Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Pré-natal: o que é, quando começar e exames necessários

O pré-natal é o acompanhamento médico da mulher durante a gravidez que é oferecido também pelo SUS. Durante as sessões do pré-natal, o médico deverá esclarecer todas as dúvidas da mulher sobre a gravidez e sobre o parto, assim como pedir exames para verificar se está tudo bem com a mãe e com o bebê.

É na consulta do pré natal que o médico deverá identificar qual é a idade gestacional, a classificação de risco da gravidez, se é de baixo risco ou de alto risco, e informar a data provável do parto, de acordo com a altura uterina e a data da última menstruação. 

Pré-natal: o que é, quando começar e exames necessários

Quando começar o pré-natal 

O pré-natal deve começar assim que a mulher descobre que está grávida. Estas consultas devem ser realizadas 1 vez por mês até as 28 semanas de gestação, de 15 em 15 dias das 28ª até a 36ª semana e semanalmente a partir da 37ª semana de gestação.

O pré-natal é um direito de toda gestante e pode ser realizado nos postos de saúde, hospitais ou clínicas particulares ou públicas. Durante essas consultas a mulher também deve buscar se informar sobre os procedimentos e preparos para o parto. 

Como é feita a consulta de pré-natal

Durante a consulta do pré-natal o enfermeiro ou o médico geralmente verificam:

  • O peso;
  • A pressão sanguínea;
  • Sinais de inchaço das pernas e dos pés;
  • A altura uterina, medindo a barriga verticalmente;
  • Os batimentos cardíacos fetais;
  • Observar as mamas e ensinar o que se pode fazer para prepará-las para a amamentação;
  • O boletim de vacina da mulher para dar as vacinas em fata.

Além disso, é importante perguntar sobre os incômodos comuns da gravidez, como azia, queimação, excesso de saliva, fraqueza, dor abdominal, cólica, corrimento vaginal, hemorroidas, dificuldade para respirar, sangramento das gengivas, dor nas costas, varizes, cãibras e trabalho durante a gravidez, esclarecendo todas as dúvidas da gestante e oferecendo as soluções necessárias.

Durante a consulta pré-natal, o médico também avalia se a gestação é de baixo ou alto risco a partir da avaliação da presença de doenças, como doença cardíaca, autoimune, insuficiência renal, alterações neurológicas, diabetes, desnutrição, suspeita de câncer ou doenças infecciosas, por exemplo. Assim, a partir dessa avaliação inicial, o médico pode indicar algumas medidas para diminuir o risco da gestação e promover a saúde da mulher e do bebê. Saiba tudo sobre a gravidez de risco e seus cuidados

Pré-natal: o que é, quando começar e exames necessários

Exames realizados no pré-natal

Os exames que devem ser realizados durante o período do pré-natal, e que são solicitados pelo médico de família ou obstetra, são:

  • Ultrassonografia;
  • Hemograma completo;
  • Proteinuria;
  • Dosagem de hemoglobina e hematócrito;
  • Teste de coombs;
  • Exame de fezes;
  • Bacterioscopia do conteúdo vaginal;
  • Glicemia de jejum;
  • Exame para saber o tipo sanguíneo, sistema ABO e o fator Rh;
  • HIV: vírus da imunodeficiência humana;
  • Sorologia para rubéola;
  • Sorologia para toxoplasmose;
  • VDRL para sífilis;
  • Sorologia para hepatite B e C;
  • Sorologia para citomegalovírus;
  • Urina, para saber se está com infecção urinária.

As consultas de pré-natal devem começar assim que se descobre a gravidez. A mulher deve receber importantes informações sobre a questão nutricional, o aumento de peso e os primeiros cuidados com o bebê. Saiba mais detalhes de cada exame, como devem ser feitos e seus resultados

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Enviar Mensagem