Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Remédios para dor de ouvido: de farmácia e naturais

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
janeiro 2023

Alguns remédios para dor de ouvido, como o paracetamol, o ibuprofeno ou o ciprofloxacino, podem ser indicados pelo otorrinolaringologista, pois ajudam a reduzir a inflamação ou a combater a infecção, aliviando a dor e o desconforto no ouvido em adultos, bebês ou grávidas.

Esses remédios devem ser indicados pelo médico após avaliação dos sintomas e diagnóstico da causa da dor do ouvido, que pode ser por excesso de cera, inflamações ou infecções, por exemplo. Confira as principais causas de dor de ouvido.

Além disso, algumas opções de remédios caseiros, como aplicar de uma bolsa de água morna perto do ouvido pode ajudar a aliviar a dor de ouvido e complementar o tratamento com remédios indicados pelo médico.

Imagem ilustrativa número 1

Remédios de farmácia

Os remédios de farmácia para dor de ouvido indicados pelo médico incluem:

1. Paracetamol

O paracetamol é um analgésico que pode ser indicado pelo otorrinolaringologista para aliviar a dor de ouvido em adultos e crianças. Além disso, também ajudam a baixar a febre, que também pode ocorrer quando a pessoa tem uma infecção no ouvido.

Esse remédio pode ser encontrado na forma de comprimidos ou em xarope, para uso oral, e deve ser usado com indicação do otorrinolaringologista, após avaliação da causa da dor de ouvido. Veja como usar o paracetamol corretamente.

O paracetamol não deve ser usado por pessoas que tenham doença no fígado ou rins, que tenham a função da medula óssea prejudicada ou por quem tem alergia ao paracetamol. Além disso, quando utilizado em doses maiores do que as recomendadas, pode causar hepatite medicamentosa e colocar a vida em risco. Saiba identificar os sintomas de hepatite medicamentosa.

2. Dipirona

A dipirona é outro analgésico indicado para dor de ouvido leve a moderada, possuindo também efeito antitérmico, ajudando a baixar a febre nos casos de otite externa ou otite media aguda, por exemplo.

Esse remédio pode ser encontrado na forma de gotas, comprimido ou xarope, para ser tomado por via oral, com os nomes comerciais Novalgina, Anador ou Maxalgina, por exemplo, ou supositórios, e deve ser usado apenas com indicação médica. Veja como tomar a dipirona.

A dipirona é contraindicada para grávidas, bebês com menos de 3 meses de idade ou que pesam menos de 5 Kg e para pessoas que têm alergia à dipirona ou outros remédios para dor ou febre, como ácido acetilsalicílico, paracetamol, diclofenaco ou ibuprofeno, por exemplo.

Além disso, não deve ser usada por pessoas que tenham a função da medula óssea prejudicada ou doenças relacionadas com a produção das células sanguíneas.

3. Ibuprofeno

O ibuprofeno é um anti-inflamatório não esteroide que pode ser indicado pelo otorrinolaringologista para aliviar a dor de ouvido em adultos ou crianças, pois age combatendo a inflamação no ouvido.

Esse remédio deve ser usado por via oral na forma de comprimido e utilizado somente após avaliação da causa de dor de ouvido pelo médico, que pode indicar o melhor anti-inflamatório, nas doses e pelo tempo de tratamento de forma individualizada.

O ibuprofeno não deve ser usado em casos de úlcera no estômago, sangramento gastrintestinal ou insuficiência do fígado, rins ou coração, e também não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação e crianças com menos de 6 meses de idade. O uso de ibuprofeno em crianças com menos de 2 anos de idade só deve ser feito sob orientação do pediatra.

4. Diclofenaco potássico

O diclofenaco potássico é outro anti-inflamatório que pode ser recomendado pelo médico para complementar o tratamento de inflamações no ouvido, pois age diminuindo a inflamação e a dor de ouvido.

Esse remédio pode ser usado na forma de comprimidos por via oral, encontrado em farmácias ou drogarias como genérico "diclofenaco potássico" ou com os nomes comerciais Cataflam, Fenaflan, Neocoflan ou Benevran, por exemplo.

O diclofenaco potássico deve ser usado somente com indicação médica, na menor dose e tempo de tratamento possíveis, para reduzir o risco de efeitos colaterais, sendo contraindicado para pessoas com úlcera gástrica, insuficiência cardíaca, hepática ou renal, ou mulheres durante a gravidez.

5. Tramadol

O tramadol é um analgésico opioide indicado para aliviar dor de ouvido moderada a intensa e pelo menor tempo de tratamento possível, por cerca de 48 horas, até que o antibiótico na forma de gotas otológicas, tenha seu efeito máximo no combate a bactérias que estejam causando a otite externa.

Esse remédio deve ser usado por via oral, sendo encontrado na forma de comprimidos, cápsulas ou solução em gotas, com os nomes Tramal, Novotram, Trol ou Tramadon, vendido mediante apresentação da receita médico e retenção da receita pela farmácia. Veja como tomar o tramadol corretamente.

O tramadol não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação ou por crianças com problemas respiratórios sem orientação médica, assim como por pessoas que possuem alguma doença renal ou hepática, ou alergia ao tramadol ou a qualquer componente do medicamento.

6. Trolamina

Em algumas situações, a dor de ouvido pode ser causada pela acumulação de excesso de cera. Nestes casos, podem ser usadas soluções otológicas em gotas diretamente no ouvido, contendo trolamina e hidroxiquinolina, como o Cerumin, que ajuda a dissolver e a remover a cera de forma suave.

Conheça outros métodos que podem ser usados para remover a cera do ouvido.

7. Polimixina B

No caso da dor de ouvido causada por uma otite externa, que é uma infecção no ouvido externo, o médico pode indicar o uso de dois antibióticos associados, a polimixina B e o sulfato de neomicina, pois ajudam a combater bactérias que estejam causando a infecção no ouvido.

Geralmente, esses antibióticos estão associado a corticoides e/ou anestésicos locais, como o Otosporin, Lidosporin ou Otosylase, que também ajudam a aliviar a dor e a inflamação, sendo encontrados na forma de gotas otológicas para serem aplicadas no ouvido afetado.

Esses remédios devem ser usados somente com indicação do otorrinolaringologista, nos casos de infecção bacteriana no ouvido externo, e são contraindicados nos casos de perfuração do tímpano, infecção no ouvido causada por fungos, herpes simples ou zoster ou infecção no ouvido médio. Além disso, também não deve ser usados durante a gravidez ou amamentação, ou por crianças com menos de 1 ano.

8. Ciprofloxacino

O ciprofloxacino é outro antibiótico que pode ser indicado pelo médico nos casos de infecções bacterianas no ouvido, como otite externa ou otite média aguda, pois ajuda a eliminar bactérias sensíveis a esse antibiótico, aliviando a dor de ouvido.

Esse antibiótico deve ser usado na forma de gotas otológicas aplicadas diretamente no ouvido afetado, pelo tempo de tratamento orientado pelo otorrinolaringologista.

O ciprofloxacino gotas otológicas não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação, crianças com menos de 1 ano, ou por pessoas que estejam tomando quinolonas por via oral ou que tenham alergia aos componentes da fórmula.

9. Amoxicilina

A amoxicilina é um antibiótico na forma de comprimidos ou suspensão oral, que pode ser indicado pelo médico nos casos de otite média ou interna, quando a dor de ouvido não passar em 72 horas com o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios, como o paracetamol e ibuprofeno. Saiba como tomar a amoxicilina.

Além disso, o médico também pode recomendar o uso de outros antibióticos por via oral, como azitromicina ou ceftriaxona, por exemplo.

Os antibióticos para dor de ouvido devem ser usados somente com a indicação do otorrinolaringologista e são vendidos somente mediante apresentação de receita médica.

Opções de remédios naturais

Uma boa opção de tratamento natural para dor no ouvido pode ser a colocação de uma bolsa de água morna perto do ouvido ou da aplicação de umas gotas de óleo de melaleuca no canal auditivo, que pode ser diluído previamente com azeite. Veja mais opções de remédio caseiro para dor de ouvido.

Quando a dor acontece devido à entrada de água no ouvido, pode-se inclinar a cabeça com o ouvido que dói para baixo, dando pulinhos, além de enxugar a parte de fora do ouvido com uma toalha.

Se mesmo com estas manobras a água não sair do ouvido e a dor permanecer, deve-se ir ao otorrinolaringologista. Não se deve esperar muito tempo para ir ao médico, porque a água pode causar uma infecção do ouvido.

Assista o vídeo com o enfermeiro Manuel Reis com dicas de como tirar a água do ouvido corretamente:

Remédio para dor de ouvido infantil

A dor de ouvido no bebê pode ser identificada quando se manifestam sintomas como coceira no ouvido, dificuldade para dormir e choro intenso. Para tratar a dor de ouvido infantil, pode-se colocar uma fralda de pano morna perto do ouvido de bebê, depois de passada a ferro, por exemplo. É importante ter o cuidado da fralda não estar muito quente para não causar queimadura no bebê.

Caso a dor de ouvido seja persistente, é recomendado levar o bebê ao pediatra ou otorrinolaringologista, para que seja indicada a melhor forma de tratamento, sendo normalmente indicado o uso de medicamentos analgésicos ou anti-inflamatórios, como o paracetamol, dipirona e ibuprofeno e, em alguns casos, antibióticos.

Remédio para dor de ouvido na gravidez

Caso ocorra dor de ouvido durante a gravidez, é recomendado que a mulher vá ao otorrinolaringologista para que a dor seja avaliada e para que seja feito um tratamento rigoroso que não prejudique o bebê.

Um medicamento que pode ser utilizado para dor de ouvido na gravidez é o paracetamol (Tylenol), que não deve ser usado em excesso, devendo sempre ser utilizado com recomendação do obstetra.

No caso de infecção no ouvido, o médico pode também indicar o uso de amoxicilina, que é um antibiótico relativamente seguro para ser usado durante a gravidez.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • DANISHYAR, A.; ASHURST, J. V. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Acute Otitis Media. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK470332/>. Acesso em 24 jan 2023
  • MEDINA-BLASINI, Y.; SHARMAN, T. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Otitis Externa. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK556055/>. Acesso em 24 jan 2023
Mostrar bibliografia completa
  • ROSARIO, D. C.; MENDEZ, M. D. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Chronic Suppurative Otitis. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK554592/>. Acesso em 24 jan 2023
  • LEUNG, A. K. C.; WONG, A. H. C. Acute Otitis Media in Children. Recent Pat Inflamm Allergy Drug Discov. 11. 1; 32-40, 2017
  • WIEGAND, S.; et al. Otitis Externa. Dtsch Arztebl Int. 116. 13; 224-234, 2019
  • NATIONAL HEATH SYSTEMS - NHS. Ear infections. 2021. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/ear-infections/>. Acesso em 30 dez 2021
  • LIMB, C. J.; ET AL. IN: UPTODATE. Acute otitis media in adults. 2021. Disponível em: <https://www.uptodate.com/contents/acute-otitis-media-in-adults>. Acesso em 30 dez 2021
  • HARMES, K. M.; et al. Otitis media: diagnosis and treatment. Am Fam Physician. 88. 7; 435-40, 2013
  • SANDER, R. Otitis Externa: A Practical Guide to Treatment and Prevention. Am Fam Physician. 63. 5; 927-937, 2001
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • Como tirar ÁGUA DO OUVIDO rápido

    03:56 | 333342 visualizações