Artroscopia do ombro: o que é, recuperação e possíveis riscos

Revisão médica: Dr. Francisco Couto Valente
Ortopedista
setembro 2019

A artroscopia do ombro é um procedimento cirúrgico no qual o ortopedista faz um pequeno acesso na pele do ombro e insere uma pequena óptica, para avaliar as estruturas internas do ombro, como os ossos, tendões e ligamentos, por exemplo e realizar os tratamentos indicados. Realizando assim, uma cirurgia minimamente invasiva.

Normalmente, a artroscopia é usada em casos de lesões agudas e crônicas no ombro que não melhoram com o uso de remédios e fisioterapia, servindo como uma forma de complementação diagnóstica. Ou seja, através deste procedimento, o ortopedista consegue confirmar o diagnostico prévio realizado por meio de outros exames complementares, como ressonância magnética ou ecografia, e realizar, ao mesmo tempo, o tratamento, se necessário.

Alguns dos tratamentos realizados através de artroscopia são:

  • Reparação de ligamentos, no caso de rompimento;
  • Remoção de tecido inflamado;
  • Remoção de cartilagem solta;
  • Tratamento do ombro congelado;
  • Avaliação e tratamento da instabilidade do ombro.

Porém, se o problema for mais grave, como uma fratura ou rompimento completo dos ligamentos, pode ser necessário marcar uma cirurgia tradicional, servindo a artroscopia apenas para diagnosticar o problema.

Como é a recuperação da artroscopia

O tempo de recuperação da artroscopia do ombro é bastante mais rápido que o da cirurgia tradicional, mas pode variar de acordo com a lesão e o procedimento. Além disso, a artroscopia tem uma maior vantagem em relação à cicatrização, por não haver cortes extensos, o que torna as cicatrizes menores.

Durante o período de pós-operatório é muito importante seguir todas as indicações do médico, sendo que alguns dos cuidados mais importante incluem:

  • Usar a imobilização de braço recomendada pelo ortopedista, pelo tempo indicado;
  • Não fazer esforço com o braço do lado operado;
  • Tomar os medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios receitados pelo médico;
  • Dormir com a cabeceira da cama levantada e dormir sobre o outro ombro;
  • Aplicar gelo ou bolsas de gel sobre o ombro durante a 1ª semana,  tendo cuidado com as feridas cirúrgicas.

Além disso, é ainda muito importante começar a fisioterapia 2 ou 3 semanas após a artroscopia para recuperar todo o movimento e amplitude da articulação.

Possíveis riscos da artroscopia do ombro

Este é um procedimento cirúrgico muito seguro, no entanto, como qualquer outra cirurgia tem um baixo risco de infecção, sangramentos ou surgimento de lesões nos vasos sanguíneos ou nervos.

Para diminuir as chances destas complicações deve-se selecionar um profissional qualificado e certificado, especialmente um ortopedista especializado em cirurgia do ombro e cotovelo.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em setembro de 2019. Revisão médica por Dr. Francisco Couto Valente - Ortopedista, em setembro de 2019.
Ortopedista
Médico ortopedista formado pela Faculdade Souza Marques em 2011, com CRM.RJ 52.92679-5 e Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia.