Má circulação nas pernas: sintomas, causas e tratamento

Revisão médica: Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
março 2022

A má circulação é uma situação caracterizada pela dificuldade do sangue em passar pelas veias e artérias, podendo ser identificada por meio do aparecimento de alguns sinais e sintomas, como pés frios, inchaço, sensação de formigamento e pele mais ressecada, por exemplo, o que pode acontecer devido ao uso de pílulas anticoncepcionais, excesso de peso, envelhecimento ou devido ao fato de passar muito tempo em pé ou com as pernas cruzadas, por exemplo.

É importante que a causa da má circulação seja identificada, assim como os sintomas que estão presentes e a frequência com que aparecem, pois dessa forma é possível que o cardiologista ou clínico geral indique o tratamento mais adequado para ajudar a aliviar os sintomas.

Sintomas de má circulação

A principal forma de identificar a má circulação nas pernas é por meio dos sintomas, sendo os principais:

  • Pele fria, seca ou escamosa;
  • Coceira nas pernas;
  • Manchas vermelhas nas pernas;
  • Presença de vasinhos ou varizes;
  • Pés e tornozelos inchados;
  • Cor pálida ou azulada nos locais de má circulação;
  • Cãibras nas pernas;
  • Sensação de formigamento, picadas ou dormência nas pernas;
  • Ausência de pelos nas pernas;
  • Rachaduras nos calcanhares.

Os sintomas normalmente pioram ao final do dia, principalmente quando a pessoa passou muito tempo em pé, mas também podem acontecer com maior intensidade durante o ciclo menstrual, em períodos do dia de maior calor ou quando se usa salto alto ou sandálias rasteiras.

Principais causas

A má circulação nas pernas e nos pés pode acontecer como consequência de diversas situações, sendo as principais:

  • Gravidez, já que durante a gravidez o organismo da mulher produz mais líquidos para manter a irrigação da placenta, o que dificulta o trabalho das veias. Além disso, na gestação há produção do hormônio relaxina, que provoca a dilatação das veias, dificultando o retorno do sangue ao coração.
  • Aterosclerose, pois devido à presença de placas de gordura no interior das artérias o sangue pode não circular corretamente, resultando no aparecimento dos sintomas da má circulação;
  • Excesso de peso e sedentarismo, uma vez que a circulação do sangue no organismo pode ficar comprometida e o retorno venoso torna-se mais difícil, podendo fazer com que as pernas fiquem mais inchadas e cansadas;
  • Envelhecimento, isso porque também acontece o envelhecimento natural dos vasos sanguíneos, o que pode interferir na circulação e pode levar ao aparecimento dos sintomas de má circulação;
  • Uso de anticoncepcional, isso porque devido à quantidade de hormônios presentes no anticoncepcional, pode haver o risco aumentado de formação de trombos em algumas mulheres, o que pode interferir diretamente na circulação. Saiba mais sobre a trombose por anticoncepcional;
  • Ficar muito tempo em pé, sentado ou com as pernas cruzadas, devido ao trabalho ou viagens longas, por exemplo, já que pode tornar mais difícil o retorno do sangue para o coração;
  • Doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, podem ter também como consequência a má circulação, principalmente quando não são tratadas corretamente.

É importante que a causa da má circulação seja identificada, pois assim o médico pode indicar algumas formas de tratar e aliviar os sintomas para evitar que surjam complicações, como formação de úlceras ou amputação do pé, por exemplo.

Como é feito o tratamento

Para combater e evitar os sintomas de má circulação nas pernas, é importante seguir as orientações do cardiologista ou clínico geral, que pode indicar o uso de meias de compressão ou de remédios que atuam nas veias do sistema circulatório, melhorando o tônus venoso, a microcirculação e a resistência dos vasos sanguíneos.

A adoção de medidas, como elevar as pernas ao final do dia, tomar banho com água a uma temperatura média, fazer massagens na direção do tornozelo para a virilha e usar calçado confortável, também ajudam a reduzir o desconforto causado pela má circulação.

Além disso, a prática regular de atividade física e uma alimentação pobre em sal e rica em vitamina C e antioxidantes também podem ajudar a evitar e combater os sintomas da má circulação, assim como alguns remédios caseiros, como o suco de laranja com salsinha e o suco de abacaxi com gengibre, por exemplo. Confira outras opções de remédio caseiro para má circulação.

Veja também no vídeo a seguir algumas outras dicas para diminuir o inchaço dos pés:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em março de 2022. Revisão médica por Drª. Ana Luiza Lima - Cardiologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • SOCIEDAD ESPAÑOLA DE FARMACIA COMUNITARIA . GUÍA PRÁCTICA PARA PREVENIR Y TRATAR EL SÍNDROME DE PIERNAS CANSA. 2017. Disponível em: <https://www.sefac.org/sites/default/files/2017-11/Sind__piernas_cansadas>. Acesso em 15 mar 2022
  • Dr. Eduardo Carrasco Carrasco Dr. Santiago Díaz Sánchez. Recomendaciones para el manejo de la Enfermedad Venosa Crónica en Atención Primar. I-d édica. España: ID Médica, 2015.
Mostrar bibliografia completa
  • CONSEJO GENERAL DE ENFERMERÍA. Salud de las piernas e insuficiencia venosa crónica. Disponível em: <https://www.consejogeneralenfermeria.org/docs_revista/Dossier_Salud_de_las_Piernas_e_IVC_Cinfa.pdf>. Acesso em 15 mar 2022
  • Mercè Piera Fernándeza. Piernas cansadas. ELSEVIER. 2002
Revisão médica:
Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
Médica Cardiologista, formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional nº CRM/PE – 16886. 

Tuasaude no Youtube

  • PÉ INCHADO: o que fazer para melhorar

    02:34 | 235529 visualizações
  • 10 DICAS para SOBREVIVER À VIAGEM

    02:50 | 55590 visualizações