Eletroencefalograma: o que é, para que serve e como é o preparo

Revisão médica: Dr. Gonzalo Ramirez
Clínico Geral e Psicólogo
março 2022

O eletroencefalograma, ou EEG, é um exame feito para avaliar a atividade elétrica do cérebro, sendo indicado pelo médico para identificar alterações neurológicas, como nos casos de epilepsia ou episódios de alteração da consciência, por exemplo.

Este exame é feito com o uso de eletrodos colocados no couro cabeludo, que transmitem os impulsos elétricos emitidos pelo cérebro para um computador, que registra as ondas elétricas do cérebro, sendo um exame simples, que não causa dor, podendo ser realizado em pessoas de qualquer idade.

O eletroencefalograma pode ser realizado gratuitamente pelo SUS, desde que tenha indicação médica, mas também é realizado em clínicas de exames particulares, e os resultados devem ser analisados pelo clínico geral ou neurologista, que podem também indicar a realização de outros exames complementares para avaliar o funcionamento do cérebro, como a ressonância magnética, por exemplo. 

Quando é indicado

O eletroencefalograma é um exame que serve para avaliar a atividade cerebral, sendo normalmente indicado pelo clínico geral ou neurologista em algumas situações, como:

  • Diagnosticar epilepsia;
  • Acompanhamento da resposta ao tratamento da epilepsia;
  • Suspeita de alterações da função cerebral, como a encefalopatia;
  • Detecção de inflamações ou intoxicações cerebrais, como a encefalite;
  • Investigação de desmaios ou perda de consciência em pessoas que possuem exames cardíacos normais; 
  • Identificação de alterações cerebrais após AVC, hemorragia intracraniana ou subaracnóide;
  • Monitorar a profundidade da anestesia em procedimentos cirúrgicos;
  • Monitorar a atividade do cérebro durante uma cirurgia cerebral;
  • Induzir o coma terapêutico;
  • Detectar alterações da atividade cerebral;
  • Detecção de alterações da atividade cerebral, no caso de tumor no cérebro;
  • Avaliação de distúrbios do sono;
  • Complemento da avaliação de doenças cerebrais, como demência, ou doenças psiquiátricas.

O EEG também pode ser indicado pelo médico como parte dos exames que diagnosticam a morte cerebral. Veja todos os exames que confirmam a morte cerebral

Qualquer pessoa pode realizar um eletroencefalograma, não havendo contra-indicações absolutas, entretanto, é recomendado que seja evitado em pessoas com lesões de pele no couro cabeludo ou pediculose (piolho).

Como é feito

Para fazer o eletroencefalograma, são fixados eletrodos com um gel condutor, em áreas do couro cabeludo, de forma que as atividades cerebrais são captadas e registradas no computador, permitindo detectar alterações dos impulsos elétricos cerebrais.

Durante o EEG, o médico poderá indicar a realização de manobras para ativar a atividade cerebral e aumentar a sensibilidade do exame, como exercícios respiratórios, ou com a colocação de uma luz pulsante na frente da pessoa. 

O eletroencefalograma pode ser feito em 20 minutos a algumas horas, dependendo da condição a ser diagnosticada.

Principais tipos de eletroencefalograma

O eletroencefalograma pode ser feito de formas diferentes, sendo que os principais tipos são:

  • Eletroencefalograma em vigília: é o tipo mais comum do exame, feito com a pessoa acordada, muito útil para identificar a maioria das alterações cerebrais;
  • Eletroencefalograma em sono: é realizado durante o sono da pessoa, que passa a noite no hospital, facilitando a detecção de alterações cerebrais que podem surgir durante o sono, em casos de apnéia do sono, por exemplo;
  • Eletroencefalograma com mapeamento cerebral: é um melhoramento do exame, em que a atividade cerebral captada pelos eletrodos é transmitida para um computador, que cria um mapa capaz de tornar possível identificar as regiões do cérebro que estão em atividade no momento. 

Além do encefalograma, o médico também pode solicitar outros exames para identificar e diagnosticar doenças cerebrais, como a ressonância magnética ou a tomografia computadorizada, que são mais sensíveis para detectar alterações como nódulos, tumores ou sangramentos cerebrais, por exemplo. Entenda melhor quais as indicações e como são feitas a tomografia computadorizada e a ressonância magnética.  

Como se preparar para o exame

Para a realização do eletroencefalograma, devem ser tomados alguns cuidados, como: 

  • Lavar o cabelo na noite anterior ao exame, usando água e sabonete neutro, como o sabão de côco, por exemplo, e secar bem;
  • Evitar utilizar óleos, cremes sem enxague, gel, laquês ou sprays no cabelo ou no couro cabeludo no dia do exame;
  • Não consumir bebidas com cafeína, como café, chá ou chocolate,12 horas antes do exame;
  • Tomar os remédios de uso habitual normalmente, a menos que tenha sido orientado pelo médico evitar o uso antes do exame;
  • Levar uma lista com os remédios que são utilizados;
  • Não utilizar brincos, relógio ou qualquer outra bijuteria no dia do exame, pois pode interferir nos resultados.

Além disso, caso o eletroencefalograma seja feito durante o sono, o médico pode pedir que a pessoa durma menos de 4 a 5 horas na noite anterior para facilitar um sono profundo durante o exame.

Possíveis complicações durante o exame

O eletroencefalograma é um exame seguro, geralmente não causando complicações durante o procedimento. No entanto, em raros casos, podem ocorrer convulsões em pessoas epiléticas, durante a estimulação com a luz pulsante.

Por isso, o EEG deve ser feito por um neurologista, em clínicas especializadas ou hospitais, que tenham equipamentos para emergências médicas e atendimento imediato caso ocorra alguma complicação.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em março de 2022. Revisão médica por Dr. Gonzalo Ramirez - Clínico Geral e Psicólogo, em março de 2022.

Bibliografia

  • BIASIUCCI, A.; et al. Electroencephalography. Curr Biol. 29. 3; R80-R85, 2019
  • PRIMAVERA, A.; et al. Emergent EEG: Indications and diagnostic yield. Neurology. 62. 6; 1029, 2004
Mostrar bibliografia completa
  • RAYI, A.; MURR, N. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Electroencephalogram. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK563295/>. Acesso em 28 fev 2022
Revisão médica:
Dr. Gonzalo Ramirez
Clínico Geral e Psicólogo
Clínico geral pela UPAEP com cédula profissional nº 12420918 e licenciado em Psicologia Clínica pela UDLAP nº 10101998.