TGO e TGP: o que são, para que servem e valores normais

Revisão clínica: Marcela Lemos
Biomédica
abril 2022
  1. Para que serve
  2. Valores normais
  3. TGO e TGP alterados
  4. Medicamentos que alteram TGO e TGP

TGO e TGP, também conhecidas como transaminases, são enzimas normalmente dosadas com o objetivo de avaliar a saúde do fígado. TGO, conhecido como transaminase oxalacética ou AST (aspartato aminotransferase) é produzido em vários tecidos, como coração, músculos e fígado, estando localizado no interior das células hepáticas.

Assim, quando há aumento nos níveis apenas de TGO, é comum que esteja relacionado com outra situação que não relacionada com o fígado, isso porque no caso de lesões hepáticas é preciso que a lesão seja mais extensa de forma que as células do fígado se rompam e leve à liberação de TGO no sangue.

Por outro lado, o TGP, conhecido como transaminase pirúvica ou ALT (alanina aminotransferase), é produzido exclusivamente no fígado e, por isso, quando há qualquer alteração nesse órgão, é verificado aumento na quantidade circulante no sangue. Conheça mais sobre o TGP.

Para que servem

O exame de TGO e TGP é indicado para avaliar o funcionamento do fígado e/ ou para investigar a presença de alguma alteração nesse órgão quando existem sintomas como dor ou inchaço abdominal, pele e/ou olhos amarelados, náusea, vômito, cansaço excessivo, mal-estar geral, febre, perda do apetite, emagrecimento sem causa aparente, coceira, fezes claras ou urina escura, por exemplo. Veja outros sintomas de doença no fígado.

Além disso, o exame de TGO e TGP também pode ser indicado pelo médico nos casos de outras doenças que podem prejudicar o fluxo sanguíneo para o fígado e interferir na sua função, como infarto ou lesões musculares, por exemplo.

Valores normais

Os valores de TGO e TGP podem variar de acordo com o laboratório, no entanto de forma geral, os valores considerados normais no sangue são:

  • TGO: entre 5 e 40 U/L;
  • TGP: entre 7 e 56 U/L.

Apesar de TGO e TGP serem considerados marcadores hepáticos, essas enzimas também podem ser produzidas por outros órgãos, principalmente coração no caso do TGO. Por isso, é importante que a avaliação do exame seja realizado pelo médico que solicitou o exame, pois assim é possível verificar se houve alteração e, em caso positivo, ser possível estabelecer a causa.

O que pode ser TGO e TGP alterados

As alterações nos níveis de TGO e TGP são normalmente indicativas de lesões no fígado, o que pode acontecer devido à hepatite, cirrose ou presença de gordura no fígado, sendo consideradas essas possibilidades quando são verificados valores muito superiores de TGO e TGP.

Por outro lado quando apenas o TGO está alterado, por exemplo, é possível que se trate de alguma alteração no coração, uma vez que o TGO é também um marcador cardíaco. Assim, nessa situação, o médico pode indicar a realização de exames que avaliam a saúde do coração, como dosagem de troponina, mioglobina e creatinofosfoquinase (CK). Conheça mais sobre o TGO.

De forma geral, as alterações nos níveis de TGO e TGP podem estar relacionadas às seguintes situações:

  • Hepatite fulminante;
  • Hepatite alcoólica;
  • Hepatite viral aguda ou crônica;
  • Hepatite isquêmica;
  • Cirrose por consumo de excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Uso abusivo de drogas ilícitas;
  • Gordura no fígado;
  • Presença de abscesso no fígado;
  • Tumor no fígado;
  • Síndrome de Budd-Chiari;
  • Hemocromatose;
  • Deficiência de alfa-1-antitripsina;
  • Doença de Wilson;
  • Doença celíaca;
  • Pancreatite aguda;
  • Obstrução das vias biliares;
  • Infarto;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Isquemia cardíaca;
  • Lesão muscular;
  • Uso de medicamento por um longo período e/ou sem orientação médica.

Além de avaliar os níveis de TGO e TGP, para confirmar a lesão no fígado e a sua extensão, o médico aplica a razão de Ritis, que é a razão entre os níveis de TGO e TGP e que quando superior a 1 é indicativo de lesões mais graves, devendo o tratamento ser iniciado o mais rápido possível para evitar a progressão da doença.

Medicamentos que alteram TGO e TGP

Alguns medicamentos podem alterar os níveis de TGO e TGP no sangue, por causarem inflamação ou inchaço no fígado, alterando o seu funcionamento, sendo os principais: 

  • Analgésicos, como o paracetamol;
  • Anti-inflamatórios, como nimesulida ou ácido acetilsalicílico;
  • Anabolizantes;
  • Anticoncepcionais orais;
  • Antibióticos, como eritromicina, ciprofloxacino, sulfametoxazol + trimetoprima, amoxicilina + clavulanato, ou isoniazida;
  • Antiarrítmicos, como a amiodarona;
  • Remédios para colesterol alto, como as estatinas;
  • Antiepilépticos, como o ácido valproico ou fenitoína;
  • Antifúngicos, como cetoconazol ou terbinafina;
  • Quimioterápicos, como metotrexato, asparaginase, imatinibe ou pazopanibe;
  • Plantas medicinais, como confrei, cascara sagrada ou Kava kava.

Esses medicamentos podem interferir no resultado do exame de TGO e TGP porque a maioria dos remédios, suplementos ou plantas medicinais é metabolizada pelo fígado para ser eliminada pelo corpo e, quando são tomados por tempo prolongado ou em quantidades maiores do que as recomendadas pelo médico, podem promover uma inflamação do fígado e, em alguns casos levar ao surgimento da hepatite medicamentosa, resultando na elevação da concentração dessas enzimas no sangue.

Além disso, alguns remédios, como o paracetamol, mesmo em doses normais, podem causar hepatite medicamentosa e alterar os exames de TGO e TGP. Entenda melhor o que é a hepatite medicamentosa e como é feito o tratamento.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Marcela Lemos - Biomédica, em abril de 2022.

Bibliografia

  • FRANCIS, P.; NAVARRO, V. J. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Drug Induced Hepatotoxicity. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK557535/>. Acesso em 04 abr 2022
  • DAVID, S.; HAMILTON, J. P. Drug-induced Liver Injury. US Gastroenterol Hepatol Rev. 6. 73–80, 2010
Mostrar bibliografia completa
  • YIN, L. K.; TONG, K. S. Elevated Alt and Ast in an Asymptomatic Person: What the primary care doctor should do?. Malays Fam Physician. 4. 2-3; 98–99, 2009
  • LALA, V.; GOYAL, A.; MINTER, D. A. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Liver Function Tests. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK482489/>. Acesso em 04 abr 2022
  • GRIGORIAN, A.; O´BRIEN, C. B. Hepatotoxicity Secondary to Chemotherapy. J Clin Transl Hepatol. 2. 2; 95–102, 2014
Revisão clínica:
Marcela Lemos
Biomédica
Mestre em Microbiologia Aplicada, com habilitação em Análises Clínicas e formada pela UFPE em 2017 com registro profissional no CRBM/ PE 08598.