Furosemida: para que serve, como usar e efeitos colaterais

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
julho 2022
  1. Para que serve
  2. Como usar
  3. Efeitos colaterais
  4. Contra-indicações

A furosemida é um diurético indicado para o tratamento da pressão alta leve a moderada, ou do inchaço causado por distúrbios do coração, fígado, rins ou queimaduras, como exacerbação da insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência hepática ou insuficiência renal, incluindo a síndrome nefrótica, por exemplo.

Esse remédio pode ser encontrado em farmácias ou drogarias, na forma de comprimidos, com os nomes comerciais Lasix, Diuremida ou Neosemid, ou como genérico sob a designação "furosemida", e deve ser usada com indicação médica.

Além disso, a furosemida também pode ser usada em ambiente hospitalar na forma de injeção, administrada por um enfermeiro, sob supervisão médica.

Para que serve

A furosemida é indicada para o tratamento do inchaço do corpo causado por:

  • Exacerbação da insuficiência cardíaca congestiva;
  • Insuficiência cardíaca aguda;
  • Edema pulmonar agudo;
  • Insuficiência hepática com ascite;
  • Insuficiência renal;
  • Síndrome nefrótica;
  • Edema cerebral;
  • Queimaduras graves.

Além disso, a furosemida é indicada para o tratamento da pressão alta arterial leve a moderada ou crises hipertensivas.

Esse remédio age aumentando a eliminação de sódio pelos rins, que causa retenção de água pelo corpo, assim, quando o sódio é eliminado, leva junto a água do sangue, diminuindo a quantidade de líquido nas veias e artérias e por isso diminui a pressão arterial e o inchaço. Conheça outros mecanismos de ação dos diferentes tipos de diuréticos.

A furosemida produz um efeito diurético potente com início de ação rápido e de curta duração.

A furosemida emagrece?

A furosemida pode levar a uma redução do peso após o início do tratamento devido a eliminação de líquidos acumulados no corpo. No entanto, esse remédio não é indicado para o emagrecimento, não tendo qualquer efeito sobre a queima e a perda de gordura corporal.

Além disso, a furosemida pode ter muitos efeitos colaterais no corpo e, por isso, não deve ser usada para emagrecer. Veja os principais remédios indicados para emagrecimento.

Como usar

A forma de uso da furosemida depende da apresentação do medicamento que inclui:

1. Furosemida comprimido 40 mg

O comprimidos de furosemida deve ser tomado por via oral, com um copo de água, e de estômago vazio, ou seja, 1 hora antes ou 2 horas após uma refeição.

A dose normalmente recomendada da furosemida para adultos é varia entre 20 a 80 mg ao dia, no início do tratamento, conforme orientado pelo médico. A dose de manutenção é de 20 a 40 mg ao dia.

Em crianças, normalmente, a posologia recomendada é de 2 mg por cada Kg de peso corporal, até um máximo de 40 mg por dia, devendo sempre ser usada com indicação do pediatra.

O tempo de tratamento com a furosemida deve ser orientado pelo médico, e não se deve interromper o tratamento por conta própria.

2. Furosemida injetável 10 mg/mL

A furosemida injetável só deve ser utilizada em ambiente hospitalar, devendo ser administrada diretamente na veia ou no músculo pelo enfermeiro, sob supervisão médica.

A posologia da furosemida injetável deve ser indicada pelo médico, de acordo com a condição a ser tratada e a gravidade dos sintomas, sendo que a dose normalmente indicada para adultos a dose de 20 mg a 40 mg. Já para crianças, a dose deve ser calculada pelo pediatra de acordo com o peso da criança.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com a furosemida são diarréia, prisão de ventre, perda do apetite, dormência, formigamento, dor de cabeça, tontura ou visão embaçada.

Além disso, podem surgir efeitos colaterais que devem ser comunicados imediatamente ao médico responsável pelo tratamento, como aumento da sede, boca seca, dor de estômago, náusea, vômito, pele ou olhos amarelados, nervosismo, irritabilidade, batimentos cardíacos irregulares, cãibras ou fraqueza muscular.

A furosemida também pode causar reações alérgicas graves que necessitam de atendimento médico imediato. Por isso, deve-se interromper o tratamento e procurar o pronto socorro mais próximo ao apresentar sintomas como dificuldade para respirar, sensação de garganta fechada, inchaço na boca, língua ou rosto, urticária, formação de bolhas na pele, ardor nos olhos ou dor de garganta. Saiba identificar todos os sintomas de reação alérgica.

Quem não deve usar

A furosemida não deve ser usada por pessoas com com alergia a qualquer um dos componentes da fórmula.

Além disso, também não deve ser usada em lactantes, pessoas com insuficiência nos rins com parada total da eliminação de urina, pré-coma e coma devido à encefalopatia do fígado, redução dos níveis de potássio e sódio no sangue, com desidratação ou com diminuição do sangue circulante.

Durante a gravidez, a furosemida só deve ser usada se indicado pelo obstetra, pois pode atravessar a placenta e chegar até o bebê, sendo necessário nesse caso, acompanhamento frequente do desenvolvimento do bebê.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em julho de 2022.

Bibliografia

  • BIOSINTÉTICA FARMACÊUTICA LTDA. Furosemida comprimidos 40 mg. Disponível em: <http://200.199.142.163:8002/FOTOS_TRATADAS_SITE_14-03-2016/bulas/8805.pdf>. Acesso em 11 jul 2022
  • CARONE, L.; et al. Furosemide. J Pain Symptom Manage. 52. 1; 144-50, 2016
Mostrar bibliografia completa
  • BLAU FARMACÊUTICA S.A. Furosetron (furosemida) injetavel. Disponível em: <https://www.blau.com.br/storage/app/media/bulas/ANTIBIOTICOS/Furosetron_Bula_Profissional_Saude.pdf>. Acesso em 11 jul 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • Como medir a pressão arterial

    03:39 | 417738 visualizações