Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba o que fazer para combater a Azia comum da Gravidez

Para evitar a azia na gravidez, recomenda-se seguir algumas mudanças simples na alimentação, como evitar frituras, alimentos ricos em pimenta ou muito condimentados e evitar beber líquidos durante as refeições, que devem ser feitas em pequenas quantidades. Para aliviar rapidamente a queimação, pode-se tentar tomar 1 copo de leite, de preferência desnatado, pois a gordura do leite integral demora mais tempo no estômago e pode não ajudar.

Azia é uma sensação de queimação que inicia final do osso do meio das costelas e vai até a garganta, e é comum surgir no segundo ou terceiro trimestre da gestação, mas algumas mulheres podem sentir os sintomas mais cedo.

Saiba o que fazer para combater a Azia comum da Gravidez

O que fazer para evitar azia na gravidez

Apesar da azia ser uma alteração típica da gravidez, existem alguns cuidados que ajudam a combater este problema:

  • Evitar alimentos como mostarda, maionese, pimenta, café, chocolate, refrigerante, bebidas alcoólicas e sucos industrializados;
  • Evitar beber líquidos durante as refeições;
  • Consumir regularmente frutas como pera, maçã, manga, pêssego bem maduro, mamão, banana e uvas;
  • Mastigar bem todos os alimentos, para facilitar a digestão;
  • Ficar sentada pelo menos 30 minutos após comer, evitando deitar-se;
  • Não usar roupas apertadas na barriga e no estômago;
  • Comer pequenas porções de cada vez, várias vezes por dia;
  • Colocar um calço de 10 cm na cabeceira da cama, para evitar que o corpo fique completamente deitado na horizontal, favorecendo o refluxo e a azia;
  • Não fumar e evitar a exposição ao cigarro;
  • Evitar comer de 2 a 3 horas antes de dormir.

Acredita-se popularmente que quando a grávida sente muita azia seu bebe terá muito cabelo, mas não existe nenhuma comprovação científica de que isso realmente possa acontecer.

Saiba o que fazer para combater a Azia comum da Gravidez

Remédios para azia na gravidez

Na maior parte dos casos, a azia melhora com mudanças na alimentação e no estilo de vida, mas em casos de azia constante e severa, o médico poderá indicar remédios à base de magnésio ou de cálcio, como as pastilhas de Magnésia Bisurada ou Leite de Magnésia, ou remédios como Milanta Plus, por exemplo. No entanto, é importante lembrar que qualquer medicamento só deve ser tomado sob orientação médica, pois pode ser prejudicial para o desenvolvimento do bebê.

Outras opções são os remédios caseiros que aliviam a azia, como descascar um pedacinho de batata e comer crua mesmo. Outras opções incluem comer 1 maçã com casca, um pedacinho de pão ou 1 biscoito cream cracker porque eles ajudam a empurram o conteúdo gástrico de volta para o estômago combatendo a azia naturalmente. Veja também como tratar a gastrite na gravidez.

Saiba o que fazer para combater a Azia comum da Gravidez

Porque a azia surge durante a gravidez

A azia surge na gravidez devido ao excesso de progesterona, um hormônio que relaxa a musculatura do útero para permitir que ele cresça e comporte o bebê. No entanto, a progesterona acaba diminuindo o fluxo intestinal e relaxando também o esfíncter esofágico, que é o músculo responsável por fechar a divisão entre o estômago e o esôfago, o que acaba permitindo que o ácido gástrico retorne para o esôfago e garganta com maior facilidade.

Além disso, com o crescimento do bebê, os órgãos acabam ficando com menos espaço no abdômen e o estômago é comprimido para cima, o que também facilita o retorno do alimento e do suco gástrico.

Quando a azia vai passar

Em geral, a azia passa após o parto, quando o estômago volta a ter mais espaço no abdômen e os hormônios femininos voltam ao normal. No entanto, mulheres que ganharam muito peso durante a gestação podem ainda ter sintomas de azia por até 1 ano após o parto.

Assista o vídeo a seguir e veja mais dicas sobre como lidar com a azia na gravidez:

A azia pode ser um sintoma de refluxo na gravidez, por isso veja mais sobre esta doença e o seu tratamento na gravidez aqui.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...