Trombose venosa profunda: o que é, sintomas e tratamento

Revisão médica: Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
agosto 2022

A trombose venosa profunda é uma doença causada pela formação de coágulos no interior de veias profundas, geralmente das pernas, prejudicando o fluxo de sangue, o que pode provocar sintomas, como inchaço, vermelhidão e dor, e colocar a vida em risco caso não tratada adequadamente.  

Em alguns casos, a trombose venosa profunda pode causar embolia pulmonar, que é uma complicação grave e que também precisa ser tratada rapidamente. Por isso, é importante que a trombose venosa seja identificada o mais cedo possível, o que pode ser feito por meio de exames como o ultrassom e dosagem de D-dímero no sangue.

Em caso de suspeita de trombose venosa profunda é recomendado procurar uma emergência para uma avaliação e iniciar o tratamento adequado, que pode envolver anticoagulantes e até cirurgia.

Principais sintomas

Os principais sintomas de trombose venosa profunda são:

  • Inchaço em uma das pernas;
  • Dor latejante na região afetada;
  • Vermelhidão na perna;
  • Calor no local;
  • Dificuldade para apoiar sobre perna afetada;
  • Dor ao toque da região;
  • Endurecimento da pele sobre a área envolvida.

Embora a trombose venosa profunda geralmente afete as pernas, também pode ocorrer em veias de outras partes do corpo, como os braços, causando sintomas semelhantes. Além disso, quando grave, a trombose venosa pode causar embolia pulmonar caso não tratada. Confira o que é a embolia pulmonar e seus sintomas.

Em caso de suspeita de trombose venosa profunda é importante procurar uma emergência para uma avaliação e início do tratamento apropriados.

Teste online

Veja o risco de trombose venosa profunda na perna, selecionando seus sintomas no teste:

  1. 1.Dor repentina em uma das pernas que piora ao longo do tempo
  2. 2.Inchaço em uma das pernas, que vai aumentando
  3. 3.Vermelhidão intensa na perna afetada
  4. 4.Sensação de calor ao tocar na perna inchada
  5. 5.Dor ao tocar na perna
  6. 6.Pele da perna mais dura que o normal
  7. 7.Veias dilatadas e mais facilmente visíveis na perna

Possíveis causas

A trombose venosa profunda é causada pela formação de um coágulo, normalmente em uma das pernas, devido a alterações na circulação que aumentam o risco de coagulação do sangue e que tendem a ocorrer em pessoas com dificuldade de movimentar os membros, acamadas ou imobilizadas, sedentárias, gestantes ou que fazem uso de drogas ilícitas injetáveis, por exemplo.

Além disso, pessoas com histórico de trombose anterior e câncer, doenças como diabetes e hipertensão, idosos, obesos, fumantes e que fazem uso de anticoncepcionais hormonais orais também têm maior risco de ter trombose venosa profunda. Veja os principais efeitos colaterais dos anticoncepcionais.

COVID-19 aumenta o risco de trombose?

A infecção por COVID-19 aumenta o risco de desenvolver coágulos que podem resultar em trombose venosa profunda. Isso parece acontecer especialmente nos casos mais graves, devido ao intenso processo inflamatório que o vírus causa e seu efeito direto sobre os vasos.

Assim, o uso de anticoagulantes pode ser indicado em alguns casos de COVID-19, especialmente em pessoas internadas e com infecção grave. Além disso, exames de sangue como dosagem de plaquetas, fibrinogênio, e D-dímero podem ser indicados, para avaliar o risco de trombose. Entenda melhor o que é o D-dímero e para que serve.

A vacina da COVID-19 causa trombose? 

A Anvisa e a Agência Europeia de Medicamentos reportaram que a vacinação contra a COVID-19 pode aumentar ligeiramente o risco de desenvolver coágulos e, consequentemente, provocar trombose. No entanto, esse risco parece ser de apenas 1 pessoa em cada 175 mil, o que representa uma taxa muito inferior ao risco de desenvolver trombose devido à COVID-19. 

Por esse motivo, a vacinação continua sendo recomendada e considerada segura.

Entre as principais vacinas utilizadas, a que apresentou maior número de casos de trombose até ao momento foram as vacinas constituídas por adenovírus, como a AstraZeneca e a Janssen. Saiba mais sobre os efeitos colaterais das vacinas para COVID-19.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de trombose venosa profunda geralmente é feito pelo médico na emergência levando em consideração os sintomas apresentados e o risco de trombose. Além disso, podem ainda ser indicados exames como a dosagem de D-dímero no sangue e o ultrassom da perna.

Como é o tratamento

O tratamento da trombose venosa profunda geralmente é feito no hospital e envolve o uso de medicamentos anticoagulantes como heparina, rivaroxaban ou warfarina. No entanto, em alguns casos, a trombólise, que é uma forma de dissolver o coágulo usando medicamentos injetáveis, ou a cirurgia para trombose também podem ser indicadas. Entenda melhor como é o tratamento da trombose venosa profunda.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Jonathan Panoeiro - Neuropediatra, em agosto de 2022. Revisão médica por Drª. Ana Luiza Lima - Cardiologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • Risks of deep vein thrombosis, pulmonary embolism, and bleeding after covid-19: nationwide self-controlled cases series and matched cohort study. BMJ. Vol. 376. 2022
  • ATYABI, Seyed M. H. et al. Relationship between blood clots and COVID-19 vaccines: A literature review. Open Life Sciences. Vol. 17, n.1. 401-415, 2022
Mostrar bibliografia completa
  • WHO. Guidance for clinical case management of thrombosis with thrombocytopenia syndrome(TTS) following vaccination to prevent coronavirus disease (COVID-19). 2021. Disponível em: <https://www.who.int/publications/i/item/WHO-2019-nCoV-TTS-2021.1>. Acesso em 22 ago 2022
  • BRAZETE, C. et al. Thrombotic events and COVID-19 vaccines. Int J Tuberc Lung Dis. Vol.25, n.9. 701–707, 2021
  • ANTITHROMBOTIC THERAPY IN PATIENTS WITH COVID-19. NIH COVID-19 Treatment Guidelines. 2022. Disponível em: <https://www.covid19treatmentguidelines.nih.gov/therapies/antithrombotic-therapy/>. Acesso em 22 ago 2022
  • STATPEARLS. Features, Evaluation, and Treatment of Coronavirus (COVID-19). 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK554776/>. Acesso em 22 ago 2022
  • STUBBS, M. J; MOUYIS, Maria; THOMAS, Mari. Deep vein thrombosis. BMJ. Vol.360. 351, 2018
  • STATPEARLS. Deep Vein Thrombosis. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK507708/>. Acesso em 22 ago 2022
  • FIOCRUZ. Risco de trombose por Covid-19 é maior do que por vacinas. Disponível em: <https://portal.fiocruz.br/noticia/risco-de-trombose-por-covid-19-e-maior-do-que-por-vacinas>. Acesso em 20 mai 2021
  • ANVISA. Detecção de casos de trombose em combinação com trombocitopenia associados às vacinas COVID-19 com a plataforma de adenovírus (Vacinas Oxford/ Astrazeneca/ Fiocruz e Janssen). 2021. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2021/alerta-sobre-casos-raros-de-trombose-apos-vacinacao-contra-covid-19/comunicado_ggmon_006_2021-2-uv-1.pdf>. Acesso em 29 jun 2021
  • FIOCRUZ. Risco de trombose por Covid-19 é maior do que por vacinas. Disponível em: <https://portal.fiocruz.br/noticia/risco-de-trombose-por-covid-19-e-maior-do-que-por-vacinas>. Acesso em 20 mai 2021
  • BMJ. Covid-19 and thrombosis: what do we know about the risks and treatment?. 2020. Disponível em: <https://www.bmj.com/content/369/bmj.m2058>. Acesso em 20 mai 2021
  • ORSI, Fernanda Andrade et al.. Guidance on diagnosis, prevention and treatment of thromboembolic complications in COVID-19: a position paper of the Brazilian Society of Thrombosis and Hemostasis and the Thrombosis and Hemostasis Committee of the Brazilian Association of Hematology, Hemo. Hematology, Transfusion and Cell Therapy. Vol.42, n.4. 300-308, 2020
  • PUBLIC HEALTH ENGLAND. COVID-19 vaccination and blood clotting. Disponível em: <https://www.gov.uk/government/publications/covid-19-vaccination-and-blood-clotting/covid-19-vaccination-and-blood-clotting>. Acesso em 20 mai 2021
  • EMA. COVID-19 Vaccine AstraZeneca: benefits still outweigh the risks despite possible link to rare blood clots with low blood platelets. 2021. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/news/covid-19-vaccine-astrazeneca-benefits-still-outweigh-risks-despite-possible-link-rare-blood-clots>. Acesso em 20 mai 2021
Revisão médica:
Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
Médica Cardiologista, formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional nº CRM/PE – 16886.