Creatinina: o que é, valores de referência e como fazer o exame

A creatinina é uma substância presente no sangue que é produzida pelos músculos e eliminada pelos rins.

A análise dos níveis de creatinina no sangue geralmente é feita para avaliar se existe algum problema nos rins, especialmente quando está muito aumentada, já que pode significar que os rins não estão conseguindo eliminar a creatinina e, por isso, está sendo acumulada no sangue.

Creatinina: o que é, valores de referência e como fazer o exame

Valores de referência do exame

Os valores normais de referência para os níveis de creatinina no sangue podem variar de acordo com o laboratório, mas normalmente são:

  • Mulheres: entre 0,5 a 1,1 mg/dL;
  • Homens: entre 0,6 a 1,2 mg/dL.

Como a creatinina é uma substância que é produzida no organismo de acordo com o nível de massa muscular, é normal os homens terem maiores níveis de creatinina no sangue, pois eles geralmente têm músculos mais desenvolvidos do que as mulheres.

Como fazer o exame de creatinina

O exame de creatinina geralmente é feito através de um exame de sangue para avaliar a quantidade da substância no organismo, no entanto, o médico também pode pedir um exame de urina. Dependendo do tipo de exame, existem diferentes cuidados:

Exame de sangue

Na maioria dos casos o único cuidados necessário consiste em avisar o médico sobre medicamentos que se está utilizando, pois pode ser necessário deixar de tomar alguns remédios antes do exame, especialmente cimetidina, aspirina, ibuprofeno ou cefalosporinas.

Exame de urina

Este exame é feito durante 24 horas, sendo que, nesses tempo, se deve armazenar toda a urina eliminada dentro do frasco oferecido pelo laboratório.

Para fazer o teste, o médico pode recomendar deixar de comer alguns alimentos ou até evitar alguns medicamentos, dependendo de cada caso.

Creatinina: o que é, valores de referência e como fazer o exame

O que pode causar creatinina alta

Quando os valores de creatinina no sangue estão acima do normal podem indicar uma lesão nos vasos sanguíneos dos rins, uma infecção renal ou redução do fluxo de sangue para os rins, por exemplo. Confira as principais causas de creatinina alta.

Alguns sintomas que também podem surgir em casos de creatinina alta, incluem:

  • Cansaço excessivo;
  • Inchaço das pernas ou braços;
  • Sensação de falta de ar;
  • Confusão frequente;
  • Náuseas e vômitos.

Atletas e fisiculturistas também podem ter a creatinina alta devido à elevada atividade muscular e não necessariamente devido a problemas renais.

Quando existe suspeita de problemas nos rins, o médico também pode pedir o exame de clearance de creatinina, no qual compara a quantidade de creatinina obtidos no sangue e na urina. Dessa forma, se o problema estiver nos rins, a quantidade de creatinina no sangue deverá ser superior à quantidade na urina, já que os rins não estão eliminando a substância. Saiba mais sobre o exame de clearance de creatinina.

O que pode causar creatinina baixa

Os valores de creatinina baixa no sangue não são motivo de preocupação e são mais frequentes em grávidas e em pacientes com doenças hepáticas, já que o fígado também é responsável pela produção de creatinina.

No entanto, em algumas pessoas também pode indicar doenças nos músculos, como distrofia muscular, por exemplo, que provoca outros sintomas como fraqueza, dor muscular ou dificuldade para movimentar os braços ou pernas.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE NEFROLOGIA. Biomarcadores na Nefrologia. Disponível em: <https://arquivos.sbn.org.br/pdf/biomarcadores.pdf>. Acesso em 28 Nov 2019
  • SZWARCWALD, Célia L. et al. Valores de referência para exames laboratoriais de colesterol, hemoglobina glicosilada e creatinina da população adulta brasileira. Revista Brasileira de Epidemiologia. Vol 22. 2 ed; 2019
  • MALTA, Deborah C. et al. Avaliação da função renal na população adulta brasileira, segundo critérios laboratoriais da Pesquisa Nacional de Saúde. Revista Brasileira de Epidemiologia. Vol 22. 2 ed; 2019
Mais sobre este assunto: