Otite média: o que é, sintomas, tipos, causas e tratamento

julho 2022

A otite média é uma inflamação do ouvido que pode acontecer devido à presença de vírus ou bactérias, sendo frequente após um resfriado ou crise de sinusite, por exemplo. Mas a otite média também pode surgir como consequência de traumatismos ou alergias, por exemplo.

Devido à inflamação no ouvido, é possível que sejam notados sintomas como dor de ouvido, presença de secreção amarela ou esbranquiçada no canal auditivo, febre e irritabilidade.

Na presença de sinais e sintomas indicativos de otite é importante consultar um pediatra, no caso da criança, ou um otorrinolaringologista, no caso de adultos, para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento mais adequado, que pode ser feito com remédios para aliviar os sintomas ou antibióticos.

Sintomas de otite média

Os principais sintomas de otite média são:

  • Secreção ou acúmulo de líquido no ouvido;
  • Diminuição da audição;
  • Dor no ouvido;
  • Febre;
  • Irritabilidade;
  • Vermelhidão;
  • Perfuração do tímpano, em alguns casos, sendo notada a presença de pus;

No caso do bebê, pode-se desconfiar que está com otite quando o bebê coloca a mão muitas vezes na orelha, fica mais irritado, chora muito e tem dificuldades para dormir, por exemplo, sendo importante que o pediatra seja consultado.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico é feito por meio da avaliação dos sinais e sintomas e da realização de exame físico, que consiste em observar o ouvido com um equipamento chamado otoscópio. Assim, é possível observar qualquer alteração no ouvido e ser indicado o tratamento mais adequado para combater a inflamação e promover o alívio dos sintomas.

Quando marcar consulta

É aconselhado marcar consulta com um otorrinolaringologista quando existem sintomas sugestivos de otite, especialmente se forem muito intensos ou acompanhados de febre. No caso da criança, pode-se também consultar o pediatra.

Tipos de otite média

A otite média também pode ser dividida em diferentes tipos de acordo com os sinais e sintomas presentes, duração de sintomas e frequência com que acontecem:

  • Otite média aguda: é a forma mais comum, havendo o rápido início de sinais e sintomas, como a dor de ouvido e a febre, causadas pela infecção aguda do ouvido médio;
  • Otite média aguda recorrente: é a otite média aguda que repete por mais de 3 episódios em 6 meses ou 4 episódios em 12 meses, geralmente, devido ao mesmo microrganismo que volta a proliferar ou por novas infecções;
  • Otite média serosa: também chamada de otite média com efusão, é a presença de líquido no ouvido médio, que pode permanecer por várias semanas a meses, sem causar sinais ou sintomas de infecção;
  • Otite média crônica supurativa: é caracterizada pela presença de secreção purulenta persistente ou recorrente, em conjunto com perfuração da membrana timpânica.

Para diferenciar entre estes tipos de otite, o médico costuma fazer uma avaliação clínica, com exame físico, observação do ouvido com otoscópio, além de avaliação dos sinais e sintomas.

Saiba mais sobre os principais tipos de otite.

Possíveis causas

A otite média normalmente acontece como consequência de uma gripe, resfriado ou crise de sinusite e, por isso, é causada principalmente por vírus e bactérias. Os principais vírus relacionados com a otite média são Influenza, vírus sincicial respiratório e o rinovírus, enquanto que as bactérias mais frequentes são Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenzae e Moraxella catarrhalis.

No entanto, esse tipo de otite pode também ser desencadeada por outras situações, como alergia, refluxo, infecção por fungos ou alterações anatômicas do ouvido, porém essas causas são mais raras.

Como é feito o tratamento

O tratamento para otite média pode variar de acordo com os sintomas apresentados e a causa. Normalmente, o médico indica o uso de remédios para promover o alívio dos sintomas, como a dipirona e o ibuprofeno, por exemplo. Caso a otite média esteja associada a uma gripe, resfriado ou alergia, o médico pode também indicar descongestionantes e anti-histamínicos.

Caso seja verificada a presença de infecção, pode ser recomendado o uso de antibióticos por 5 a 10 dias, como a Amoxicilina, por exemplo, que geralmente é utilizada quando os sintomas se mantêm mesmo depois de iniciado o tratamento com outros remédios, se houverem alterações no exame da membrana timpânica, se o tímpano estiver perfurado ou se os sintomas forem muito intensos.

Dependendo do tipo e da gravidade da otite, o tratamento pode, ainda, envolver a realização de cirurgia para drenagem do líquido do ouvido, ou da timpanoplastia, em caso de perfuração do tímpano.

Opções de tratamento caseiro

Durante o tratamento indicado pelo médico, e nunca substituindo este, algumas medidas podem ser feitas em casa para acelerar a recuperação e aliviar os sintomas, como:

  • Beber bastantes líquidos, mantendo-se hidratado ao longo do dia;
  • Ficar de repouso, evitando exercícios ou atividades desgastantes;
  • Fazer uma alimentação saudável e equilibrada, com uma dieta rica em frutas, legumes, verduras, grãos e sementes, pois são ricos em ômega-3 e outros nutrientes que ajudam para uma melhor recuperação da inflamação;
  • Fazer uma compressa morna na região externa do ouvido, pode ajudar a aliviar a dor.

Além disso, jamais deve-se pingar qualquer produto no ouvido, exceto os indicados pelo médico, pois isto pode piorar a inflamação e prejudicar a recuperação.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em julho de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em maio de 2020.

Bibliografia

  • FLINT, Paul W. et al. Cummings Otorrinolaringologia: Cirurgia de cabeça e pescoço. 5 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017. p. 1549-1568.
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.