Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como fazer e resultados do Teste de Intolerância à Lactose

Para se preparar para o teste respiratório de intolerância à lactose, é preciso fazer jejum de 12 horas, além de evitar medicamentos como antibióticos e laxantes por 2 semanas antes do exame. Além disso, é recomendado fazer uma dieta especial no dia anterior ao exame, evitando alimentos que possam aumentar a produção de gases como leite, feijão, macarrão e verduras.

Este teste deve ser prescrito pelo médico e é um dos mais utilizados para confirmar o diagnóstico de intolerância à lactose. O resultado é dado na hora, e o teste pode ser feito em adultos e crianças a partir de 1 ano de idade. Veja o que fazer quando desconfiar de intolerância à lactose.

Como fazer e resultados do Teste de Intolerância à Lactose

Como o teste é feito

No início do teste, a pessoa deve soprar lentamente em um pequeno aparelho que mede a quantidade de hidrogênio na respiração, que é o gás produzido quando se é intolerante à lactose. Em seguida, deve-se ingerir uma pequena quantidade de lactose diluída em água e soprar novamente no aparelho a cada 15 ou 30 minutos, durante um período de 3 horas.

Resultado do teste

O diagnóstico de intolerância é feito de acordo com o resultado do teste, quando a quantidade de hidrogênio medida é 20 ppm maior que o da primeira medição. Por exemplo, se na primeira medição o resultado foi de 10 ppm e se após tomar a lactose houver resultados acima de 30 ppm, o diagnóstico será de que existe intolerância à lactose.

Etapas do teste de intolerância à lactose
Etapas do teste de intolerância à lactose

Como se preparar para o teste

O teste é feito com jejum de 12h para adultos e crianças maiores de 2 anos, e jejum de 4h para crianças de 1 ano de idade. Além do jejum, outras recomendações necessárias são:

Recomendações Gerais

  • Não tomar laxantes ou antibióticos nas 2 semanas anteriores ao exame;
  • Não tomar remédios para o estômago ou consumir bebidas alcoólicas nas 48 horas antes do teste;
  • Não aplicar clister nas 2 semanas anteriores ao exame.

Recomendações no dia anterior ao exame

  • Não consumir feijão, favas, pão, bolachas, torradas, cereais matinais, milho, macarrão e batata;
  • Não consumir frutas, legumes, doces, leite e derivados, bombons, balas e chicletes;
  • Alimentos permitidos: arroz, carne, peixe, ovo, leite de soja, suco de soja.

Além disso, 1 hora antes do exame é proibido beber água ou fumar, já que pode acabar influenciando no resultado.

Possíveis efeitos colaterais

Uma vez que o teste respiratório de intolerância à lactose é feito com a indução de uma crise de intolerância, é normal o surgimento de algum desconforto, especialmente devido a sintomas como estufamento, excesso de gases, dor abdominal e diarreia.

Se o resultado do teste deu positivo, veja o que comer na intolerância à lactose no vídeo a seguir:

O que comer se tem intolerância à lactose

130 mil visualizações

Veja um exemplo de cardápio e saiba como é a dieta para intolerância à lactose.

Outros exames que podem ser usados

Embora o teste respiratório seja um dos mais utilizados para identificar uma possível intolerância à lactose, por ser rápido e prático, existem outros que também ajudam a chegar no diagnóstico. Porém, qualquer um destes exames pode resultar nos mesmos efeitos colaterais, pois dependem da ingestão de lactose para obter seus resultados. Os outros exames que podem ser usados, são:

1. Teste de tolerância à lactose

Neste exame a pessoa bebe uma solução de lactose concentrada e depois recolhe várias amostras de sangue ao longo do tempo para avaliara variação dos níveis de glicose no sangue. Caso exista intolerância, esses valores devem se manter semelhantes em todas as amostras ou aumentar muito lentamente.

2. Exame de tolerância ao leite

Este é um teste semelhante ao da tolerância à lactose, no entanto, no lugar de ser utilizada uma solução de lactose é ingerido um copo de cerca de 500 ml de leite. O teste é positivo caso os níveis de açúcar no sangue não sejam alterados ao longo do tempo.

3. Teste de acidez das fezes

Geralmente o teste de acidez é usado em bebês ou crianças que não podem fazer os outros tipos de exame. Isto porque, a presença de lactose não digerida nas fezes leva à criação de ácido láctico, que deixa as fezes mais ácidas que o normal, podendo ser detetado num exame de fezes.

4. Biópsia do intestino delgado

A biópsia é utilizada mais raramente, mas pode ser usada quando os sintomas não são os clássicos ou quando os resultados dos outros exames não são conclusivos. Neste exame, um pequeno pedaço do intestino é retirado através de colonoscopia e avaliado no laboratório.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade

LIVE | Saúde da Prostata

A Tatiana e o Manuel vão estar te esperando num encontro informal para falar tudo sobre problemas na próstata.

A sua presença vai fazer o evento ser mais especial.

Se inscreva e receba uma notificação quando começar, para não perder nenhum minuto.

Inscreva-se
* Não perca a oportunidade de fazer perguntas e participar deste momento em homenagem ao Novembro Azul.

Estamos ao vivo agora! Vem falar com a gente!

A Tati e o Manuel falam sobre problemas na próstata, o preconceito dos homens a respeito do exame de toque retal, e até sobre impotência sexual, que pode ser um complicação da detecção tardia desse tipo câncer.

Participe agora
* Vamos responder todas as perguntas que chegarem, sem tabus. Estamos te esperando!
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem