Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como identificar e tratar o pênfigo

O pênfigo é uma doença imune rara caracterizada pela formação de bolhas moles, que estouram facilmente e que não cicatrizam. Normalmente, estas bolhas surgem na pele, mas também podem afetar as mucosas, como como o revestimento da boca, olhos, nariz, garganta e região íntima

De acordo com o tipo e padrão de surgimento dos sintomas, o pênfigo pode ser dividido em vários tipos, que incluem:

  • Pênfigo vulgar: é o tipo mais comum, no qual surgem bolhas na pele e na boca. As bolhas provocam dor e podem desaparecer, mas, normalmente, ficam manchas escuras que duram vários meses;
  • Pênfigo bolhoso: surgem bolhas rígidas e profundas que não estouram facilmente, e é mais frequente em idosos. Saiba mais sobre este tipo de pênfigo;
  • Pênfigo vegetante: é uma forma benigna do pênfigo vulgar, caracterizada por bolhas na virilha, axilas ou região íntima;
  • Pênfigo foliáceo: é o tipo mais comum em zonas tropicais, caracterizado pelo surgimento de feridas ou bolhas, não dolorosas, que aparecem primeiro no rosto e couro cabeludo, mas que podem estender-se para o tórax e outros locais;
  • Pênfigo eritematoso: é uma forma benigna do pênfigo foliáceo, que se caracteriza por bolhas superficiais no couro cabeludo e rosto, podendo ser confundido com dermatite seborreica ou lúpus eritematoso;

  • Pênfigo paraneoplásico: é o tipo mais raro, pois está associado a alguns tipos de câncer como linfomas ou leucemias.

Embora seja mais frequente em adultos e idosos, o pênfigo pode surgir em qualquer idade. Esta doença não é contagiosa e tem cura, porém o seu tratamento, feito com remédios corticoides e imunossupressores, prescritos pelo dermatologista, pode durar alguns meses ou anos para garantir a doença ficar controlada.

Pênfigo vulgar na pelePênfigo vulgar na pele
Pênfigo vulgar na bocaPênfigo vulgar na boca

O que pode causar o pênfigo

O pênfigo é causado por uma alteração no sistema imune da própria pessoa, que faz com que o organismo produza anticorpos que atacam as células saudáveis da pele e das mucosas. Embora não sejam conhecidos fatores que levem a essa alteração, sabe-se que o uso de alguns remédios para pressão alta podem causar o surgimento dos sintomas, que desaparecem quando o medicamento é terminado.

Dessa forma, o pênfigo não é contagioso, pois não é causado por nenhum vírus ou bactéria. No entanto, se as feridas das bolhas ficarem infeccionadas, é possível transmitir essas bactérias para outra pessoa que entre em contacto direto com as feridas, podendo levao ao surgimento de uma irritação na pele.

Como é feito o tratamento

O tratamento para pênfigo normalmente é feito com o uso de remédios prescritos pelo dermatologista, como:

  • Corticoides, como Prednisona ou Hidrocortisona: são usados nos casos mais leves de pênfigo para aliviar os sintomas. Estes medicamentos não devem ser usados por mais de 1 semana seguida;
  • Imunossupressores, como Azatioprina ou Micofenolato: diminuem a ação do sistema imune, impedindo que ataque as células saudáveis. No entanto, ao reduzir a função do sistema imune, há maiores chances de infecção e, por isso, estes medicamento são usados nos casos mais graves;
  • Antibióticos, antifúngicos ou antivirais: são usados quando surge algum tipo de infecção nas feridas deixadas pelas bolhas.

O tratamento é feito em casa e pode durar alguns meses ou anos, dependendo do organismo do paciente e do tipo e gravidade do pênfigo, sendo que, durante o tratamento, devem ser feitas consultas regulares no dermatologista para ter a certeza de que a doença está sendo controlada.

Nos casos mais graves, em que surgem infecções severas das feridas, por exemplo, pode ser necessário ficar internado no hospital durante alguns dias ou semanas, para fazer medicamentos diretamente na veia e fazer tratamento adequado das feridas infectadas.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...