Meloxicam: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
setembro 2022
  1. Para que serve
  2. Como usar
  3. Efeitos colaterais
  4. Contra-indicações

O meloxicam é um medicamento anti-inflamatório não esteroide (AINE) indicado para aliviar a dor, a inflamação e a rigidez, causadas pela osteoartrite ou artrite reumatoide, além de poder ser indicado para tratar outros tipos de dor moderada a intensa em adultos.

Esse remédio também pode ser usado para o tratamento da artrite reumatoide juvenil, sendo indicado para crianças com mais de 16 anos, e deve ser usado com indicação do pediatra.

O meloxicam pode ser encontrado em farmácias ou drogarias, vendido com receita médica, como genérico "meloxicam" ou com os nomes comerciais Bioflac, Artritec, Melocox, Loxam ou Inicox, na forma de comprimidos ou solução injetável, e deve ser usado somente com indicação médica.

Para que serve

O meloxicam é indicado para aliviar a dor e a inflamação nas seguintes condições:

Além disso, o meloxicam pode ser indicado pelo médico nos caos de inflamações nos tecidos moles do trato respiratório, cólicas menstruais ou dores moderadas a intensas.

O meloxicam é corticóide?

O meloxicam não é corticóide e não possui nenhum corticóide na sua composição.

Esse remédio é um anti-inflamatório não esteróide que inibe a produção de substâncias inflamatórias no corpo, como as prostaglandinas, sendo indicado nos casos de dor moderada a intensa.

Como usar

O meloxicam é indicado para uso em adultos ou crianças com mais de 16 anos, sendo que a forma de usar varia de acordo com a condição a ser tratada e a apresentação do remédio, que inclui:

1. Meloxicam comprimidos

Os comprimidos de meloxicam podem ser encontrados nas doses de 7,5 mg ou 15 mg, e a posologia para adultos varia de acordo com a condição a ser tratada, que inclui:

  • Osteoartrite: a dose normalmente recomendada é de 7,5 mg por dia, o que corresponde a 1 comprimido de 7,5 mg ou meio comprimido de 15 mg. No caso de não ocorrer melhora dos sintomas, o médico pode aumentar a dose para no máximo 15 mg por dia;
  • Artrite reumatoide: a dose normalmente recomendada é de 15 mg por dia, o que corresponde a 2 comprimidos de 7,5 mg ou 1 comprimido de 15 mg. Dependendo da resposta o tratamento, a dose pode ser reduzida pelo médico para 7,5 mg por dia. A dose máxima diária é de 15 mg. Em idosos, pessoas com insuficiência renal ou que fazem hemodiálise, a dose máxima é de 7,5 mg por dia.

Para outras condições inflamatórias ou dolorosas, a dose do meloxicam deve ser orientada pelo médico.

A dose do meloxicam deve ser administrada em dose única por dia, sempre no mesmo horário. O comprimido deve ser tomado por via oral, com um copo de água, junto com uma refeição.

2. Meloxicam solução injetável

A solução injetável contém 15 mg de meloxicam em 1,5 mL. Essa solução injetável é utilizada em hospitais, aplicada pelo enfermeiro, diretamente na veia, sendo que a dose recomendada varia de acordo com a indicação a ser tratada, e deve ser orientada pelo médico.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir durante o tratamento com o meloxicam são azia ou sensação de queimação no estômago, náuseas, vômitos, dor abdominal, prisão de ventre, excesso de gases ou diarreia.

Além disso, também podem surgir esofagite, úlcera no estômago ou intestino, sangramento gastrointestinal, anemia, alterações sanguíneas, formação de bolhas na pele, coceira, urticária, aumento da sensibilidade à luz ou estomatite.

Embora seja mais raro, o meloxicam também pode causar eritema multiforme, síndrome de Stevens Johnson, necrólise epidérmica tóxica, crise aguda de asma, vertigem, zumbido no ouvido, tontura, aumento da pressão arterial, palpitações, parâmetros anormais da função renal (aumento da creatinina sérica e/ou ureia), insuficiência renal aguda, reações alérgicas graves, incluindo reações do tipo anafilático. Saiba identificar os sintomas de reação anafilática

O meloxicam dá sono?

Um dos efeitos colaterais que podem surgir durante o tratamento com o meloxicam é a sonolência, além de outros efeitos colaterais relacionados ao sistema nervoso central, como tontura, vertigem ou visão embaçada.

Por isso, deve-se ter precaução ou evitar atividades como dirigir, utilizar máquinas pesadas, realizar atividades perigosas e evitar o consumo de bebidas alcoólicas, pois o uso de álcool pode aumentar os efeitos de sonolência e também de tontura.

Quem não deve tomar

O meloxicam não deve ser usado por crianças ou adolescentes com menos de 16 anos, mulheres grávidas ou em amamentação.

Esse remédio também não deve ser usado por pessoas que tenham úlcera no estômago, hemorragia ou sangramento no trato gastrointestinal, colite ulcerativa, doença de Crohn, problemas de coagulação sanguínea, insuficiência cardíaca, renal ou hepática grave, asma, rinite, pólipos nasais ou urticária causados ou exacerbados pelo uso de ácido acetilsalicílico.

Além disso, o meloxicam não deve ser usado por pessoas que tenham ao meloxicam ou qualquer outro anti-inflamatório não esteróide como ácido acetilsalicílico, ibuprofeno ou naproxeno, por exemplo, e deve ser usado com cautela em pessoas com intolerância à lactose, pois o comprimido contém lactose na sua formulação.

O meloxicam pode interferir na eficácia do tratamento com alguns remédios, como anlodipino, anestésicos, anti-inflamatórios não esteroides (indometacina), bloqueadores beta-adrenérgicos, estrogênios, anticoagulantes, anticonvulsivantes, lítio e simpaticomiméticos. Por isso seu uso deve ser feito somente com indicação médica.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em setembro de 2022.

Bibliografia

  • LABORATORIOCHILE. Meloxicam 15 mg Comprimidos. Disponível em: <https://www.laboratoriochile.cl/wp-content/uploads/2015/11/Meloxicam-15-mg.pdf>. Acesso em 15 set 2022
  • SAUDEDIRETA. Bioflac. Disponível em: <https://www.saudedireta.com.br/catinc/drugs/bulas/bioflac.pdf>. Acesso em 15 set 2022
Mostrar bibliografia completa
  • CIMA. FICHA TECNICA MELOXICAM CINFA 7,5 mg COMPRIMIDOS EFG. Disponível em: <https://cima.aemps.es/cima/dochtml/ft/69093/FT_69093.html>. Acesso em 15 set 2022
  • EUROFARMA LABORATORIO S.A. Meloxicam solução injetável 15mg/1,5mL. 2014. Disponível em: <https://eurofarma.com.br/produtos/bulas/patient/bula-meloxicam-solucao-injetavel.pdf>. Acesso em 20 set 2022
  • EMS S.A. Meloxicam comprimidos. Disponível em: <https://www.ems.com.br/arquivos/produtos/bulas/bula_meloxicam_10415_1047.pdf>. Acesso em 20 set 2022
  • CÁTEDRA DE FARMACOLOGÍA. DEPARTAMENTO DE CIENCIAS FISIOLÓGICAS DE VENEZUELA. Meloxicam, un AINE. Disponível em: <https://www.revistaavft.com/images/revistas/2019/avft_3_2019/5_meloxicam.pdf>. Acesso em 15 set 2022
  • CIMA. FICHA TECNICA MELOXICAM CINFA 15 mg COMPRIMIDOS EFG. Disponível em: <https://cima.aemps.es/cima/dochtml/ft/69094/FT_69094.html>. Acesso em 15 set 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.