Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Remédios para garganta inflamada

Alguns exemplos de remédios que podem ser indicados pelo médico para o tratamento da garganta inflamada são o ibuprofeno, nimesulida, ácido acetilsalicílico, diclofenaco, cetoprofeno, cloridrato de benzidamina e naproxeno, por exemplo.

Esses anti-inflamatórios devem ser ingeridos após as refeições, para evitar dor de estômago, porque esse tipo de remédio pode irritar a mucosa do estômago, especialmente em pessoas que sofrem de gastrite ou que têm maior sensibilidade gástrica. 

Remédios para garganta inflamada

1. Anti-inflamatórios de farmácia

Alguns dos anti-inflamatórios de farmácia que podem ser usados para aliviar a dor e a inflamação da garganta são o ibuprofeno, naproxeno, ácido acetilsalicílico, nimesulida ou cetoprofeno, que só devem ser usados se forem receitados pelo médico ou aconselhados por um profissional de saúde.

Além disso, existem ainda pastilhas para chupar, como Strepcils ou Benalet, por exemplo, com anti-inflamatório na composição, que também podem aliviar a dor, além de algumas delas possuírem ainda propriedades antissépticas.

Em alguns casos, estes remédios podem não ser suficientes para aliviar os sintomas. Se os sintomas persistirem por mais de 2 a 3 dias, é necessário consultar o médico para tratar a causa que está na origem do problema. Veja quais podem ser as causas da dor de garganta.

2. Anti-inflamatórios naturais

Um excelente anti-inflamatório natural para garganta inflamada é o chá de alteia com gengibre e mel, pois a alteia tem ação anti-inflamatória, calmante e descongestionante, o gengibre também é anti-inflamatório e analgésico e o mel ajuda a lubrificar a garganta, diminuindo o desconforto.

Para fazer este chá, basta colocar 1 colher de chá de folhas picadas de alteia e 1 cm de gengibre em 1 xícara de água fervente e esperar cerca de 2 minutos. Depois deste tempo, deve-se retirar as folhas de alteia e adicionar 1 colher de chá de mel, deixando amornar e beber até 3 xícaras do chá por dia até a inflamação da garganta passar.

Assista o vídeo seguinte e veja como preparar outros remédios naturais que podem complementar o tratamento indicado pelo médico:

3. Anti-inflamatório para crianças

Um anti-inflamatório infantil que é geralmente prescrito pelo pediatra para o tratamento de inflamações da garganta é o Ibuprofeno. A dose deste medicamento deve ser adaptada de acordo com o peso e a idade da criança.

Nem todos os anti-inflamatórios para garganta são de uso pediátrico, por isso, caso a criança esteja com dor de garganta ou com a garganta inflamada, deve-se consultar o pediatra para que ele indique o remédio anti-inflamatório mais adequado e a dose.

4. Remédios para grávidas e lactantes

Os anti-inflamatórios não são aconselhados durante a amamentação porque podem provocar complicações na gravidez e passar para o bebê, pelo leite materno. Por isso, nestes casos, deve-se consultar o médico antes de tomar qualquer anti-inflamatório para a garganta.

Em alternativa, uma ótima opção natural para aliviar a inflamação e a dor de garganta em grávidas e lactantes, é o chá de limão e gengibre. Para fazer o chá, basta colocar 1 casca de 4 cm de 1 limão galego ou normal e 1 cm de gengibre, em 1 xícara de água fervente, e esperar cerca de 3 minutos. Depois deste tempo, pode-se adicionar 1 colher de chá de mel, deixar amornar e beber até 3 xícaras do chá por dia.

Possíveis efeitos colaterais dos anti-inflamatórios

Os principais efeitos colaterais dos anti-inflamatórios incluem náuseas, vômitos, desconforto abdominal, problemas de estômago, como gastrite ou úlceras, alteração nas células do fígado e dos rins, alergia e urticária na pele.

Para diminuir a dor de estômago causada pelos anti-inflamatórios é recomendado tomar o medicamento após o almoço ou o jantar e, caso o médico recomende, pode-se ainda tomar um inibidor da produção de ácido, cerca de 15 minutos antes do café da manhã, para proteger o estômago.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem