Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Cãibra: o que é, causas e o que fazer

A cãibra, ou câimbra, é uma contração rápida, involuntária e dolorosa de um músculo que pode aparecer em qualquer parte do corpo, mas que, normalmente surge nos pés, mãos ou pernas, especialmente na panturrilha e na parte de trás da coxa.

Geralmente, as cãibras não são graves e duram menos de 10 minutos, surgindo especialmente após fazer exercício físico intenso, devido à falta de água no músculo. No entanto, também podem acontecer durante a gravidez ou devido a problemas de saúde como falta de minerais, diabetes, doenças no fígado ou miopatia, por exemplo.

Assim, quando a cãibra surge mais de 1 vez por dia ou demora mais de 10 minutos para passar é recomendado consultar o clinico geral para identificar a causa da cãibra e iniciar o tratamento mais adequado.

Cãibra: o que é, causas e o que fazer

As causas mais frequentes normalmente são:

1. Excesso de exercício físico

Quando se faz exercício muito intenso ou por muito tempo, é comum o surgimento de cãibras. Isso acontece devido à fadiga muscular e à falta de minerais no músculo, que foram consumidos durante o exercício.

Nesta situação, as cãibras podem surgir ainda durante o exercício ou até algumas horas depois. Semelhante ao exercício, ficar parado muito tempo, especialmente na mesma posição, também pode causar cãibras nos músculos por falta de movimento.

2. Desidratação

As cãibras podem muitas vezes ser também um sinal de desidratação leve ou moderada, que é quando existe menos água que o normal no organismo. Este tipo de causa é mais frequente quando se está num ambiente muito quente, quando se transpira por muito tempo ou quando se está tomando remédios diuréticos, devido à grande perda de água.

Normalmente, junto com a cãibra é possível que surjam outros sintomas de desidratação, como boca seca, sensação de sede frequente, diminuição da quantidade de urina e cansaço. Confira uma lista mais completa de sinais de desidratação.

3. Falta de cálcio ou potássio

Alguns minerais, como o cálcio e o potássio, são muito importantes para a contração e o relaxamento dos músculos. Assim, quando o nível desses minerais está muito baixo podem surgir cãibras frequentes, que podem acontecer durante o dia, sem uma causa aparente.

A diminuição de cálcio e potássio é mais comum em mulheres grávidas, em pessoas que usam diuréticos ou que estão tendo uma crise de vômitos, por exemplo. No entanto, também pode acontecer pela ingestão diminuída de alimentos com potássio ou cálcio.

Cãibra: o que é, causas e o que fazer

4. Tétano

Embora seja mais raro, o tétano é outra das possíveis causas para o surgimento de cãibras frequentes, já que a infecção causa uma ativação constante das terminações nervosas em todo o corpo, causando cãibras e contrações musculares em qualquer local do corpo.

A infecção por tétano acontece principalmente após um corte em um objeto com ferrugem e gera outros sintomas como rigidez nos músculos do pescoço e febre baixa. Faça nosso teste online para saber o risco de estar com tétano.

5. Má circulação

Pessoas que têm má circulação também podem apresentar cãibras mais frequentemente. Isso acontece porque como existe menos sangue chegando nos músculos, também há menos oxigênio disponível. Este tipo de cãibra é mais comum nas pernas, principalmente na região das panturrilhas.

Veja mais sobre má circulação e como combater.

6. Uso de medicamentos

Além dos diuréticos, como a Furosemida, que podem causar desidratação e levar ao surgimento de cãibras, outros medicamentos também podem ter como efeito secundário o aparecimento de contrações involuntários dos músculos.

Alguns dos remédios que mais frequentemente causam cãibras são: Donepezila, Neostigmina, Raloxifeno, Nifedipina, Terbutalina, Salbutamol ou Lovastatina, por exemplo.

Cãibra: o que é, causas e o que fazer

Como aliviar a cãibra

O tratamento para cãibra, normalmente, é feito com o alongamento do músculo afetado e massagem no local, pois não existe um tratamento específico.

Além disso, para prevenir que a cãibra surja novamente é importante:

  • Comer alimentos ricos em potássio, magnésio e cálcio, como banana ou água de coco. Veja outros alimentos recomendados para cãibras;
  • Beber cerca de 2 litros de água por dia, especialmente durante atividades físicas;
  • Evitar a prática de exercícios físicos após as refeições;
  • Fazer alongamentos antes e depois do exercício físico;
  • Fazer alongamentos antes de dormir, em caso de cãibra noturna.

Confira estas e outras dicas, no vídeo seguinte:

No caso de a cãibra muscular ser causada por problemas de saúde, como diabetes, doenças no fígado ou falta de minerais, o médico pode ainda recomendar o tratamento com suplementos nutricionais, especialmente sódio e potássio, ou remédios específicos para cada problema.

Quando pode ser grave

Na maior parte dos casos, a cãibra não é um problema grave, porém, existem casos em que pode indicar falta de minerais no organismo ou outros problemas. Alguns sinais que podem indicar que é preciso consultar o médico incluem:

  • Dor muito intensa que não melhora após 10 minutos;
  • Surgimento de inchaço e vermelhidão no local da cãibra;
  • Desenvolvimento de fraqueza no músculo após a cãibra;
  • Cãibras que surgem muitas vezes em poucos dias.

Além disso, se a cãibra não estiver relacionada a nenhuma causa como desidratação ou exercício físico intenso, também é aconselhado consultar um clínico geral para avaliar se existe falta de algum mineral importante, como magnésio ou potássio, no organismo.

Bibliografia >

  • MAYO CLINIC. Muscle cramp. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/muscle-cramp/symptoms-causes/syc-20350820>. Acesso em 18 Abr 2019
  • HEALTHLINE. What Causes Muscle Cramp?. Disponível em: <https://www.healthline.com/symptom/muscle-cramp>. Acesso em 18 Abr 2019
  • MEDICINENET. Muscle Cramps. Disponível em: <https://www.medicinenet.com/muscle_cramps/article.htm#muscle_cramps_facts>. Acesso em 18 Abr 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem