Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como entender o exame de sangue

Para entender o exame de sangue é preciso estar atento ao tipo de exame que o médico solicitou, aos valores de referência, do laboratório onde foi realizado o exame e ao resultado obtido, que deve ser interpretado pelo médico.

Após o hemograma, os exames de sangue mais solicitados são VHS, CPK, TSH, PCR, exames para o fígado e o PSA, sendo este último um excelente marcado de câncer de próstata. Veja quais são os exames de sangue que detectam o câncer.

Como entender o exame de sangue

VHS - Velocidade de hemossedimentação

O exame de VSH é solicitado para investigas processos inflamatórios ou infecciosos, sendo normalmente solicitado junto com o hemograma e a dosagem da Proteína C reativa (PCR). Esse exame consiste na observação na quantidade de hemácias que sedimentam em 1 hora. Em homens com menos de 50 anos, o VSH normal é até 15 mm/h e até 30mm/h para homens acima dos 50 anos. Para mulheres com menos de 50 anos, o valor normal de VSH é até 20 mm/h e até 42mm/h para mulheres acima dos 50 anos. Entenda o que é o exame VHS e o que pode indicar.

Avalia a ocorrência de processos infecciosos e inflamatórios, além de ser solicitado para acompanhar a evolução de doenças e resposta à terapia.

Alto: Resfriado, amigdalite, infecção urinária, artrite reumatóide, lúpus, inflamações, câncer e no envelhecimento.

Baixo: Policitemia vera, anemia falciforme, insuficiência cardíaca congestiva e na presença de úlceras.

CPK - Creatinofosfoquinase

O exame de sangue CPK é solicitado com o objetivo de verificar a ocorrência de doenças que envolvam os músculos e o cérebro, sendo principalmente solicitado para avaliar a função cardíaca, sendo solicitado juntamente com a mioglobina e a troponina. O valor de referência da CPK nos homens é entre 32 e 294 U/L e nas mulheres entre 33 e 211 U/L. Saiba mais sobre o exame CPK.

Avalia a função cardíaca, cerebral e muscular

Alto: Infarto, AVC, hipotireoidismo, choque ou queimadura elétrica, alcoolismo cronico, edema pulmonar, embolia, distrofia muscular, exercício extenuantes, polimiosite, dermatomiosites, injeções intramusculares recentes e após crises convulsivas, uso de cocaína.

TSH, T3 total e T4 total

​A dosagem de TSH, T3 e T4 totais são solicitados com o objetivo de avaliar o funcionamento da tireoide. O valor de referência do exame TSH é entre 0,3 e 4µUI/mL, podendo variar entre laboratórios. Saiba mais para que serve o exame TSH.

TSH - Hormônio estimulador da tireóide

Alto: Hipotireoidismo primário não tratado, devido a retirada de parte da tireóide.

Baixo: Hipertireoidismo

T3 - Triiodotironina total

Alto: Em tratamento com T3 ou T4.

Baixo: Doenças graves em geral, pós operatório, em idosos, jejum, uso de medicamentos como propranolol, amiodarona, corticoides.

T4 - Tiroxina total

Alto: Miastenia grave, gravidez, pré eclampsia, doença de grave, hipertireoidismo, anorexia nervosa, uso de medicamentos como amiodarona e propranolol.

Baixo: Hipotireoidismo, nefrose, cirrose, doença de Simmonds, pré eclâmpsia ou insuficiência renal crônica.

Como entender o exame de sangue

PCR - Proteína C reativa

A proteína C reativa é uma proteína produzida pelo fígado cuja dosagem é solicitada quando há suspeita de inflamação ou infecção no organismo, estando elevada no sangue nessas condições. O valor normal de PCR no sangue é até 3 mg/L, podendo variar entre laboratórios. Veja como entender o exame de PCR.

Indica se há inflamação, infecção ou risco cardiovascular.

Alto: Inflamação arterial, infecções bacterianas como apendicite, otite média, pielonefrite, doença inflamatória pélvica; câncer, doença de Crohn, infarto, pancreatite, febre reumática, artrite reumatóide, obesidade.

TGO e TGP 

TGO e TGP são enzimas produzidas pelo fígado e cuja concentração no sangue se encontra aumentada quando há lesões nesse órgão, sendo consideradas ótimos indicadores de hepatite, cirrose e câncer de fígado, por exemplo. O valor normal de TGP varia entre 7 e 56 U/L e o de TGO entre 5 e 40 U/L. Saiba como entender o exame TGP e o exame TGO.

TGO ou AST

Alto: Morte celular, infarto, cirrose aguda, hepatite, pancreatite, doença renal, câncer, alcoolismo, queimaduras, trauma, injúria por esmagamento, distrofia muscular, gangrena.

Baixo: Diabetes não controlado, beribéri.

TGP ou ALT

Alto: Hepatite, icterícia, cirrose, câncer de fígado.

PSA - Antígeno Prostático Benigno

O PSA é um hormônio produzido pela próstata, sendo normalmente solicitado pelo médico para avaliar o funcionamento dessa glândula. O valor de referência do PSA é entre 0 e 4 ng/mL, no entanto pode variar de acordo com a idade do homem e com o laboratório em que foi realizado o exame, sendo os valores aumentados normalmente indicativos de câncer de próstata. Saiba como entender o resultado do exame PSA.

Avalia o funcionamento da próstata

Alto: Próstata aumentada, prostatite, retenção de urina aguda, biópsia prostática por agulha, ressecção trans-uretral da próstata, câncer de próstata.

Outros exames

Outros exames que podem ser solicitados para avaliar a saúde geral da pessoa são:

  • Hemograma: serve para avaliar os glóbulos brancos e vermelhos do sangue, sendo útil no diagnóstico da anemia e leucemia, por exemplo - Saiba como interpretar o hemograma;
  • Colesterol: solicitado para avaliar o HDL, LDL e o VLDL, relacionando com o risco de doença cardiovascular;
  • Ureia e creatinina: serve para avaliar o grau do comprometimento dos rins e pode ser feito a partir da dosagem dessas substâncias no sangue ou na urina - Entenda como é feito o exame de urina;
  • Glicose: solicitado para diagnosticar a diabetes. Assim como os exames relacionados ao colesterol, para verificar os níveis de glicose no sangue é preciso que a pessoa esteja em jejum de pelo menos 8 horas - Saiba mais sobre o jejum para realizar o exame de sangue;
  • Ácido úrico: serve para avaliar o funcionamento dos rins, mas deve ser associado a outros exames, como a dosagem de ureia e creatinina, por exemplo;
  • Albumina: serve para ajudar na avaliação do estado nutricional do indivíduo e verificar a ocorrÊncia de doenças cardíacas e renais, por exemplo.

O exame de sangue de gravidez é o Beta hCG, que pode confirmar a gravidez mesmo antes do atraso da menstruação. Veja como entender o resultado do exame beta-hCG.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar