Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é o ciclo circadiano

O corpo humano é regulado por um relógio biológico interno nas suas atividades do dia-a-dia, como é o caso dos horários de alimentação e os horários de vigília e sono. A este processo dá-se o nome de ciclo circadiano ou ritmo circadiano, que tem uma grande influência na digestão, renovação celular e controle da temperatura do corpo.

Cada pessoa tem o seu próprio relógio interno e por isso os seres humanos têm sido classificados em matutinos, que são os que acordam cedo e levantam cedo, os vespertinos, que são os que acordam tarde e deitam tarde, e os intermediários.

O que é o ciclo circadiano

Fisiologia do ciclo circadiano humano

O ritmo circadiano representa o período de 24 horas em que se completam as atividades do ciclo biológico da pessoa e em que é controlado o sono e o apetite. O período de sono dura cerca de 8 horas e o de vigília dura cerca de 16 horas.

Durante o dia, principalmente por influência da luz, é produzido o cortisol, que é liberado pelas glândulas suprarenais e este hormônio geralmente é baixo à noite durante o sono e aumenta no início da manhã, para aumentar a vigília durante o dia. Este hormônio também pode aumentar em períodos de estresse ou estar mais elevado em condições crônicas, o que pode comprometer o bom funcionamento do ciclo circadiano. Veja para que serve o hormônio cortisol.

Ao anoitecer, a produção de cortisol diminui e aumenta a produção de melatonina, que ajuda a induzir o sono, deixando de ser produzida pela manhã. Por esta razão, algumas pessoas que têm dificuldade para dormir, costumam tomar melatonina ao anoitecer, para ajudar a induzir o sono.

Distúrbios do ritmo circadiano

O ciclo circadiano pode encontrar-se alterado em algumas situações, podendo causar distúrbios no sono e originar sintomas como sonolência excessiva durante o dia e insônia durante a noite, ou mesmo causar problemas mais graves na saúde. Saiba quais os transtornos do ciclo circadiano.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem