Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como saber se é intolerância alimentar

A intolerância alimentar é quando ocorrem reações adversas aos alimentos, como problemas intestinais, respiratórios, manchas e coceiras na pele. Apesar de os sintomas serem iguais, a intolerância alimentar é diferente da alergia alimentar porque na alergia há também uma reação do sistema imunológico com formação de anticorpos, e pode causar sintomas mais graves que na intolerância alimentar. Para entender melhor, veja: Diferença entre alergia e intolerância alimentar.

O tratamento tanto da intolerância quanto da alergia alimentar é retirar da dieta o alimento causador dos problemas. A seguir encontra-se como descobrir a presença de distúrbios alimentares:

1. Ficar atento aos sintomas

Deve-se ficar atento aos sintomas e identificar se eles aparecem após a ingestão de algum alimento específico. Os principais sintomas de intolerância alimentar são:

  • Dor abdominal;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Gases;
  • Coceira no corpo;
  • Manchas vermelhas na pele;
  • Tosse.
Dores abdominaisDores abdominais
CoceiraCoceira
DiarreiaDiarreia

Esses sintomas podem aparecer logo após a ingestão do alimento ou até mais de 24h depois, e a sua intensidade varia de acordo com a quantidade de alimento que foi consumido.

Por outro lado, os sintomas da alergia alimentar ocorrem mais rapidamente e são mais graves que os da intolerância, podendo causar também rinite, asma e fezes com sangue. Veja mais detalhes pra tirar a dúvida do que pode ser, em: Saiba quais são as diferenças entre intolerância e alergia alimentar.

2.Identificar o alimento causador da intolerância

O passo seguinte é tentar identificar qual alimento está causando os sintomas da intolerância alimentar. Os alimentos mais comuns que causam intolerância ou alergia alimentar são: ovo, leite, crustáceos, glúten, chocolate, amendoim, nozes, tomate e morango. Os conservantes e corantes utilizados em produtos industrializados como peixe em conserva e iogurtes também podem causar intolerância alimentar.

3. Fazer o diagnóstico

Para confirmar a presença da intolerância alimentar, deve-se fazer exames para diagnosticar qual alimento está fazendo mal e se é intolerância ou alergia alimentar. Normalmente o diagnóstico é difícil e pode passar pelas seguintes fases:

  • Avaliação da história do sintomas: quando começaram e quais são os sintomas;
  • Diário alimentar: deve-se escrever todos os alimentos ingeridos e os sintomas que apareceram durante 1 ou 2 semanas de alimentação;
  • Exames de sangue: avaliar se há alterações do sistema imune que caracterizam a presença da alergia;
  • Exame de fezes: avaliar se há presença de sangue nas fezes, pois as alergias podem causar lesões no intestino que provocam sangramentos;
  • Eliminação do alimento da dieta: deve-se retirar da dieta o alimento que causa a intolerância e verificar se há melhoria dos sintomas;
  • Desafio alimentar: o alimento que causa intolerância é novamente colocado na dieta para verificar se os sintomas voltam a aparecer.

Depois de identificado, o alimento causador da intolerância deve ser retirado da dieta para evitar o reaparecimento dos sintomas.

Alimentos de origem vegetal que causam alergiaAlimentos de origem vegetal que causam alergia
Alimentos de origem animal que causam alergiaAlimentos de origem animal que causam alergia

Quais os problemas alimentares mais graves

Os problemas alimentares mais graves que envolvem intolerâncias a alimentos são a fenilcetonúria e a intolerância à galactose, pois podem provocar atraso no desenvolvimento físico e mental do bebê. Além dessas doenças, a fibrose cística também é uma alteração genética caracterizada pela dificuldade em digerir e absorver os alimentos, e pode causar desnutrição e atraso do crescimento.

Veja os sintomas, o diagnóstico e o tratamento para essas doenças em:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...