Alergia ao chocolate: sintomas e tratamento

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
maio 2022

A alergia ao chocolate é uma reação exagerada do sistema imunológico a algum dos ingredientes presentes no chocolate, como o leite, cacau, amendoim, soja, nozes, ovos, essência ou algum conservante.

Por isso, a alergia ao chocolate pode causar alguns sintomas como coceira, vermelhidão da pele e dificuldade para respirar, nos casos mais graves.

É importante que na suspeita de alergia a chocolate ou a algum de seus componentes, o alergologista seja consultado para que seja feita uma avaliação, sejam indicados exames que ajudam a identificar que ingredientes está causando a alergia, e seja indicado o tratamento mais adequado.

Principais sintomas

Os principais sintomas de alergia ao chocolate são:

  • Coceira e vermelhidão da pele;
  • Dor de estômago;
  • Vômitos;
  • Gases abdominais;
  • Tosse seca;
  • Secreção nasal;
  • Diarreia.

Além disso, podem surgir outros sintomas mais graves como dificuldade para respirar, inchaço dos lábios, língua ou garganta e respiração com chiado.

Na presença de sinais e sintomas indicativos de alergia a chocolate, é importante que a pessoa seja levada à emergência o mais rápido possível, pois pode ser indicativo de uma reação anafilática, que é uma situação grave que pode colocar em risco a vida da pessoa. Veja mais sobre a reação anafilática.

Diferença entre alergia e intolerância ao chocolate

A intolerância ao chocolate é o reflexo de uma má digestão de algum ingrediente do chocolate, e também está ligada principalmente ao leite de vaca, enquanto que a alergia é a reação do organismo a algum componente do chocolate.

A intolerância ao chocolate é menos grave e causa sintomas menores e mais passageiros, como dor no estômago, inchaço abdominal, excesso de gases, vômitos e diarreias. Veja mais sobre as diferenças entre alergia e intolerância.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da alergia ao chocolate é feito pelo alergologista a partir da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa, sendo também indicada a realização de teste de alergia para descobrir o que está desencadeando a resposta exagerada do sistema imunológico.

O teste é realizado colocando diferentes substâncias na pele, podendo ser nas costas ou no antebraço, e deixando atuar por cerca de 48 horas, devendo a pessoa retornar ao médico para que seja efita uma avaliação da resposta do corpo. Veja como é feito o teste de alergia.

Como é feito o tratamento

O tratamento da alergia é receitado pelo médico alergologista e varia de acordo com os sintomas e a gravidade do problema. Em geral, são utilizados remédios como anti-histamínicos, corticoides e descongestionantes.

Além disso, também é necessário excluir todos os alimentos que causam a alergia para evitar novas crises. É recomendado também que se leia o rótulo dos alimentos para identificar se o componente a que se tem alergia, está presente como ingrediente no produto a ser consumido.

Como substituir o chocolate

A substituição do chocolate vai depender do ingrediente que causa a alergia. Assim, pessoas com alergia a amendoim ou castanhas, por exemplo, devem evitar os chocolates que tenham esses ingredientes em sua composição.

Para os casos de alergia ao cacau, pode-se utilizar chocolates feitos à base de alfarroba, que um substituto natural do cacau, enquanto para os casos de alergia ao leite, deve-se utilizar chocolates feitos sem leite ou com leites vegetais, como leite de soja, de coco ou de amêndoas, por exemplo.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em maio de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em maio de 2022.

Bibliografia

  • Wiola Żukiewicz-Sobczak; Paula Wróblewska-Łuczka. Causes, symptoms and prevention of food allergy. Postepy Dermatologii I Alergologii. 30. 2; 113-116, 2013
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.