Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Opções de tratamento para diverticulite

O tratamento para diverticulite aguda é feito com dieta líquida ou jejum, além de uso de antibióticos, como Metronidazol e Ciprofloxacino, para diminuir a inflamação e a infecção no intestino grosso.

Este tratamento pode, até mesmo, ser realizado em casa, entretanto, quando há uma crise complicada de diverticulite, com formação de abscesso, fístula ou obstrução do intestino, por exemplo, pode ser necessário fazer uma cirurgia de drenagem da secreção ou de retirada da parte inflamada do intestino, pelo cirurgião geral ou coloproctologista. 

Opções de tratamento para diverticulite

A diverticulite é caracterizada pela inflamação dos divertículos, que são pequenas bolsas que se formam no intestino, que é a diverticulose, geralmente devido a uma alimentação pobre em fibras e prisão de ventre. Esta inflamação pode causar sintomas como dor no abdômen, náuseas, vômitos, febre, prisão de ventre ou diarreia. Saiba mais sobre o que causa e como identificar a diverticulite

Como tratar a diverticulite não-complicada

Para tratar a diverticulite aguda não-complicada, é necessário desinflamar o intestino, com a realização de jejum ou ter uma dieta líquida e sem resíduos. O antibiótico também é necessário, geralmente, Metronidazol e Ciprofloxacino, por 7 a 10 dias, pois são eficazes para controlar a infecção por bactérias do intestino.

Quando os sintomas não são muito intensos e não há suspeita de uma diverticulite complicada o tratamento pode ser feito em casa, com remédios em comprimido. Além do antibiótico, o médico pode orientar o uso de remédios para enjoo, como Metoclopramida e para dor abdominal, como Hioscina e Dipirona, por exemplo. 

O médico também irá agendar uma reavaliação, após cerca de 5 dias, entretanto, caso os sintomas como febre e dor na barriga piorem ou fiquem muito intensos durante o tratamento, é necessário dirigir-se ao pronto socorro.

Como tratar a diverticulite complicada

A diverticulite aguda complicada é tratada no hospital, com o uso de antibióticos na veia, podendo ser necessária realização de um procedimento cirúrgico. Em caso de abscesso, o cirurgião poderá fazer a drenagem da secreção acumulada, através de uma punção. 

Já em situações mais graves, com abscessos grandes, fístula, sangramento intenso, perfuração ou obstrução intestinal, por exemplo, pode ser necessária a realização de uma cirurgia para retirada da parte inflamada do intestino. 

As complicações da diverticulite, geralmente, acontecem quando se demora para iniciar o tratamento ou quando é feito de forma incorreta. Algumas pessoas podem não sentir sintomas intensos, como pode acontecer com pessoas idosas, o que atrapalha o diagnóstico e o início do tratamento.

Opções de tratamento para diverticulite

Quando é indicada a cirurgia

A cirurgia de retirada de parte do cólon devido à diverticulite está indicada em casos de:

  • Diverticulite aguda complicada;
  • Diverticulite recorrente, ou seja, que acontece mais de uma vez na mesma pessoa;
  • Diverticulite em pessoas com a imunidade enfraquecida, como transplantados, portadores de HIV ou insuficiência renal, por exemplo, pois novas infecções podem pôr a vida dessas pessoas em risco. 

A cirurgia pode ser feita por videolaparoscopia ou por cirurgia aberta convencional, feita em centro cirúrgico e com anestesia geral. O tempo de cirurgia é muito variável, e depende do grau de inflamação da diverticulite e da quantidade de intestino retirada. Geralmente, a pessoa tem alta em cerca de 3 dias, devendo se recuperar em casa, com remédios para aliviar a dor e desconforto, como Dipirona, prescritos pelo médico, e seguindo a dieta orientada pelo nutricionista do hospital. 

Alimentação e tratamento natural

Em um quadro de diverticulite, a alimentação é orientada por um médico e nutricionista, pois durante cerca de 3 dias, é necessário fazer uma dieta líquida sem resíduos, ou jejum, para diminuir a inflamação inicial.

Após o tratamento, a pessoa deverá seguir uma dieta que estimule o bom funcionamento do intestino, rica em cereais integrais, frutas, verduras e legumes. Desta forma, além de impedir a formação de novos divertículos no intestino, também irá dificultar uma nova inflamação. 

Assista no vídeo que alimentos deve evitar e quais os que deve comer:

Além disso, um ótimo tratamento natural para quem tem divertículos, mas sem estar em uma crise de diverticulite, é aumentar o consumo de alimentos probióticos, como os iogurtes Activia, o Yakult ou o Kefir, por exemplo, pois protegem a mucosa intestinal, regulam o intestino e fortalecem o sistema imune.

Conheça outras opções de dieta e cardápio para tratar e evitar a diverticulite

Mais sobre este assunto:
Carregando
...