Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba quais são os sintomas e como combater a desidratação

A desidratação é caracterizada pela quantidade insuficiente de água no organismo. Entre as principais causas da desidratação estão a pouca ingestão de líquidos, diarreia, vômito e o excesso de suor.

Normalmente, perdemos em média 2,5 litros de água por dia, seja pela urina, fezes, suor ou até mesmo pela respiração. Para haver um equilíbrio constante, é preciso ingerir o mesmo volume de líquidos, todos os dias. Quando não há ingestão de líquidos suficientes a desidratação se instala.

Sintomas da desidratação

Os sintomas da desidratação são:

  • Sede;
  • Boca seca;
  • Olhos secos, sem brilho;
  • Diminuição da urina;
  • Lentidão nos movimentos;
  • Lábios rachados;
  • Pele extremamente seca;
  • Olhos encovados (fundos);
  • Tontura ao levantar-se;
  • Pressão baixa;
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Diminuição da elasticidade da pele.

Diagnóstico de desidratação

O diagnóstico da desidratação pode ser feito pelo médico ou enfermeiro ao observar os sintomas que o indivíduo apresenta, mas alguns exames podem auxiliar na classificação da desidratação e, por isso, o médico poderá solicitar exames, como hemograma, exame de urina e glicemia.

Tratamento para desidratação

O tratamento para desidratação pode ser feito inicialmente com o soro caseiro e, nos casos mais graves, deve-se levar o indivíduo para o hospital para que seja dado a ele o soro fisiológico diretamente na veia. Aconselha-se que o indivíduo beba o soro caseiro em pequenas quantidades para evitar o vômito.

Veja como fazer o soro caseiro:

A água pura deve ser evitada, pois ela não contém os sais minerais que o indivíduo precisa e, por isso, uma outra opção além do soro caseiro são as bebidas isotônicas e os sais para reidratação oral que se encontram nas farmácias.

Prevenção da desidratação

Como forma de prevenção da desidratação é aconselhado que o indivíduo beba cerca de 2 litros de água, de sucos de frutas naturais ou chás, por dia. Além disso, é importante que num quadro de diarreia ou vômito, a ingestão de líquidos aumente e, por isso, sempre que o indivíduo vomitar ou ter uma diarreia avalie a quantidade de líquidos perdidos neste momento e então ingira a mesma quantidade de água ou de suco de fruta.

É importante ainda evitar permanecer exposto ao sol durante longos períodos e sempre que praticar exercícios, beber bastante líquidos para repor a quantidade de água perdida através do suor.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...