Bioplastia: o que é, para que serve e possíveis riscos

novembro 2022

A bioplastia é um procedimento estético feito pelo dermatologista ou cirurgião plástico, com a injeção de substâncias biocompatíveis sob a pele, sendo normalmente indicada para pessoas que desejam melhorar a aparência ou retardar o desenvolvimento de rugas, uniformizar contornos faciais, como queixo ou nariz, por exemplo.

Esta técnica pode ser feita em qualquer região do corpo, mas é indicada especialmente para pequenas áreas como o rosto, pois preenche os espaços da pele, dando uma aparência mais jovem.

A bioplastia é considerada um procedimento seguro quando realizada por um profissional especializado, como dermatologista ou cirurgião plástico, pois é um tratamento estético que possui vários riscos, podendo causar complicações como infecção ou alergia, e não é indicado para utilização em grandes áreas do corpo como glúteos ou pernas, por exemplo.

Para que serve

A bioplastia normalmente é indicada para:

  • Corrigir sulcos e cicatrizes após cirurgias;
  • Corrigir imperfeições da bochecha e devolver volume a esta região do rosto;
  • Devolver os contornos ou o volume perdido com a idade;
  • Suavizar rugas ao redor da boca;
  • Afinar e levantar a ponta do nariz, assim como diminuir a base do nariz;
  • Delinear o queixo, diminuir imperfeições e corrigir algum tipo de assimetria;
  • Corrigir cicatrizes causadas por acne grave;
  • Aumentar o volume dos lábios e permite definir seus limites;
  • Devolve elasticidade da pele das mãos e ajuda a disfarçar as rugas que surgem naturalmente com a idade.

Além disso, a bioplastia permite levantar o bumbum e dar mais volume, no entanto, como é uma área grande, tem maiores chances de complicações, devido ao uso de uma quantidade elevada de substâncias biocompatíveis.

Os benefícios da bioplastia incluem a melhor satisfação com o corpo e melhor auto-estima, sendo um procedimento mais econômico que outras cirurgias plásticas e que pode ser feita num consultório, de forma rápida.

Como é feita a bioplastia

A bioplastia é feita com anestesia local, e consiste na aplicação de uma injeção de substâncias que são compatíveis com o organismo humano. O produto implantado ajuda a aumentar o volume da região e a sustentar a pele não sendo reabsorvido pelo corpo e por isso tem resultados duradouros.

No entanto, essas substâncias só devem ser usada em pequenas doses e o pessoa precisa estar ciente dos riscos, antes de optar pelo procedimento.

Possíveis riscos para a saúde

Os principais riscos da bioplastia são:

  • Vermelhidão, inchaço ou dor no local da aplicação;
  • Hematomas na pele;
  • Infecções no local da injeção;
  • Inflamação crônica;
  • Enrijecimento ou deformidade da região;
  • Formação de nódulos na pele;
  • Morte dos tecidos onde é aplicado;
  • Reação alérgica grave;
  • Rejeição pelo organismo.

A bioplastia tem muitos riscos para saúde, principalmente quando é aplicado em grandes quantidades ou quando é aplicado diretamente no músculo. Além disso, quando é mal aplicada, a bioplastia pode causar deformações na forma do corpo, piorando a autoestima.

Devido a todos estas possíveis complicações, a bioplastia só deve ser feita para tratar pequenas áreas e após conversar com o médico sobre todos os riscos.

Caso a pessoa apresente sintomas de falta de ar, dor no peito, dor de cabeça, alterações da visão ou da fala, fraqueza, sonolência ou perda da consciência, deve-se ir ao pronto-socorro o mais rápido possível. As complicações da bioplastia podem surgir 24 horas depois da sua aplicação ou anos depois da sua aplicação no corpo.

Quem não deve fazer

A bioplastia não deve ser feita nas seguintes situações:

  • Crianças ou adolescentes com menos de 18 anos;
  • Mulheres grávidas ou em amamentação;
  • Histórico de alergias ou reação anafilática;
  • Alergia à lidocaína ou outros anestésicos;
  • Tendência à formação de cicatrizes grossas;
  • Feridas ou infecções na pele;
  • Espinhas ou cistos na pele;
  • Uso de remédios imunossupressores;
  • Tratamento de câncer;
  • Doença inflamatória intestinal;
  • Artrite reumatoide.

Além disso, a bioplastia não deve ser feita no caso de alergia às substâncias utilizadas para o preenchimento da pele, ou por pessoas que realizaram outros tratamentos estéticos nos últimos 6 meses ou estejam recebendo terapia de luz ultravioleta.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • CHACUR, R.; et al. Replacement of gluteal implants by polymethyl methacrylate filler: case report. Case Reports Plast Surg Hand Surg. 6. 1; 20-24, 2019
  • KINNEY, B. M.; HUGHES, C. E. Soft Tissue Fillers: An Overview. Aesthetic Surgery Journal. 21. 5; 469–471, 2001
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • Segredos para uma pele bonita e saudável | Tatiana Zanin

    07:21 | 59093 visualizações
  • Como ter uma PELE PERFEITA | com @Bruna Vieira

    14:28 | 67340 visualizações
  • 3 DICAS PARA TIRAR CICATRIZ

    03:38 | 841275 visualizações
  • 5 ALIMENTOS para ter uma PELE FIRME e HIDRATADA

    03:23 | 489443 visualizações