Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que fazer para tratar a Gastrite na Gravidez

​O tratamento para gastrite na gravidez é feito principalmente através de alterações na alimentação, preferindo uma dieta rica em vegetais e evitando-e alimentos com cafeína, frituras e refrigerantes, e com a ajuda de remédios naturais como o chá de camomila. O médico também poderá indicar medicamentos que diminuem a acidez do estômago, como Ranitidina, para ajudar a controlar os sintomas. 

As chances de ter gastrite durante a gestação aumentam devido às alterações hormonais e ao aumento de estresse e ansiedade que são normais nesta fase. Além disso, o útero aumentado pode comprimir os órgãos abdominais, o que pode provocar refluxo, alterações intestinais e piora dos sintomas gástricos. Veja também os sintomas e tratamento do refluxo na gravidez.

É importante destacar que a gastrite não prejudica o bebê, mas só se deve tomar medicamentos para combater este problema de acordo com orientação médica.

O que fazer para tratar a Gastrite na Gravidez

Principais sintomas

Os sintomas da gastrite durante a gravidez são os mesmos que outras fases da vida, podendo aparecer:

  • Azia e dor no estômago;
  • Soluços constantes;
  • Vômitos;
  • Má digestão;
  • Fezes escuras.

Esses sintomas aparecem principalmente após as refeições ou quando se fica muito tempo sem comer, além de poderem piorar em momento de estresse ou ansiedade.

Como é feito o tratamento

As opções de tratamento para gastrite na gravidez incluem:

1. Tratamento com remédios

O uso de medicamentos só deve ser feito se indicado pelo médico, devendo-se preferir, sempre que possível, alterações na alimentação e remédios naturais. 

Nos casos indicados, algumas opções incluem antiácidos como Magnésia Bisurada, o Leite de magnésia ou o Milanta plus. A Ranitidina também pode ser usada com segurança na gravidez, e atua diminuindo a produção de acidez no estômago. Veja como este medicamento funciona em Bula da Ranitidina.

2. O que comer

É importante aumentar a ingestão de alimentos secos e de fácil digestão, como salada refogada, carnes brancas, peixes, frutas, pão integral e bolachas sem recheio.  

Além disso, deve-se lembrar de mastigar bem os alimentos e comer a cada 3 horas, pois pular refeições ou comer demais nas refeições seguintes pode piorar o quadro de gastrite.

Veja também dicas sobre alimentação para combater a azia na gravidez no vídeo a seguir:

3. O que não comer

Para controlar a gastrite, deve-se retirar da dieta alimentos como frituras, carnes gordurosas e processadas como linguiça e salsicha, pimenta, preparações muito temperadas, doces, pão branco e alimentos ácidos como abacaxi, tomate e laranja.

Além disso, é importante evitar refrigerantes, bebidas com cafeína como café e chá mate, pois causam irritação no estômago e pioram o problema. Veja como deve ser a dieta para combater a gastrite e úlcera

4. Remédios naturais

Algumas plantas medicinais podem ser usadas durante a gravidez para melhorar a digestão e diminuir os enjoos, como o gengibre, a camomila, a hortelã-pimenta e o dente-de-leão. No entanto, é importante lembrar que mulheres que tomam medicamentos para diabetes não podem consumir o chá de dente-de-leão.

Esses chás devem ser tomados cerca de 2 vezes por dia, de preferência ao acordar e entre as refeições. Confira outras dicas de remédios caseiros para acabar com a dor de estômago.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...