Exame CPK: para que serve e porque está alto ou baixo

Revisão clínica: Marcela Lemos
Biomédica
janeiro 2023

A CPK ou creatinofosfoquinase, é uma enzima presente nos tecidos musculares, no cérebro e no coração. Na presença de lesão nesses órgãos, essa enzima é liberada na corrente sanguínea, havendo aumento na sua concentração. Assim, o CPK alto pode ser causado por ataque cardíaco, infarto ou lesão muscular, por exemplo.

A CPK pode ser dividida em alguns tipos de acordo com o local em que atuam, sendo importante identificar o tipo de CPK que está aumentado para que seja possível chegar ao diagnóstico correto.

Apesar da CPK ser útil para identificar alterações, não é específica, sendo importante que o resultado da CPK seja avaliado pelo médico juntamente com outros resultados laboratoriais para confirmar o diagnóstico.

Imagem ilustrativa número 1

Valores de referência de CPK

Os valores de referência da creatinofosfoquinase (CPK total) são de 32 e 294 U/L para homens e 33 a 211 U/L para mulheres mas podem variar dependendo do laboratório onde é realizado o exame.

Para que serve o exame

O exame creatinofosfoquinase (CPK) é útil para ajudar no diagnóstico de doenças como infarto, insuficiência renal ou pulmonar, dentre outras. Essa enzima é subdividida em três tipos de acordo com o seu local de atuação:

  • CPK 1 ou BB: Pode ser encontrada nos pulmões e no cérebro, principalmente;
  • CPK 2 ou MB: É encontrada no músculo cardíaco e por isso pode ser utilizada como marcador de infarto, por exemplo;
  • CPK 3 ou MM: Está presente em o tecido muscular e representa 95% de todas as creatinofosfoquinases (BB e MB).

A dosagem de cada tipo de CK é feito por diferentes métodos laboratoriais de acordo com as suas propriedades e de acordo com a indicação médica. Quando é solicitada a dosagem de CPK para avaliar o infarto, por exemplo, é dosada a CK MB além de outros marcadores cardíacos, como a mioglobina e a troponina, principalmente.

É considerado normal o valor de CK MB igual ou inferior a 5 ng/ mL e sua concentração normalmente está elevada em caso de infarto. Os níveis de CK MB costumam aumentar 3 a 5 horas após o infarto, atinge um pico em até 24 horas e o valor volta a ser normalizado entre 48 a 72 horas após o infarto.

Apesar de ser considerado um bom marcador cardíaco, a dosagem de CK MB para diagnóstico do infarto deve ser feita juntamente com a troponina, principalmente, pois os valores de troponina voltam ao normal cerca de 10 dias após o infarto, sendo, portanto, mais específico. Veja para que serve o exame da troponina.

Como é feito

Para realizar a dosagem de CPK o jejum não é obrigatório, podendo ser recomendado ou não pelo médico, no entanto é importante evitar realizar exercícios físicos extenuantes pelo menos 2 dias antes de realizar o exame, já que essa enzima pode estar elevada após exercícios devido à sua produção pelos músculos, além da suspensão de medicamentos, como a Anfotericina B e o Clofibrato, por exemplo, pois podem interferir no resultado do exame.

Caso o exame seja solicitado com o objetivo de diagnosticar o infarto, é recomendado que seja a avaliada a relação entre CPK MB e CPK através da seguinte fórmula: 100% x (CK MB/ CK total). Caso o resultado dessa relação seja superior a 6%, é indicativo de lesões no músculo cardíaco, porém caso seja inferior a 6%, é sinal de lesões no músculo esquelético, devendo o médico investigar a causa.

O que significa CPK alto ou baixo

De acordo com o resultado do exame, é possível haver:

CPK alto

O CPK alto pode ser indicativo de diferentes situações de acordo com o tipo indicado no exame:

  • CPK BB: infarto, AVC, tumor no cérebro, convulsões, insuficiência pulmonar;
  • CPK MB: inflamação cardíaca, lesão no peito, choque elétrico, em caso de desfibrilação cardíaca, cirurgia ao coração;
  • CPK MM: lesão por esmagamento, exercício físico intenso, longa imobilização, uso de drogas ilícitas, inflamação no corpo, distrofia muscular, após eletromiografia;
  • CPK total: ingestão exagerada de bebidas alcoólicas, devido ao uso de remédios como anfotericina B, clofibrato, etanol, carbenoxolona, halotano e succinilcolina administrados juntos, intoxicação com barbitúricos

É preciso ter atenção ao tipo de CPK que está aumentado e o valor de referência indicado no exame, já que pode ser indicativo de diferentes situações. De forma geral, é considerado CPK alto quando é verificada concentração acima de 294 U/L, nos homens, ou 211 U/L, nas mulheres.

CPK baixo

O CPK baixo normalmente está relacionado com a diminuição da CPK MM, o que pode ser indicativo de perda de massa muscular, desnutrição e caquexia, que corresponde à perda progressiva da massa muscular, gordura e massa óssea.

Esta informação foi útil?

Escrito por Marcelle Pinheiro - Fisioterapeuta. Atualizado e revisto clinicamente por Marcela Lemos - Biomédica, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • STATPEARLS. Creatine Phosphokinase. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK546624/>. Acesso em 08 set 2022
  • MOUNT SINAI. Creatine phosphokinase test. Disponível em: <https://www.mountsinai.org/health-library/tests/creatine-phosphokinase-test>. Acesso em 08 set 2022
Revisão clínica:
Marcela Lemos
Biomédica
Mestre em Microbiologia Aplicada, com habilitação em Análises Clínicas e formada pela UFPE em 2017 com registro profissional no CRBM/ PE 08598.