Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Gastroenterite: sintomas, principais causas e o que fazer

A gastroenterite surge quando um vírus ou bactéria infeta o trato gastrointestinal, causando sintomas como vômitos, dor de barriga e diarreia, por exemplo. Embora tenham causas diferentes, os sintomas geralmente são muito semelhantes, sendo que a principal diferença entre a gastroenterite viral e a bacteriana é o tempo de duração.

Se acha que pode estar com gastroenterite, selecione os seus sintomas para saber qual o risco:

  1. 1. Diarreia constante
    Sim
    Não
  2. 2. Fezes com sangue
    Sim
    Não
  3. 3. Dor abdominal ou cólicas frequentes
    Sim
    Não
  4. 4. Enjoos e vômitos
    Sim
    Não
  5. 5. Mal estar geral e cansaço
    Sim
    Não
  6. 6. Febre abaixo de 38º C
    Sim
    Não
  7. 7. Perda de apetite
    Sim
    Não
Imagem que indica que o site está carregando

A maioria dos casos de gastroenterite por vírus melhoram após 3 ou 4 dias, sem necessidade de um tratamento específico, tendo apenas cuidado para fazer uma dieta leve, beber muitos líquidos e ficar de repouso. Já os casos de gastroenterite bacteriana são mais demorados e podem até necessitar de antibióticos para apresentar melhora nos sintomas.

Assim, se os sintomas não melhorarem em 3 dias, é aconselhado ir no gastroenterologista, clínico geral ou pediatra, no caso das crianças, para avaliar se é necessário iniciar o tratamento com um antibiótico. Veja como fazer a dieta para gastroenterite.

Gastroenterite: sintomas, principais causas e o que fazer

Principais causas de gastroenterite

A gastroenterite é mais frequente em crianças e idosos devido à maior fragilidade do sistema imunológico, podendo ser causada por:

  • Vírus, que é a causa mais frequente de gastroenterite, podendo ser pelo Rotavírus, Adenovírus ou Norovírus;
  • Bactérias, como Salmonella sp., Shigella sp., Campylobacter sp., e Escherichia coli;
  • Parasitas, como Giardia lamblia, Entamoeba coli e Ascaris lumbricoides.

Além disso, a gastroenterite pode ser causada por toxinas químicas ou medicamentos, porém é mais raro de acontecer. Apesar de ser mais frequente em crianças, idosos e pessoas com o sistema imune enfraquecido, a gastroenterite pode acontecer em qualquer pessoa, já que os vírus e bactérias podem ser facilmente transmitidos quando existe falta de higiene, chegando até à boca pelas mãos ou pelos alimentos contaminados.

Como prevenir

Para evitar a infecção e, consequentemente, o desenvolvimento de gastroenterite é importante lavar bem as mãos depois de utilizar o banheiro ou antes de cozinhar, evitar partilhar talheres e outros objetos com pessoas doentes, manter as superfícies limpas em casa, principalmente na cozinha, evitar comer carne e peixe crus ou vegetais não lavados.

Além disso, nas crianças também existe um elevado risco de pegar gastroenterite através da infecção com um vírus conhecido como rotavírus. Nesses casos, é recomendado fazer a vacinação contra o vírus, o que normalmente pode ser feito ainda durante o primeiro ano de vida. Saiba quando tomar a vacina contra o rotavírus.

O que fazer

A maior parte dos casos de gastroenterite melhoram em casa, sem ser necessário ir ao hospital para fazer um tratamento específico. No entanto, em pessoas com o sistema imune enfraquecido ou quando a gastroenterite está sendo provocada por uma bactéria mais resistente pode ser preciso começar um antibiótico ou até ficar internado no hospital para repor os líquidos perdidos com os vômitos e diarreia.

Dessa forma, é aconselhado ir ao médico quando os sintomas não melhoram após 3 dias ou quando surgem sinais como fezes com sangue, febre acima de 38ºC ou vômitos e diarreia persistente, que estão provocando cansaço e desidratação.

O diagnóstico normalmente é feito pelo clínico geral ou pediatra, no caso das crianças, apenas baseado nos sintomas e história clínica da pessoa. Em alguns casos, o médico pode indicar a realização de exame microbiológico das fezes para identificar a bactéria responsável pela infecção.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem