7 alimentos que causam enxaqueca

As crises de enxaqueca podem ser desencadeada por vários fatores, como estresse, não dormir ou comer, beber pouca água durante o dia e falta de atividade física, por exemplo. Alguns alimentos, como os aditivos alimentares e as bebidas alcoólicas podem também causar o aparecimento da enxaqueca 12 a 24 horas após o seu consumo.

Os alimentos que causam enxaqueca podem variar de uma pessoa para outra e, por isso, algumas vezes pode ser difícil identificar qual o alimento que é responsável pelas crises. Por isso, o ideal é consultar um nutricionista para que seja feita uma avaliação que permita identificar quais são esses alimentos, sendo normalmente indicado fazer um diário alimentar em que é colocado tudo o que se come durante o dia e a hora que surgiu a dor de cabeça.

Os alimentos que podem causar enxaqueca são:

1. Bebidas com cafeína

7 alimentos que causam enxaqueca

O café, o chá verde, o chá preto ou mate, bebidas energéticas e refrigerantes possuem cafeína e podem desencadear as crises de enxaqueca em algumas pessoas, enquanto que em outras podem melhorar.

No caso de estarem associadas com a piora da enxaqueca, isso pode ser devido ao fato do consumo excessivo de cafeína poder estar associado com a dependência e, nas pessoa que possuem enxaqueca, um estudo demonstrou que ao deixar de tomar café, as crises de enxaqueca melhoraram. Por outro lado, a cafeína poderia também melhorar a enxaqueca devido ao fato de causar vasoconstrição dos vasos sanguíneos, diminuindo o fluxo de sangue e aliviando a dor.

Por esse motivo, nesses casos é importante identificar se é possível consumir esse tipo de bebidas ou se devem ser evitadas.

2. Glutamato monossódico

7 alimentos que causam enxaqueca

Elevadas concentrações de glutamato monossódico nos alimentos, superior a 2,5g, estão associadas com o surgimento de enxaqueca e dores de cabeça. No entanto, alguns estudos demonstraram que não há correlação quando consumido em menores quantidades.

O glutamato monossódico é um aditivo popular que é utilizado na indústria alimentar, principalmente na cozinha asiática, sendo utilizado para melhorar e realçar o sabor dos alimentos. Esse aditivo pode ter vários nomes, como ajinomoto, ácido glutâmico, caseinato de cálcio, glutamato monopotássico, E-621 e glutamato de sódio e, por isso, é importante ler a etiqueta nutricional para identificar se o alimento possui ou não esse aditivo.

3. Bebidas alcoólicas

7 alimentos que causam enxaqueca

As bebidas alcoólicas podem também causar as crises de enxaqueca, principalmente o vinho tinto, de acordo com um estudo, seguido pelo vinho branco, champagne e cerveja, o que pode ser devido às suas propriedades vasoativas e suas propriedades neuroinflamatórias.

A dor de cabeça causada pelo consumo dessas bebidas geralmente aparecem 30 minutos a 3 horas após o seu consumo e não são necessárias grandes quantidades de bebidas para que a dor de cabeça surja.

4. Chocolate

7 alimentos que causam enxaqueca

O chocolate tem sido mencionado como um dos principais alimentos que causam enxaqueca. Existem várias teorias que tentam explicar o motivo pelo qual poderia resultar na dor de cabeça e uma delas é a de que isso seja devido ao efeito vasodilatador nas artérias, o que aconteceria pelo fato do chocolate aumentar os níveis de serotonina, cujas concentrações normalmente já se encontram elevadas durante as crises de enxaqueca.

Apesar disso, os estudos não conseguiram comprovar que o chocolate é realmente o fator desencadeante da enxaqueca.

5. Carnes processadas

7 alimentos que causam enxaqueca

Algumas carnes processadas, como o presunto, salame, calabresa, bacon, salsicha, peito de peru ou de frango, podem causar enxaqueca.

Esse tipo de produto contém nitritos e nitratos, que são compostos que têm como finalidade preservar os alimentos, mas que foram associados com episódios de enxaqueca devido à vasodilatação e aumento da produção de óxido nítrico que desencadeiam

6. Queijos amarelos

7 alimentos que causam enxaqueca

Os queijos amarelos contém compostos vasoativos como a tiramina, um composto derivado de um aminoácido chamado tirosina, o que poderia favorecer o surgimento da enxaqueca. Alguns desses queijos são queijo azul, brie, cheddar, feta, gorgonzola, parmesão e suíço.

7. Outros alimentos

Existem alguns alimentos que são relatados por pessoas que possuem crises de enxaqueca, mas que não possuem comprovação científica, que poderiam favorecer as crises, como frutas cítricas como a laranja, abacaxi e kiwi, alimentos que contém aspartame, que é um edulcorante artificial, sopas e macarrão instantâneos, e alguns alimentos enlatados devido à quantidade de aditivos alimentares.

Caso a pessoa acredite que algum desses alimentos está causando a enxaqueca, é recomendado evitar o seu consumo por um tempo e verificar se há diminuição da frequência das crises ou diminuição da intensidade da dor. É importante também que a pessoa seja sempre acompanhada por um profissional, pois pode haver o risco de excluir alimentos que não necessariamente estão relacionados com a enxaqueca e, assim, haver menor quantidade de nutrientes importantes para o organismo.

Alimentos que melhoram a enxaqueca

7 alimentos que causam enxaqueca

Os alimentos que melhoram a enxaqueca são aqueles com propriedades calmantes e ação anti-inflamatória e antioxidante, pois atuam no cérebro liberando substâncias que diminuem a inflamação e promovem o bem-estar, como:

  1. Peixes gordos, como salmão, atum, sardinha ou cavala, pois são ricos em ômega 3;
  2. Leite, banana e queijo, pois são ricos em triptofano, que aumenta a produção de serotonina, hormônio que dá uma sensação de bem-estar;
  3. Oleaginosas como castanhas, amêndoas e amendoim, pois são ricas em selênio, mineral que diminui o estresse;
  4. Sementes, como chia e linhaça, pois são ricas em ômega-3;
  5. Chá de gengibre, pois tem propriedades analgésicas e anti-inflamatórias que ajudam a aliviar a dor;
  6. Suco de couve com água de coco, porque é rico em antioxidantes que combatem inflamações;
  7. Chá de flores de lavanda, maracujá ou erva-cidreira, são calmantes e ajudam a promover o bem-estar.

O consumo de alimentos ricos em vitaminas do complexo B, como feijão, lentilha e grão de bico, também ajuda a prevenir a enxaqueca porque essa vitamina ajuda a proteger o sistema nervoso central.

Assista o vídeo seguinte e veja o que mais pode fazer para prevenir a enxaqueca:

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • AMERICAN MIGRAINE FOUNDATION. Alcohol and migraine. Disponível em: <https://americanmigrainefoundation.org/resource-library/alcohol-and-migraine/#:~:text=Alcohol%20is%20a%20migraine%20trigger,often%20than%20the%20general%20public.>. Acesso em 22 Jul 2020
  • ONDERWATER G; OOSTERHOUT W et al. Alcoholic beverages as trigger factor and the effect on alcohol consumption behavior in patients with migraine. European Journal of Neurology. 0. 1-8, 2018
  • LEE Mi; CHOI Hyun et al. Caffeine discontinuation improves acute migraine treatment: a prospective clinic-based study. The Journal of Headache and Pain . 17. 1; 1-6, 2016
  • LIPTON Richard; DIENER Hans et al. Caffeine in the management of patients with headache. The Journal of Headache and Pain. 18. 1; 1-11, 2017
  • OBAYASHI Yoko; NAGAMURA Yoichi. Does monosodium glutamate really cause headache? : a systematic review of human studies. The Journal of Headache Pain. 17. 1-7, 2016
  • ZAEEM Zoya; ZHOU Lily et al. Headaches: a Review of the Role of Dietary Factors. Current Neurology and Neuroscience Reports. 16. 1-11, 2016
  • EXAMINE.COM. Is MSG (Monosodium Glutamate) bad for your health?. Disponível em: <https://examine.com/nutrition/is-msg-bad-for-your-health/>. Acesso em 20 Set 2019
  • AMERICAN MIGRAINE FOUNDATION. Migraine and diet. Disponível em: <https://americanmigrainefoundation.org/resource-library/migraine-and-diet/>. Acesso em 22 Jul 2020
  • GONZALEZ Antonio; HYDE Embriette et al. Migraines Are Correlated with Higher Levels of Nitrate-, Nitrite-, and Nitric Oxide-Reducing Oral Microbes in the American Gut Project Cohort. mSystems. 1. 5; 1-4, 2016
  • Zehra Kazmi et al. Monosodium glutamate: Review on clinical reports. International Journal of Food Properties. 20. 2; 1807-1815, 2017
  • NOWACZEWSKA Magdalena; WICINSKI Michal et al. To Eat or Not to eat: A Review of the Relationship between Chocolate and Migraines. Nutrients. 12. 3; 1-16, 2020
Mais sobre este assunto: