Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser o ouvido inflamado e o que fazer

A inflamação no ouvido quando identificada e tratada corretamente não representa risco algum, sendo somente desconfortável, já que causa dor, coceira no ouvido, diminuição da audição e, em alguns casos, liberação de uma secreção fétida pelo ouvido.

Apesar de ser facilmente solucionada, a inflamação no ouvido deve ser avaliada e tratada por um médico especialista, principalmente quando a dor dura mais que dois dias, há sensação de tontura ou vertigem e a dor no ouvido é muito intensa.

O que pode ser o ouvido inflamado e o que fazer

Causas da inflamação no ouvido

A inflamação no ouvido pode ser bastante desconfortável, principalmente para as crianças, e, por isso, quando surgirem os primeiros sintomas de inflamação, é importante consultar o médico para que seja identificada a causa e possa ser iniciado o tratamento. As principais causas de inflamação no ouvido são:

1. Otite externa

A otite externa é a causa mais comum de dor e inflamação no ouvido e é mais frequente em bebês e crianças que ficam muito tempo na praia ou na piscina, por exemplo. Isso porque o calor e a umidade podem favorecer a proliferação de bactérias, levando à infecção e inflamação do ouvido e resultando em sintomas como dor, coceira no ouvido e, em alguns casos, presença de secreção amarelada ou esbranquiçada. Veja como identificar a otite.

O que fazer: Ao se notarem os sintomas de otite externa, é importante ir ao pediatra ou ao otorrinolaringologista, para que seja feito o diagnóstico e o tratamento possa ser iniciado. O tratamento normalmente é feito com o uso de medicamentos para reduzir a inflamação, como por exemplo Dipirona ou Ibuprofeno, mas caso seja verificada a presença de secreções, também pode ser recomendando pelo médico o uso de antibióticos. Saiba quais são os remédios mais utilizados para dor de ouvido.

2. Otite média

A otite média corresponde à inflamação do ouvido que surge normalmente após a gripe ou crises de sinusite, sendo caracterizada pela presença de secreção no ouvido, diminuição da audição, vermelhidão e febre. Por ser resultado de uma gripe ou crise de sinusite, a otite média pode ser causada por vírus, bactérias, fungos ou alergias. Saiba mais sobre a otite média.

O que fazer: É importante consultar o médico para que seja identificada a causa da otite média e possa ser iniciado o tratamento, que normalmente é feito com analgésicos e anti-inflamatórios. Caso a otite média seja causada por um agente infeccioso, também pode ser recomendado o uso de antibiótico, normalmente Amoxicilina, por 5 a 10 dias.

O que pode ser o ouvido inflamado e o que fazer

3. Lesão durante a limpeza do ouvido

A limpeza do ouvido com cotonete pode empurrar a cera e até mesmo romper o tímpano, o que causa dor e liberação de secreção no ouvido.

O que fazer: Para limpar corretamente os ouvidos e, assim, prevenir infecções, pode-se passar o cantinho da toalha em toda a orelha após o banho ou pigar duas gotas de óleo de amêndoas dentro do ouvido, para amolecer a cera, e depois, com o auxílio de uma seringa, colocar um pouco de soro fisiológico também dentro do ouvido e virar a cabeça lentamente para que o líquido saia. Saiba como limpar o ouvido corretamente.

4. Presença de objetos dentro do ouvido

A presença de objetos no ouvido, como por exemplo botões, pequenos brinquedos ou alimentos, é mais comum em bebês, sendo normalmente acidental. A presença de corpos estranhos no ouvido leva à inflamação, havendo dor, coceira e liberação de secreção no ouvido.

O que fazer: Se for observado que o bebê colocou objetos no ouvido acidentalmente, é importante ir ao pediatra ou ao otorrino para que seja identificado o objeto e seja feita a sua remoção. Em casos mais graves, pode ser necessária a remoção cirúrgica do objeto.

Quando ir ao médico

É importante ir ao otorrinolaringologista quando a dor no ouvido dura mais que 2 dias e há a presença de alguns dos seguintes sintomas:

  • Diminuição da capacidade auditiva;
  • Febre;
  • Sensação de tontura ou vertigem;
  • Liberação de secreção esbranquiçada ou amarelada no ouvido e de mal cheiro;
  • Dor no ouvido muito intensa.

No caso das crianças, os sintomas são notados a partir do seu comportamento, podendo ser observado em caso de dor no ouvido irritabilidade, agitação, perda de apetite, o bebê passa a colocar a mão na orelha várias vezes e costuma balançar a cabeça para o lado várias vezes. Veja como identificar a dor de ouvido nos bebês.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Carregando
...