Preenchimento labial: o que é, quando é indicado e complicações

outubro 2022
  1. Quando é indicado
  2. Preparo
  3. Como é feito
  4. Recuperação
  5. Complicações

O preenchimento labial é um procedimento estético no qual é injetado um líquido no interior do lábio para conferir mais volume, dar forma e tornar o lábio mais preenchido, conferindo uma melhor harmonização dos lábios com o rosto, ou suavizando linhas e rugas em volta dos lábios.

Existem vários tipos de líquidos que podem ser usados no preenchimento labial, no entanto, o que é mais utilizado é o ácido hialurônico sintético, uma substância semelhante ao ácido hialurônico produzido naturalmente pelo corpo. Já o colágeno, tem sido cada vez menos utilizado nesta técnica por ter uma duração mais curta.

Normalmente, o efeito do preenchimento labial dura cerca de 6 meses, mas pode variar de acordo com o tipo de injeção. Por esse motivo, o cirurgião plástico ou dermatologista geralmente marca uma nova injeção perto dessa data para que não existam grandes variações no volume dos lábios.

Quando é indicado

O preenchimento labial é indicado para:

  • Adicionar volume, forma e estrutura aos lábios;
  • Restaurar o tamanho do lábio, que fica mais fino e sem volume, com o envelhecimento natural do corpo, exposição ao sol ou hábito de fumar;
  • Melhorar a aparência do sulco entre o lábio superior e o septo nasal, que pode ficar mais longo e achatado, com a idade;
  • Corrigir o formato do lábio superior ou inferior, quando possuem tamanhos diferentes;
  • Suavizar rugas ou linhas de expressão em volta dos lábios.

Além disso, o preenchimento labial por harmonizar a estética da boca em relação ao rosto, pode ajudar a melhorar a auto-estima e a imagem corporal.

No entanto, deve-se sempre fazer uma consulta com o cirurgião plástico ou dermatologista para avaliar se esse procedimento é a melhor forma de obter o resultado que se espera, antes de decidir pelo preenchimento.

Além disso, o ideal é começar com pouca quantidade de injeção e ir aumentando ao longo do tempo, pois injeções de grande volume podem causar uma alteração muito brusca no aspecto físico, podendo prejudicar a autoimagem e a auto-estima.

Como se preparar

Alguns cuidados são importantes para se preparar para o preenchimento labial, como:

  • Esclarecer com o médico todas as dúvidas sobre o procedimento, a recuperação e expectativas;
  • Informar todos os medicamentos, vitaminas e suplementos nutricionais que toma com frequência, pois alguns podem afetar a recuperação;
  • Informar se tem alguma alergia ou outro problema de saúde, como pressão alta ou diabetes, por exemplo;
  • Informar ao médico sobre o uso de remédios anticoagulantes, como varfarina, heparina, rivaroxabana, ácido acetilsalicílico ou clopidogrel, pois o médico pode orientar suspender esses medicamentos alguns dias antes do procedimento;
  • Informar ao médico se já teve herpes labial, pois a injeção nos lábios pode aumentar o risco de novas crises de herpes;
  • Informar se está grávida ou suspeita de gravidez, no caso de mulheres;
  • Evitar ingerir bebidas alcoólicas pelo menos 24 horas antes do procedimento;
  • Evitar o uso de cremes retinóides, ácido glicólico ou anti-envelhecimento, pelo menos 48 horas antes do procedimento;
  • Evitar depilar, pinçar ou utilizar cremes removedores de pelo, no buço ou outras regiões do rosto próximos aos lábios, pelo menos 2 dias antes do preenchimento labial.

Além disso, no dia do preenchimento, deve-se evitar o uso de cremes, hidratantes ou maquiagem no rosto.

Como é feito o preenchimento labial

O preenchimento labial é uma técnica relativamente rápida que pode ser feita no consultório do cirurgião plástico.

Para fazer o preenchimento labial são seguidos os seguintes passos:

  1. Aplicação de um creme anestésico nos lábios;
  2. Injeção de ácido hialurônico nos lábios, com uma agulha fina, que não deixa cicatrizes;
  3. Massagem suave nos lábios, para a região do lábio tratada possa absorver o ácido hialurônico;
  4. Aplicação de compressa de gelo, por cerca de 15 minutos, para reduzir o inchaço e a formação de hematomas.

A duração do preenchimento labial geralmente é de cerca de 30 minutos, sendo que o médico pode pedir que a pessoa fique no consultório por cerca de 15 minutos após o procedimento para monitorar o desenvolvimento de efeitos colaterais, como náusea, tontura ou sangramento nos lábios.

Como é a recuperação

A recuperação do preenchimento labial geralmente é rápida e tranquila, no entanto, é normal que os lábios fiquem inchados e mais sensíveis por cerca de 48 horas após a aplicação. Em alguns casos, o inchaço pode permanecer por até uma semana.

Após o procedimento, alguns cuidados são importantes, como:

  • Aplicar compressa gelada sobre o lábio, por cerca de 10 minutos, várias vezes ao dia, conforme orientação do médico, para diminuir a inflamação natural do organismo à injeção. Ao aplicar o frio é importante não fazer muita pressão;
  • Evitar tocar nos lábios, consumir bebidas usando canudinho ou beijar;
  • Não aplicar qualquer tipo de produto nos lábios, como batom ou protetor labial, por pelo menos um dia após o procedimento, para diminuir o risco de infecção;
  • Ter cuidado ao escovar os dentes, para não causar irritação nos lábios;
  • Evitar exercícios físicos por pelo menos 24 horas após o procedimento;
  • Evitar o calor intenso nos lábios, como banhos muito quentes, sauna, exposição ao sol, ou utilização de cera quente, pelo menos por 10 a 12 horas após o procedimento.

Durante a recuperação é possível que os lábios percam um pouco de volume, devido à diminuição da inflamação no local, no entanto, no dia seguinte ao procedimento, o volume presente já deverá ser o final. Em alguns casos, durante as primeiras 12 horas também pode existir um pequeno desconforto ao falar ou comer, devido à inflamação.

Possíveis complicações

O preenchimento labial é considerado seguro, no entanto, como qualquer outro tipo de procedimento médico, possui algum risco de complicações, como sangramento ou vermelhidão no local das injeções, inchaço nos lábios, manchas roxas, ou sensação de lábios muito doloridos.

Normalmente, estes efeitos desaparecem após as primeiras 48 horas, mas caso se mantenham ou piorem é muito importante consultar o médico.

Além disso, pode ocorrer reativação do herpes labial, e formação de bolhas ou feridas, formigamento, dor e/ou coceira na região onde surgem. Saiba identificar os sintomas de herpes labial.

Quando ir ao médico

É importante procurar ajuda médica ou o pronto socorro mais próximo, caso surjam sintomas como:

  • Inchaço nos lábios que dura mais de uma semana;
  • Coceira ao redor dos lábios;
  • Dor intensa nos lábios;
  • Vermelhidão que não melhora;
  • Sangramento excessivo;
  • Caroço nos lábios;
  • Descoloração no local em que foram feitas as injeções;
  • Feridas ou enrijecimento nos lábios;
  • Sensação de calor ou aumento de temperatura nos lábios;
  • Febre ou calafrios.

Além disso, também podem surgir complicações mais graves como infecções ou reações alérgicas graves ou anafiláticas ao líquido injetado ou ao anestésico utilizado. Saiba identificar os sintomas de reação alérgica grave.

Quem não deve fazer

O preenchimento labial não deve ser feito por mulheres grávidas, ou por pessoas com infecção ativa próxima aos lábios, herpes labial ativo, feridas nos lábios, sistema imunológico enfraquecido ou em tratamento do câncer.

Além disso, o preenchimento labial não deve ser feito por pessoas que tenham alergia ao ácido hialurônico, colágeno ou anestésicos.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em outubro de 2022.

Bibliografia

  • MORAGAS, J. S. M.; et al. Systematic review of "filling" procedures for lip augmentation regarding types of material, outcomes and complications. J Craniomaxillofac Surg. 43. 6; 883-906, 2015
  • SCARANO, A.; et al. Hyaluronic acid fillers in lip augmentation procedure: a clinical and histological study. J Biol Regul Homeost Agents. 33. 6 Suppl. 2; 103-108, 2019
Mostrar bibliografia completa
  • LOPES DE RESENDE SERRATINE, P.; DE MORAES, P. H. Novel approach to lip filling following labial subcision. Br J Oral Maxillofac Surg. 60. 5; 661-663, 2022
  • BRODY-CAMP, S.; RAGGIO, B. S. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Lip Implants. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK546691/>. Acesso em 27 out 2022
  • SAN MIGUEL MORAGAS, J.; et al. Systematic review of "filling" procedures for lip augmentation regarding types of material, outcomes and complications. J Craniomaxillofac Surg. 43. 6; 883-906, 2015
  • LAFAILLE, P.; BENEDETTO, A. Fillers: Contraindications, Side Effects and Precautions. J Cutan Aesthet Surg. 3. 1; 16-19, 2010
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.