Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Diarreia com sangue: O que pode ser e o que fazer

A diarreia com sangue é muitas vezes consequência de infecções intestinais, sendo nesses casos denominada de disenteria, e pode ser causada por vírus, parasitas e bactérias, e que caso não seja tratada, pode levar a consequências para a saúde, como desnutrição e desidratação, por exemplo. Na maioria dos casos a diarreia com sangue é auto-limitada, ou seja, o próprio organismo é capaz de solucioná-la, mas é importante para isso que a pessoa mantenha-se hidratada, tenha uma alimentação equilibrada e que vá ao médico para que possa ser verificada a necessidade de tomar remédios.

Além de poder ser causada por infecções, a diarreia com sangue pode ser um dos sintomas de colite ulcerativa, câncer de intestino ou ser consequência do uso de alguns medicamentos. Por isso, é importante que sempre que for observada o aumento no número de evacuações, fezes mais amolecidas e presença de sangue, a pessoa consulte um clínico geral ou gastroenterologista para que seja feita a investigação da causa e possa ser inciado o tratamento mais adequado.

Diarreia com sangue: O que pode ser e o que fazer

Principais causas de diarreia com sangue

A diarreia com sangue pode ter diversas causas, sendo as principais:

1. Infecção por rotavírus

A infecção pelo rotavírus é uma das principais causas de gastroenterite e, consequentemente, de diarreia com sangue em bebês e crianças com menos de 5 anos. Esse tipo de infecção acontece principalmente por meio do consumo de água e alimentos contaminados e é caracterizada por evacuações líquidas ou moles mais de 4 vezes ao dia, que podem conter muito ou pouco sangue, misturado com uma secreção semelhante ao pus ou catarro, que é o muco. A criança pode dizer que está com dor de barriga e apresentar ainda febre e vômito. Saiba reconhecer os sintomas da infecção por Rotavírus

O que fazer: Deve-se levar a criança ao médico o quanto antes, e se possível deve levar uma fralda suja ou tirar fotos das fezes para que o médico possa avaliar a cor e a quantidade de sangue que pode estar ali. A infecção pelo rotavírus pode causar diarreia intensa e com muito mal cheiro, e durar até 14 dias. Durante esse período o bebê ou a criança deve ser alimentada com sopas, purê e carnes magras, mas é muito importante oferecer água, soro caseiro ou água de coco sempre depois de um episódio de diarreia para evitar a desidratação.

2. Infecção por Escherichia coli

A Escherichia coli, ou E. coli, é uma bactéria naturalmente encontrada no sistema gastrointestinal e também uma das principais responsáveis de gastroenterite, principalmente em adultos, causando além de disenteria, dor abdominal intensiva.

O tipo de E. coli normalmente encontrado no organismo não é nocivo para a pessoa, no entanto alguns outros tipos, principalmente os que contaminam os alimentos podem causar prejuízos à saúde. Confira os sintomas e como é o diagnóstico da infecção por E. coli

O que fazer: Para aliviar os sintomas e evitar novas crises de gastroenterite, é recomendado ter uma alimentação equilibrada e rica em alimentos ou suplementos probióticos, que são aqueles que têm como função favorecer a microbiota intestinal saudável e, assim, evitar desequilíbrio e ocorrência de doenças. Além disso, o médico poderá receitar antibióticos para combater as bactérias nocivas ao intestino.

3. Infecção por Shigella spp.

Outra causa comum de diarreia com sangue e muco em adultos é a infecção pela bactéria do gênero Shigella spp. devido ao consumo de alimentos ou água contaminada. Os sintomas da infecção por Shigella spp., também chamada de shigelose, duram de 5 a 7 dias e, além da disenteria, as crianças infectadas também podem apresentar convulsões que param quando o tratamento é iniciado. 

O que fazer: Nesses casos não se deve tomar remédios para cessar a diarreia porque estes podem piorar os sintomas, pois impedem que a bactéria seja eliminada naturalmente pelas fezes. Ingerir muitos líquidos e consumir alimentos de fácil digestão é uma das formas de tratamento caseiro que é sempre indicado, além de ser recomendado pelo médico o uso de antibióticos, que deve ser indicado de acordo com o perfil de sensibilidade e de resistência do microrganismo.

Diarreia com sangue: O que pode ser e o que fazer

4. Doença inflamatória intestinal

As doenças inflamatórias intestinais, como a colite ulcerativa e a doença de Crohn, são caracterizadas por diarreia crônica que pode ter sangue ou muco e intensa dor abdominal, principalmente após comer. Ainda não se sabe a causa dessas doenças, podendo surgir em qualquer idade e os sintomas surgirem em períodos de crise e remissão ao longo da vida. Os exames que podem confirmar as doenças inflamatórias intestinais são enema opaco, colonoscopia e a tomografia computadorizada.

O que fazer: O tratamento para a colite ulcerativa deve ser feito com remédios para parar a diarreia e suplementos alimentares. Nos casos mais graves, em que a inflamação do intestino é extensa e quando não melhora com tratamento, por vezes pode ser necessário realizar uma cirurgia para retirada de parte do intestino.

Além disso é importante ter orientação de um nutricionista para que sejam indicados os melhores alimentos para evitar novas crises e também evitar que existam deficiências nutricionais.

Conheça mais sobre as doenças inflamatórias intestinais.

5. Vermes intestinais

A infecção por parasitas intestinais também pode causar diarreia com sangue em crianças ou adultos, principalmente quando a carga parasitária é elevada. A diarreia com sangue devido à infecção por parasitas é mais comum em áreas com pouca higiene e saneamento básico, que leva as pessoas a andarem descalças e se alimentarem com as mãos sujas e consumir alimentos contaminados, levando ao surgimento de outros sintomas além da diarreia, como barriga inchada e dolorida e falta de apetite, por exemplo.

O que fazer: Em caso de suspeita de verminoses, o médico pode solicitar exames de fezes para investigar a presença de parasitas e recomendar o uso de alguns medicamentos que promovem a sua eliminação e ajudam a combater os sintomas.

É importante também que a pessoa melhore os hábitos de higiene e tenha uma alimentação adequada e rica em probióticos para que possa ser restabelecida a microbiota intestinal e novas infecções possam ser evitadas.

6. Efeito colateral de remédios

Alguns medicamentos, incluindo os antibióticos, podem ter como efeito colateral a diarreia, no entanto isso é mais frequente quando a pessoa possui diarreia aguda e toma antibiótico sem recomendação médica, o que favorece à ocorrência de resistência bacteriana e proliferação de bactérias nocivas ao organismo.

O que fazer: No caso da diarreia com sangue acontecer devido ao uso de indiscriminado de antibiótico, por exemplo, é recomendado que o medicamento seja suspenso. Caso tenha sido o médico a receitar o medicamento, deve-se voltar à consulta para saber qual antibiótico deverá tomar. Confira 5 formas de combater a diarreia causada pelo antibiótico

7. Câncer de intestino

A diarreia com sangue que não está sendo causada por nenhuma das alterações citadas acima pode indicar a presença de um tumor no intestino ou muito próximo a ele, na cavidade abdominal. Para se certificar de que é um câncer que está causando a presença de sangue nas fezes podem ser pedidos vários exames, como a colonoscopia.

O que fazer: Deve-se buscar ajuda médica o quanto antes para descobrir onde está o tumor e qual o tratamento mais indicado, podendo ser recomendada cirurgia, radioterapia ou quimioterapia.

Outras causas

Outras causas graves de diarreia com sangue incluem obstrução intestinal, envenenamento ou trauma abdominal intenso, sendo necessário atendimento médico de urgência, pois é muito intensa e pode causar risco à vida.

A radioterapia também pode causar diarreia com sangue, sendo um efeito colateral quando realizada na região abdominal. Nesse caso o médico deve ser avisado que está apresentando esse sintoma para indicar uma forma de aliviar, sendo normalmente indicado o uso de suplementos, para repor a flora bacteriana normal, e remédios para cessar a diarreia.

Quando ir ao médico

Nem sempre a diarreia com sangue é uma alteração grave, especialmente quando se trata de um episódio isolado, ou quando acontece na pessoa que tem hemorroida, mas que passou por um período de prisão de ventre. No entanto, é recomendado buscar ajuda médica se apresentar:

  • Mais de 3 episódios em um dia ou na mesma semana;
  • Em caso de febre acima de 38,5ºC ou calafrios;
  • Vômito com sangue ou muito escuro;
  • Dor intensa no estômago;
  • Desmaio;
  • Caso tenha dificuldade para respirar;
  • Caso tenha o abdômen rígido, não sendo possível pressionar;
  • Se tiver sistema imune enfraquecido, por ter AIDS ou câncer.

A diarreia com sangue pode causar complicações como desidratação, anemia ferropriva, alterações nos rins ou sepse, que é uma condição grave e que pode levar à morte, e por isso o seu diagnóstico e tratamento devem ser iniciados rapidamente. Saiba mais sobre a sepse.

Bibliografia >

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Diarreia aguda: diagnóstico e tratamento. 2017. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/2017/03/Guia-Pratico-Diarreia-Aguda.pdf>. Acesso em 10 Dez 2019
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Doenças diarreicas agudas (DDA): causas, sinais e sintomas, tratamento e prevenção. Disponível em: <http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/doencas-diarreicas-agudas>. Acesso em 10 Dez 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem