Biotipo corporal: o que é, tipos e como identificar

O biotipo corporal corresponde ao modelo de corpo que pode ser influenciado pela constituição óssea, metabolismo, massa muscular e quantidade de gordura. Assim, de acordo com essas características, é possível classificar o biotipo em ectomorfo, endomorfo e mesomorfo, de forma que cada tipo possui também necessidades diferentes, sendo importante adequar o estilo de vida, a dieta, a frequência, a intensidade e o tipo de treino para cada biotipo de forma a manter a saúde.

De forma geral, as pessoas endomorfas são aquelas que possuem o formato de corpo mais arredondado devido ao maior acúmulo de gordura, as mesomorfas são aquelas que apresentam o corpo mais musculoso, e as ectomorfas são aquelas que possuem o corpo mais magro e menor quantidade de gordura.

A atividade física e a alimentação balanceada podem modificar a aparência física, chamada de somatotipo, mas não muda a genética, ou seja, o biotipo da pessoa. Por isso, ao parar de praticar atividade física e deixar de ter uma alimentação balanceada, pode-se retornar ao biotipo original.

Biotipo corporal: o que é, tipos e como identificar

Como identificar o biotipo

Para identificar corretamente o biotipo corporal, é importante que a pessoa seja avaliada por um profissional de educação física, nutricionista ou nutrólogo, para avaliar as medidas corporais, incluindo dobras cutâneas, circunferências, peso e altura, permitindo identificar as características de cada pessoa e, assim, saber o biotipo.

Principais tipos de biotipos

Os biotipos corporais podem ser classificados de acordo com as suas características em:

Ectomorfo

As pessoas com o biotipo corporal ectomorfo apresentam corpo mais magro e esguio, ombros estreitos e membros compridos. Além disso, as mulheres apresentam quadril mais estreito e seios com  pouco músculo e pouca gordura. Conheça outras características e veja como deve ser a dieta para as pessoas com o biotipo ectomorfo.

De forma geral, as pessoas com esse biotipo apresentam metabolismo mais rápido e, por isso, são capazes de perder peso mais facilmente, mas têm mais dificuldade para ganhar massa muscular.

Como deve ser a dieta: como possuem mais dificuldade para ganhar massa muscular, é recomendado que se aumente o consumo de proteínas no dia a dia, além de gorduras saudáveis, carnes magras, vegetais e frutas frescas, leguminosas e cereais integrais.

Como deve ser o treino: o treino da pessoa com o biotipo ectomorfo pode incluir exercícios aeróbicos, mas com moderação, devendo priorizar treinos de força mais pausados, como musculação e pilates, para favorecer o ganho de peso e de massa muscular. Veja alguns exercícios para ganho de massa muscular.

Endomorfo

As pessoas com biotipo corporal endomorfo apresentam baixa estatura, corpo mais arredondado e mais largo, de forma que as mulheres com esse biotipo apresentam quadril mais largo, associado ao formato de uma pera, e maior quantidade de gordura acumulada. Veja outras características do endomorfo e saiba como deve ser a dieta para este biotipo corporal.

De forma geral, as pessoas com esse biotipo apresentam metabolismo mais lento, maior acúmulo de gordura e têm mais dificuldade para perder peso, apesar de maior facilidade para ganhar massa muscular.

Como deve ser a dieta: a alimentação das pessoas endomorfas deve ser mais restrita, para ajudar na perda de peso. Uma dieta low carb pode ser uma boa estratégia, pois ajuda a manter a saciedade por mais tempo e favorece a perda de peso. É importante que pessoas endomorfas também evitem o consumo de doces, alimentos industrializados e alimentos gordurosos. Conheça mais sobre a dieta low carb e como fazer.

Como deve ser o treino: é importante incluir exercícios de força para promover o ganho de massa muscular. Da mesma forma que são recomendados exercícios aeróbicos, como elíptico ou esteira, para ajudar a queimar gordura e emagrecer.

Mesomorfo

As pessoas com biotipo corporal mesomorfo possuem o corpo magro e musculoso, mesmo que não pratiquem atividade física com frequência. Além disso, as pessoas com esse biotipo possuem o tronco mais desenvolvido, pouca gordura abdominal, cintura mais fina e metabolismo mais rápido, além de ganhar massa muscular com facilidade.

Como deve ser a dieta: quem possui o biotipo mesomorfo tem maior facilidade em ganhar massa muscular e não precisa aumentar a ingestão de proteínas na alimentação. Não é necessário que sigam dietas muito restritas, mas é importante manter uma alimentação equilibrada em vegetais e frutas frescas, cereais integrais, proteínas magras e leguminosas para manter os percentuais de gordura corporal e de massa muscular em equilíbrio.

A pessoa com características mesomórficas, também pode ganhar gordura corporal. Por isso, deve-se evitar o consumo de açúcar refinado (doces, sorvetes, bolos), de alimentos industrializados (molhos prontos, fast food, macarrão instantâneo, etc), e alimentos gordurosos, como frituras, salgadinhos ou carnes gordas.

Como deve ser o treino:  as pessoas mesomorfas devem incluir exercícios aeróbicos, como bicicleta ou corrida, intercalados com exercícios de força nos treinos semanais para ajudar a manter o percentual de gordura e de massa muscular adequados.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • MENEGUCCI, FRANCIELE; CARVALHO, BERNARDETE; IÔ, VANESSA. O estudo dos biótipos através da modelagem plana. 2017. Disponível em: <http://www.coloquiomoda.com.br/anais/Coloquio%20de%20Moda%20-%202017/COM_ORAL/co_2/co_2_O_estudo_dos_biotipos.pdf>. Acesso em 17 Ago 2021
  • FIGUEIREDO, Carlos. Definição dos perfis somatotipológicos de atletas masculinos praticantes de musculação, categoria avançada, em academias de Porto Alegre - RS. Trabalho de Conclusão de Curso, 2010. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
  • WYLIE-ROSETT Judith et al. Health Effects of Low-Carbohydrate Diets: Where Should New Research Go?. Current Diabetes Reports. 13. 2; 271-278, 2013
  • RODRIGUES, E, Jéssica Filipa. Estratégias Nutricionais para Hipertrofia Muscular. tese de conclusão de graduação, 2017. Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto.
  • A, H, S, Almeida et al. Somatotype analysis of physically active individuals. Journal of Sports Medicine and Physical Fitness. Vol.53. 3.ed; 268-273, 2013
Mais sobre este assunto: