40 minutos, dependendo da intensidade do estímulo e pode ser feita num consultório por um fisioterapeuta ou em casa.

Quando não é indicado

Como se trata de um método de tratamento que envolve a aplicação de corrente elétrica, a realização do TENS não é indicado para mulheres grávidas ou que estejam amamentando e nem para pessoas que possuem marcapasso, arritmia cardíaca ou alterações epiléticas.

Além disso, a aplicação não deve ser feita ao longo do trajeto da artéria carótida e nem em locais da pele que possuam alterações devido à doença ou à alteração da sensibilidade.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • MACIEL, Lairton Fabricio M.; FERREIRA, José J. A.; SANTOS, Heleodorio H.; ANDRADE, Palloma R. Efeitos da estimulação elétrica nervosa transcutânea e da crioterapia sobre o limiar de dor induzida por pressão. Fisioter Pesq. Vol 21. 3 ed; 249-256, 2014
Mais sobre este assunto: