Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser dor no corpo todo

A dor no corpo todo geralmente está associada à dificuldade para dormir, ao cansaço excessivo e ao estresse e, por isso, melhora em 2 ou 3 dias, especialmente quando se descansa e evita participar em atividades muito estressantes.

No entanto, este tipo de dor também pode ser um sinal de problemas como gripes, fibromialgia ou anemia, por exemplo, e, nesses casos pode ser acompanhada de outros sinais como febre, dor de cabeça ou tosse.

Assim, sempre que a dor no corpo se mantiver por mais de 3 dias ou é muito intensa, impedindo a realização das atividades diárias, é importante ir ao clínico geral para tentar identificar a causa correta e iniciar o tratamento adequado.

O que pode ser dor no corpo todo

1. Estresse e ansiedade

Quando se está com estresse ou ansiedade por muito tempo, o sistema imune fica mais enfraquecido e, por isso, o corpo tem maior dificuldade para controlar pequenas infecções e inflamações causadas por vírus e bactérias que estão em contato constante com o corpo.

Embora nestes casos, geralmente, não surjam sintomas muito evidentes de infecção, como a febre, é comum sentir o corpo mais dolorido, especialmente no final do dia.

  • O que fazer: é importante tentar aliviar o estresse durante o dia participando em atividades relaxantes como meditação, yoga ou até mesmo descansando, para reduzir os níveis de estresse e fortalecer o sistema imune. Confira 7 passos simples para aliviar o estresse e a ansiedade.

2. Dificuldade para dormir

Dormir menos de 6 horas por noite pode ter um efeito bastante negativo em todo o corpo, pois as células não têm tempo suficiente para se regenerar e, por isso, o organismo não possui a energia necessária para funcionar corretamente. Quando isso acontece, é comum que se comece a sentir um mal-estar geral que vai se agravando e produzindo dor por todo o corpo.

Outros sinais que podem aparecer associados incluem vontade para dormir durante o dia, falta de memória e dificuldade para manter a concentração, mesmo quando conversando com outra pessoa.

3. Gripe ou resfriado

A dor no corpo todo é um sintoma muito típico de gripe que, geralmente, surge primeiro antes de outros sintomas como garganta inflamada, febre e coriza, por exemplo. Embora seja mais frequente no inverno, a gripe e o resfriado também podem surgir no verão e, nesses casos, a dor no corpo é mais intensa devido à desidratação do organismo.

  • O que fazer: é importante ficar de repouso em casa, beber pelo menos 1,5 litros de água por dia e evitar mudanças bruscas de temperatura. Além disso, para aliviar os sintomas pode-se utilizar remédios receitados pelo médico, como o Paracetamol ou o Ibuprofeno, por exemplo. Confira ainda alguns remédios caseiros para acabar com a gripe.
O que pode ser dor no corpo todo

4. Falta de vitamina D

A vitamina D é muito importante para o corpo, pois garante a correta absorção e utilização do cálcio no organismo, que é um mineral essencial para o funcionamento da maior parte dos órgãos, como os rins, o coração e, até, os músculos.

Assim, pessoas com baixos níveis de vitamina D podem apresentar alterações no funcionamento de vários órgãos e dos músculos, o que acaba produzindo dor em várias partes do corpo, sem uma causa aparente.

  • O que fazer: é aconselhado fazer um exame de sangue para confirmar os níveis de vitamina D e, caso estejam diminuídos, deve-se aumentar a ingestão de peixes, assim como a exposição solar em horário saudável. Entenda como aumentar a quantidade de vitamina D.

5. Anemia

A anemia surge quando os glóbulos vermelhos não estão funcionando corretamente e, por isso, a diferentes partes do corpo não recebem o oxigênio necessário para funcionar. Assim, é comum que além de uma sensação de cansaço extremo, também surja dor por todo o corpo.

Outros sintomas comuns da anemia incluem palidez, formigamento nos pés e mãos e dor abdominal, por exemplo.

  • O que fazer: deve-se consultar um clínico geral para fazer um exame de sangue e avaliar a quantidade de hemoglobina no sangue. Caso esteja diminuída, é importante identificar o tipo de anemia para iniciar o tratamento adequado, no entanto, é comum que o tratamento comece com a ingestão de suplementos de ferro, já que a anemia por falta de ferro é a mais comum. Saiba mais sobre o tratamento da anemia.

6. Fibromialgia

A fibromialgia é caracterizada pela presença de dores em alguns pontos específicos do corpo, que dá uma impressão de que se tem dor no corpo todo. Estas dores costumam ser piores durante a manhã e atingem, especialmente, as mulheres.

  • O que fazer: deve-se consultar um médico reumatologista caso exista suspeita de fibromialgia, para fazer o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado, que normalmente é feito com remédios e exercícios orientados por um fisioterapeuta. Veja todas as opções de tratamento disponíveis.
O que pode ser dor no corpo todo

7. Apendicite

Embora seja mais rara, a apendicite também pode causar dor pelo corpo todo, acompanhada pela sensação de mal-estar geral, sem que surja o sintoma clássico da dor intensa localizada do lado inferior direito do abdômen. Nestes casos, também pode surgir palidez, diminuição do apetite, febre baixa persistente e prisão de ventre. Confira os principais sintomas de apendicite e faça o nosso teste online.

  • O que fazer: para confirmar a presença de apendicite deve-se deitar de barriga para cima e pressionar sobre o local do apêndice, retirando rapidamente a pressão sobre o local. Caso a dor fique mais intensa quando se retira a mão, pode indicar a presença de apendicite e, por isso, é aconselhado ir no hospital para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento, que normalmente é feito com cirurgia.

Quando a dor no corpo pode ser grave

Na maior parte dos casos, a dor no corpo todo não é grave e melhora em cerca de 2 a 3 dias, no entanto, também pode ser sinal de um problema mais sério. Isso é mais comum quando a dor é acompanhada de outros sintomas como:

  • Febre persistente por mais de 3 dias;
  • Dor muito intensa que dificulta os movimentos;
  • Náuseas ou vômitos;
  • Desmaio;
  • Suores noturnos;
  • Perda de peso sem razão aparente;
  • Dificuldade para respirar.

Se surgir um ou mais destes sintomas é recomendado ir ao hospital para tentar identificar o problema e iniciar o tratamento adequado. Caso se esteja tomando algum remédio, é importante levar a caixa ou o nome do medicamento para informar o médico, já que, em alguns casos, a dor no corpo também pode ser um efeito colateral da medicação.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar