Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Clonazepam (Rivotril)

Bula de Clonazepam (Rivotril)

O Clonazepam é um remédio utilizado para tratar transtornos psicológicos e neurológicos, como crises epilépticas ou ansiedade, devido à sua ação anticonvulsivante, relaxamento muscular e tranquilizante.

Este remédio é muito conhecido com o nome comercial de Rivotril do laboratório Roche sendo encontrado nas farmácias sob a forma de comprimidos, comprimidos sub-linguais e gotas. No entanto, ele também pode ser comprado na forma de genérico ou com outros nomes como Clonatril, Clopam, Navotrax ou Clonasun.

Embora seja muito utilizado, este medicamento só deve ser ingerido com indicação do médico, pois quando usado em excesso pode provocar dependência e crises epilépticas frequentes.

Clonazepam (Rivotril)

Preço

O preço do Clonazepam pode variar entre 2 a 10 reais, dependendo do nome comercial, forma de apresentação e dose do medicamento.

Para que serve

O Clonazepam está indicado para tratar crises epilépticas, espasmos infantis na síndrome de West, transtornos de ansiedade, distúrbios do pânico, fobia social, transtornos do humor, transtorno bipolar, depressão, síndromes psicóticas como acatisia, síndrome das pernas inquietas, vertigens ou distúrbios do equilíbrio.

Além disso, ese medicamento também pode ser indicado no tratamento da síndrome da boca ardente.

Como tomar

A dose de Clonazepam deve ser orientada pelo médico e ajustado para cada paciente, de acordo com a doença a tratar e a idade.

Geralmente, a dose inicial não deve exceder 1,5 mg/dia, dividida em 3 doses iguais, sendo que a dose pode sofrer aumentos de 0,5 mg, de 3 em 3 dias, até que o problema a tratar esteja controlado.

Este remédio não deve ser tomado com bebidas alcoólicas ou com remédios que podem deprimir o sistema nervoso central.

Principais efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns incluem sonolência, dor de cabeça, cansaço, gripe, depressão, vertigem, irritabilidade, insônia, dificuldade para coordenar movimento ou caminhar, perda de equilíbrio, náuseas, e dificuldades de concentração.

Além disso, o Clonazepam pode causar dependência física e psicológica e causar crises epilépticas em sequência rápida, quando usado de forma excessiva e incorreta.

Quem não deve tomar

O Clonazepam está contraindicado em pacientes com alergia aos benzodiazepínicos ou a qualquer outro componente da fórmula, e em pacientes com doença grave dos pulmões ou fígado, ou glaucoma agudo de ângulo fechado.

Já o uso do Clonazepam em caso de gravidez, amamentação, doenças nos rins, pulmões ou fígado, porfiria, intolerância à galactose ou deficiência de lactase, ataxia cerebelar ou espinhal, uso regular ou intoxicação aguda por álcool ou drogas só deve ser feito sob orientação médica.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...