Captopril: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
agosto 2022
  1. Para que serve
  2. Como tomar e posologia
  3. Efeitos colaterais

O captopril é um remédio indicado para o tratamento da pressão alta ou da insuficiência cardíaca, pois age dilatando os vasos sanguíneos, o que ajuda o coração a funcionar melhor e a bombear sangue com mais facilidade para todas as partes do corpo.

Esse remédio pode ser encontrado na forma de comprimidos de 12,5 mg, 25 mg ou 50 mg, com os nomes comerciais Capoten, Capotec, Captomed, ou Captotec, ou como genérico sob a designação “captopril”.

O captopril deve ser usado com indicação médica, podendo ser oferecido gratuitamente pelo SUS, desde que tenha indicação médica, ou ser comprado em farmácias ou drogarias mediante apresentação de prescrição médica.

Para que serve

O captopril é indicado para:

Além disso, o captopril pode ser indicado para a doença renal causada por diabetes mellitus, conhecida como nefropatia diabética, que é uma das complicações causadas pela diabetes. Veja outras complicações da diabetes mellitus.

O captopril atua diminuindo a pressão arterial, ocorrendo reduções máximas da pressão 60 a 90 minutos após a ingestão do comprimido.

Como tomar e posologia

O comprimido de captopril deve ser tomado por via oral, com um copo de água, 1 hora antes das refeições.

A posologia do captopril para adultos varia de acordo com a condição a ser tratada, e inclui:

  • Pressão alta: a dose inicial normalmente recomendada é de 50 mg, uma vez por dia, ou 25 mg, duas vezes por dia, conforme orientação médica. Após duas a quatro semanas de tratamento, se a pressão sanguínea não diminuir, o médico pode aumentar a dose do captopril para até 100 mg por dia, tomada em dose única, ou dividida em duas doses de 50 mg;
  • Insuficiência cardíaca congestiva: a dose inicial normalmente recomendada é de 6,25 mg ou 12,5 mg, de 2 a 3 vezes por dia, conforme orientação médica. Essa dose pode ser ajustada pelo médico de acordo com os outros remédios utilizados para a insuficiência cardíaca e a resposta ao tratamento;
  • Infarto do miocárdio: a dose normalmente recomendada é de 6,25 mg, iniciada 3 dias após o infarto do miocárdio, podendo ser aumentada pelo médico para 37,5 mg por dia em doses divididas. Durante os dias seguintes, o médico deve aumentar a dose para 75 mg por dia, em doses divididas, até alcançar uma dose final de 150 mg por dia, tomada em doses divididas;
  • Nefropatia diabética: a dose normalmente recomendada é de 75 mg a 100 mg por dia em doses divididas, conforme orientação médica.

O captopril deve ser tomado sempre nos horários estabelecidos pelo médico e pelo tempo de tratamento recomendado, não devendo-se interromper o tratamento por conta própria.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir durante o tratamento com o captopril são tosse seca e persistente, dor de cabeça, diarreia, perda do paladar, cansaço ou náuseas.

Além disso, também podem surgir rubor, sensação de calor, vermelhidão ou sensação de formigamento, dormência nas mãos ou pés, coceira no corpo ou formação de bolhas na pele.

O captopril pode causar reações alérgicas graves que necessitam de atendimento médico imediato. Por isso, deve-se procurar o pronto socorro mais próximo ao apresentar sintomas como dificuldade para respirar, tosse, dor no peito, sensação de garganta fechada, inchaço na boca, língua, rosto, mãos, pés ou tornozelos, ou urticária. Saiba identificar os sintomas de reação alérgica grave.

Quem não deve usar

O captopril não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação.

Além disso, esse remédio não deve ser usado por pessoas que tenham alergia a qualquer um dos componentes da fórmula ou outros remédios anti-hipertensivos da mesma classe do captopril, como enalapril, ramipril ou lisinopril, por exemplo.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em agosto de 2022.

Bibliografia

  • EMS S.A. Captotpril. 2013. Disponível em: <https://www.ems.com.br/arquivos/produtos/bulas/bula_captopril_11007_1337.pdf>. Acesso em 26 ago 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • Como baixar a PRESSÃO ALTA sem remédio!

    11:32 | 1131568 visualizações
  • Como medir a pressão arterial

    03:39 | 419625 visualizações
  • O que comer para conseguir baixar a PRESSÃO ALTA

    05:17 | 2653964 visualizações