Lipoaspiração: quando fazer, como é feita (e como se preparar)

Atualizado em março 2024

Lipoaspiração é uma cirurgia estética indicada para retirar o excesso de gordura localizada numa determinada área do corpo como abdômen, coxas, flancos, costas ou braços, por exemplo, ajudando a melhorar o contorno do corpo.

Essa cirurgia ajuda a eliminar a gordura acumulada quando a alimentação e a prática de exercício não foi suficiente. No entanto, é importante ressaltar que a lipoaspiração não é uma cirurgia para perder peso ou tratar a obesidade.

A lipoaspiração pode ser realizado tanto por homens quanto por mulheres e é importante que seja feita por um cirurgião plástico qualificado e experiente e sob condições adequadas de higiene e segurança.

Imagem ilustrativa número 2

Para que serve

A lipoaspiração serve para fins estéticos para reduzir o excesso de gordura de áreas do corpo que não conseguem ser eliminadas com dieta e exercícios físicos ou para melhorar ou modificar o contorno corporal de forma permanente.

Essa cirurgia é feita retirando o excesso de tecido adiposo de regiões do corpo, como abdômen, nádegas, quadris, flancos, coxas, parte superior dos braços, panturrilhas, queixo ou pescoço, por exemplo.

Leia também: Lipo de papada: o que é, como é feita, riscos e recuperaçãotuasaude.com/lipo-de-papada

Além disso, a lipoaspiração pode ser feita para eliminar o excesso de gordura das mamas em homens com ginecomastia.

Quando fazer

Existem alguns critérios médicos para fazer a lipoaspiração em adultos, que são:

  • Estar dentro de 30% do seu peso ideal;
  • Não sofrer de obesidade;
  • Ter pouca flacidez na pele;
  • Ter excesso de tecido adiposo mínimo a moderado;
  • Estar com o peso estável por 6 a 12 meses antes da cirurgia;
  • Não ser fumante;
  • Ter um bom estado de saúde geral.

Esses critérios são avaliados pelo cirurgião plástico antes da lipoaspiração, de forma que seja feita com segurança e evitar complicações.

Marque uma consulta com um cirurgião plástico na região mais próxima:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Cirurgiões Plástico e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

A lipoaspiração serve para emagrecer?

A lipoaspiração não é indicada para emagrecer ou como tratamento alternativo para perda de peso.

Essa cirurgia é indicada apenas para mulheres ou homens adultos que têm um peso corporal estável, e não conseguem eliminar completamente o excesso de gordura em determinadas áreas do corpo com a dieta e os exercícios físicos. 

No entanto, devido à remoção da gordura localizada, é possível perder algum peso.

Como se preparar para a cirurgia

Antes da realização da lipoaspiração é importante que sejam realizados alguns exames para verificar o estado de saúde da pessoa e diminuir o risco de complicações, sendo indicada a realização de exames cardíacos, exames de imagem, exame de urina e exames de sangue. Saiba mais sobre os exames que devem ser feitos antes de uma cirurgia plástica.

Além disso, pode ser recomendado pelo médico que seja feita dieta líquida nos dois dias anteriores à cirurgia e que a pessoa fique cerca de 8 horas de jejum antes do procedimento.

É importante evitar o cigarro e as bebidas alcoólicas, assim como tomar a medicação habitual de acordo com a orientação do médico, além de também comunicar ao médico qualquer problema de saúde, incluindo gripes e resfriados, pois nesse caso pode ser necessário adotar outras medidas para que não haja interferência durante a recuperação.

Como é feita a lipoaspiração

A lipoaspiração é feita pelo cirurgião plástico, no hospital, com anestesia geral ou anestesia local com sedação intravenosa, o que varia com a região do corpo a ser tratada.

Para realizar a lipoaspiração, o cirurgião plástico segue alguns passos:

  1. Fazer as marcações na pele com uma caneta própria na região a ser tratada;
  2. Administrar a anestesia, que pode ser geral ou local com sedação intravenosa;
  3. Fazer pequenos cortes na pele na região a ser tratada;
  4. Aplicar uma solução estéril no local, chamada solução de Klein, que contém soro fisiológico, adrenalina e anestésico, para diminuir o sangramento na região;
  5. Introduzir a cânula de lipossucção pelo corte na pele, para alcançar o tecido gorduroso, que fica entre a pele e os músculos;
  6. Fazer movimentos com a cânula no tecido adiposo, para quebrar a gordura e torná-la mais líquida;
  7. Remover o excesso de gordura da região com um tubo de sucção;
  8. Fechar os cortes na pele com pontos;
  9. Fazer um curativo nos cortes e enfaixar o local.

A duração da lipoaspiração depende da área e da quantidade de gordura a aspirar, podendo variar desde alguns minutos a algumas horas.

Além de remover a gordura, durante a lipoaspiração o médico pode ainda fazer lipoescultura, que consiste em utilizar a gordura retirada e colocá-la noutro local do corpo, de forma a melhorar o contorno do corpo. Veja como é feita a lipoescultura.

A lipoaspiração causa dor?

Durante a lipoaspiração não há dor, já que é feita sob anestesia. No entanto, depois de passar o efeito da anestesia, a pessoa pode sentir ardor ou queimação, dor e maior sensibilidade na região, o que costuma melhorar após cerca de 48 horas, sendo importante seguir as orientações do médico.

Resultados da lipoaspiração

Depois da cirurgia, é possível ficar com o corpo mais delineado, mais bonito e delgado.

No entanto, após aproximadamente 1 mês da lipoaspiração, os resultados podem ser melhor observados, pois a pessoa já não está inchada, sendo que os resultados definitivos só começam a surgir após 3 a 6 meses.

Esta cirurgia estética praticamente não deixa cicatrizes, pois são feitos pequenos cortes na pele em locais onde é difícil serem vistos, como nas dobras ou no interior do umbigo.

Cuidados durante a recuperação

Os cuidados que devem ser seguidos depois da lipoaspiração são:

  • Tomar os medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios recomendados pelo médico para aliviar a dor e o desconforto;
  • Caminhar lentamente durante 10 minutos 2 vezes por dia, até 7 dias após a cirurgia;
  • Permanecer com a cinta ou meias de contenção durante todo o dia e toda a noite durante 3 dias, sem nunca a tirar, podendo tirá-la apenas para dormir ao final de 15 dias;
  • Tomar banho após 3 dias, tirando os curativos e secando bem as cicatrizes e colocando Iodopovidona e um band-aid sob os pontos, de acordo com a indicação do médico;
  • Tirar pontos, no médico, ao final de 8 dias.

Além disso, é importante tomar os remédios para as dores e os antibióticos indicados pelo médico e evitar dormir sobre o local que foi aspirado. Veja mais sobre os cuidados que se deve ter no pós operatório da lipoaspiração.

Quando não é indicada

A lipoaspiração não é indicada para mulheres grávidas ou com menos de 6 meses de período pós-parto, ou para pessoas que estejam abaixo do peso ideal, ou que tenham obesidade ou sobrepeso com Índice de Massa Corporal (IMC) maior que 25 kg/m2.

Além disso, a lipoaspiração é contraindicada para pessoas que fumam, que tenham diabetes descontrolada, problemas psiquiátricos, distúrbios alimentares, expectativas irreais sobre a cirurgia, ou que tenham dependência química descontrolada.

A lipoaspiração também não é indicada para pessoas que tiveram AVC ou infarto nos últimos 6 meses, que tenham se submetido a anestesia geral nos últimos 6 meses, ou são alérgicos à lidocaína ou outros anestésicos.

Possíveis riscos da lipoaspiração

Os principais riscos da lipoaspiração são:

  • Infecções na pele;
  • Alterações da sensibilidade, dormência ou hematomas no local;
  • Irregularidades na pele onde foi feita a lipoaspiração;
  • Formação de seromas;
  • Perfuração de órgãos, especialmente quando é feita na região abdominal;
  • Intoxicação pela lidocaína.

Além disso, podem surgir complicações graves da lipoaspiração que podem ocorrer durante ou após a cirurgia e colocar a vida em risco, como embolia gordurosa, trombose venosa profunda (TVP) ou embolia pulmonar. Saiba identificar os sintomas de embolia gordurosa, TVP e embolia pulmonar.

A melhor forma de diminuir o risco de complicações é realizar a lipoaspiração numa clínica certificada e com cirurgiões plásticos experientes. Saiba mais sobre os principais riscos da lipoaspiração.