Infecção urinária na gravidez: sintomas, riscos e tratamento

Atualizado em maio 2023

É normal ter pelo menos um episódio de infecção urinária durante a gravidez, pois as alterações que ocorrem no organismo da mulher, durante esse período, favorecem o desenvolvimento de bactérias no trato urinário.

Embora possa parecer assustadora, a infecção urinária não prejudica o bebê e pode ser facilmente tratada com antibióticos, como a Cefalexina. Porém, se a mulher não iniciar o tratamento, a infecção pode continuar agravando e causar alguns riscos para o bebê, como parto prematuro ou aborto, por exemplo.

Assim, sempre que surgirem sinais de desconforto urinário, é muito importante que a grávida consulte o obstetra ou o ginecologista para fazer um exame de urina e iniciar o tratamento caso seja necessário.

Imagem ilustrativa número 1

Possíveis sintomas de infecção urinária

Durante a gravidez, a infecção urinária pode ser um pouco mais difícil de identificar, por isso, selecione o que está sentindo para avaliar o risco de estar com uma infecção urinária:

  1. 1. Dor ou queimação ao urinar
  2. 2. Vontade frequente e repentina de urinar em pouca quantidade
  3. 3. Sensação de não conseguir esvaziar a bexiga
  4. 4. Sensação de peso ou desconforto na região da bexiga
  5. 5. Urina turva, escura, cheiro forte ou com presença de sangue
  6. 6. Febre baixa persistente (entre 37,5º e 38º)

Alguns destes sintomas, como a vontade frequente para urinar ou sensação de peso na bexiga, são muito comuns durante a gestação e, por isso, podem ser disfarçados. Dessa forma, sempre que a mulher identificar alguma alteração ou desconforto, deve consultar o obstetra ou o ginecologista para fazer um exame de urina e avaliar se pode estar ocorrendo uma infecção. 

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da infecção urinária durante a gravidez é feito através do exame de urina normal, sempre que existem sintomas de alerta. No entanto, o médico também deve solicitar 1 exame de urina por trimestre a fim de identificar e tratar precocemente uma possível infecção urinária, mesmo que não existam sintomas.

Marque consulta com um Obstetra perto de você!

Atendemos mais de 150 convênios em 7 estados do Brasil*.

Marcar Consulta

*Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Sergipe e Distrito Federal

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Além disso, a mulher também pode comprar na farmácia o teste caseiro de infecção urinária. Veja mais em: Como fazer um exame caseiro para detectar infecção urinária.

Como é feito o tratamento

O tratamento da infecção urinária na gravidez normalmente é feito com o uso de antibióticos, como a cefalexina, por um período de 7 a 14 dias, sendo também importante beber bastante água, não segurar o xixi e esvaziar a bexiga completamente cada vez que for urinar.

Nos casos em que a infecção se agravou é atingiu os rins, a gestante pode precisar ficar internada no hospital para tomar antibióticos diretamente na veia. Saiba mais detalhes sobre o tratamento para infecção urinária na gravidez.

Veja ainda como deve ser a alimentação durante o tratamento:

youtube image - INFECÇÃO URINÁRIA NA GRAVIDEZ:  O que comer para Curar e Evitar

Riscos da infecção para o bebê

Se a infecção urinária não for tratada corretamente durante a gravidez, pode haver complicações para a mãe e o bebê, como:

  • Parto prematuro;
  • Diminuição do crescimento intra-uterino;
  • Baixo peso ao nascer;
  • Pneumonia;
  • Asma na infância;
  • Aborto espontâneo.

Além disso, a infecção urinária durante a gravidez também aumenta o risco de morte do bebê após o parto. Assim, a melhor forma de evitar todos estes riscos é estar atenta aos sintomas de infecção urinária e fazer o tratamento indicado pelo médico logo que a doença for diagnosticada.

Queremos te ajudar!

Nossos Obstetras estão disponíveis para te ajudar, em 7 estados do Brasil*

Marcar consulta

*Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Sergipe e Distrito Federal