Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

5 principais complicações da diabetes

As complicações da diabetes normalmente ocorrem devido ao mau controle da doença, o que provoca um aumento exagerado do açúcar no sangue durante muito tempo, causando lesões em todo o corpo, incluindo olhos, rins, vasos sanguíneos, coração e nervos.

No entanto, as complicações da diabetes podem ser facilmente evitadas com uma dieta adequada, prática de atividade física e uso dos antidiabéticos orais ou insulina, receitados pelo médico. Veja como fazer o tratamento correto e evitar estas complicações.

5 principais complicações da diabetes

1. Pé diabético

O pé diabético é uma das complicações mais frequentes da diabetes e é caracterizado por feridas na pele e falta de sensibilidade no pé, devido a lesões nos vasos sanguíneos e nervos, podendo, em casos muito graves, ser necessária a amputação do membro afetado.

Para tratar esse problema é necessário fazer curativos no posto médico e é importante lavar e secar diariamente os pés e aplicar creme hidratante, principalmente nos calcanhares. Veja mais sobre como identificar e tratar o pé diabético.

2. Lesões nos rins

A nefropatia diabética é uma alteração nos vasos sanguíneos dos rins que levam a dificuldades na filtração do sangue, podendo levar a insuficiência renal e à necessidade de fazer hemodiálise, que consiste na substituição da função do rim por uma máquina.

Um sinal que indica a ocorrência de nefropatia é a presença de albumina na urina e, quanto maior a quantidade de albumina na urina, mais grave é o estado da nefropatia.

3. Problemas nos olhos

Caso a diabetes não esteja bem controlada podem surgir:

  • Cataratas em que se forma uma opacidade no cristalino do olho, deixando a visão embaçada;
  • Glaucoma que é a lesão do nervo óptico, podendo levar à perda do campo visual;
  • Edema macular em que ocorre deposição e acúmulo de fluidos e proteínas na mácula do olho, que é a região central da retina, tornando-a mais espessa e inchada;
  • Retinopatia diabética em que ocorre lesão nos vasos sanguíneos da retina dos olhos, podendo causar cegueira permanente. Saiba mais em: Retinopatia diabética.

Caso o paciente sinta a visão turva ou desfocada deve ir no oftalmologista e uma vez detectada a retinopatia diabética, o seu tratamento pode ser feito através de fotocoagulação laser, cirurgias ou injeções intra-oculares.

4. Neuropatia diabética

A neuropatia diabética que é a degeneração progressiva dos nervos do corpo que provoca diminuição da sensibilidade em partes do corpo, como os pés, originando o pé diabético ou sensação de queimação, frio ou formigamento nos membros afetados. Veja como tratar a neuropatia diabética.

5. Problemas no coração

Quando a diabetes não está controlada existe maior risco de desenvolver infarto do miocárdio, hipertensão arterial ou mesmo ter um AVC.

Além destas complicações pode surgir:

  • Doença vascular periférica em que as artérias das pernas e dos pés sofrem obstrução ou oclusão, que leva ao estreitamento e endurecimento das artérias;
  • ​Impotência;
  • Doença periodontal que é uma inflamação da gengiva que, se não tratada, pode levar à perda dentária;
  • Infecções, pois o açúcar deixa as defesas do corpo mais fracas facilitando o aparecimento de diversas doenças.

Assim, a realização de exames preventivos sistemáticos e o rápido acesso ao tratamento são considerados relevantes para a prevenção destas complicações da diabetes.

Complicações da diabetes gestacional

As complicações da diabetes gestacional, surgem durante a gravidez e podem ser:

  • Crescimento excessivo do feto que pode resultar em complicações no parto;
  • Desenvolvimento de diabetes no futuro;
  • Maior risco de aborto ou de o bebê morrer pouco tempo depois;
  • Pouco açúcar no sangue ou outra doença no recém-nascido, pois após o parto o bebê não recebe mais glicose da mãe;

Para prevenir estas complicações, é importante detectar precocemente a doença através da realização de vários exames dos níveis de açúcar no sangue e na urina, e isso é feito nas consultas regulares de vigilância ao longo da gravidez.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...