Exame de ureia: para que serve, valores (e ureia alta ou baixa)

novembro 2022
  1. Para que serve
  2. Valores de referência
  3. Preparo
  4. Ureia alta
  5. Ureia baixa

O exame de ureia mede a quantidade dessa substância no sangue, com o objetivo de avaliar se o funcionamento dos rins e do fígado.

Quando há problemas no fígado, nos rins ou quando se tem uma dieta muito rica em proteínas, por exemplo, a quantidade de ureia no sangue aumenta, caracterizando uma condição conhecida por uremia, que é tóxica para o organismo. Saiba identificar os sintomas de uremia.

Na maioria das vezes, o exame de ureia é solicitado juntamente com outros exames, principalmente a creatinina, pois assim é possível avaliar melhor o funcionamento dos rins para a filtração do sangue. Veja mais sobre o exame de creatinina.

O que é a ureia

A ureia é uma substância produzida pelo fígado a partir das proteínas da alimentação e que pode ter sua produção alterada quando existem problemas nos rins ou no fígado. Isso acontece porque as proteínas da alimentação são transformadas em ureia no fígado e a ureia é filtrada pelos rins e eliminada na urina.

Para que serve

O exame de ureia serve principalmente para avaliar o funcionamento dos rins e monitorar a evolução de doenças renais.

O exame também pode ser solicitado quando existem sintomas de ureia em excesso ou de problemas nos rins, como cansaço excessivo, aumento da pressão arterial, urina com espuma ou com sangue ou inchaço nas pernas, por exemplo.

Valores de referência de ureia

Os valores de referência normalmente considerados para ureia são:

  • Para crianças até 1 ano: entre 9 e 40 mg/ dL;
  • Para crianças acima de 1 ano: entre 11 e 38 mg/ dL;
  • Para adultos: entre 13 e 43 mg/ dL.

No entanto, é importante lembrar que os valores de ureia podem variar de acordo com o laboratório e a técnica utilizada.

Preparo para o exame de ureia

Para realizar o exame de ureia não é necessário estar de jejum ou realizar qualquer outro preparo especial.

Como é feito o exame

O exame de ureia é feito a partir da coleta de uma pequena quantidade de sangue, que é enviado para o laboratório para análise.

Ureia alta: o que significa

O aumento da quantidade de ureia no sangue pode indicar que existe uma grande produção de ureia pelo fígado ou que os rins não estão funcionando corretamente.

As principais causas de ureia alta são:

  • Insuficiência renal;
  • Diminuição do fluxo de sangue para os rins;
  • Queimaduras graves;
  • Desidratação;
  • Dieta rica em proteínas.

Em caso de ureia alta é sempre importante consultar um médico para identificar a causa e iniciar o tratamento adequado, que pode incluir o aumento da ingestão de líquidos, alterações na dieta, uso de remédios e, até, diálise, que normalmente é indicada nos casos mais graves.

Quando a ureia está alta por consequência de desidratação, por exemplo, é recomendado aumentar ingestão de líquidos. Já no caso da ureia aumentar por causa da alimentação, é recomendado ajustar a dieta, de preferência com ajuda de um, nutricionista, para saber os alimentos mais indicados e quais evitar, sem correr risco de deficiências nutricionais.

Ureia baixa: o que significa

A diminuição da quantidade de ureia normalmente não é preocupante, podendo acontecer devido a:

  • Falta de proteína na alimentação;
  • Desnutrição;
  • Gravidez;
  • Baixa absorção intestinal;
  • Hiperhidratação;
  • Incapacidade do fígado em metabolizar a proteína, como na insuficiência hepática ou cirrose.

Apesar de ser pouco frequente e não estar associado à gravidade, é importante que o valor de ureia seja sempre avaliado por médico.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2022. Revisão clínica por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • ALBERTA HEALTH SERVICES (AHS). Blood Urea Nitrogen (BUN) Test. Disponível em: <https://myhealth.alberta.ca/Health/Pages/conditions.aspx?hwid=aa36271>. Acesso em 08 set 2022
Revisão clínica:
Marcela Lemos
Biomédica
Mestre em Microbiologia Aplicada, com habilitação em Análises Clínicas e formada pela UFPE em 2017 com registro profissional no CRBM/ PE 08598.