Alcachofra: 7 benefícios e como consumir

A alcachofra, é uma planta medicinal rica em água, fibras e flavonoides, além de ter boas quantidades de vitamina C e minerais, como o potássio e fósforo, tendo ação antioxidante, anti-inflamatória, diurética, probiótica e antidispéptica (combate a má digestão).

Conhecida como alcachofra-hortense, alcachofra-comum ou alcachofra-de-comer, a planta ajuda a reduzir os níveis de colesterol e glicose no sangue, prevenindo doenças como obesidade, infarto e diabetes. Além disso, a planta também promove a perda de peso, pois ajuda no controle da fome e na eliminação do excesso de líquido do corpo.

A alcachofra fresca pode ser encontrada em alguns supermercados ou feiras e as suas folhas são vendidas em lojas de produtos naturais ou farmácias. A alcachofra pode ser consumida de diversas formas: cozida, em saladas, assada, em sucos ou chás. Saiba como preparar o chá de alcachofra.

Alcachofra: 7 benefícios e como consumir

A alcachofra possui diversas propriedades benéficas para a saúde, como:

1. Promover a perda de peso

A alcachofra é rica em inulina, uma fibra presente em muitos vegetais e que ajuda na perda de peso, pois é digerida mais lentamente, prolongando a saciedade e diminuindo a fome. Saiba como usar a alcachofra para perder peso.

Por conter baixas quantidades de calorias e promover a eliminação do excesso de líquido corporal, a alcachofra é uma ótima opção para acrescentar em cardápios de dietas para perda de peso. Veja como fazer uma dieta para perder peso.

2. Diminuir colesterol

Por ser rica em fibras, como a inulina e pectina, a alcachofra ajuda a diminuir a absorção e aumentar a eliminação de gordura pelas fezes, promovendo a redução dos níveis de colesterol “ruim”, o LDL, e de colesterol total no sangue.

Além disso, a alcachofra é rica em compostos antioxidantes, como flavonoides, carotenoides e vitamina C, que evitam a formação de radicais livres e previnem a formação de placas de gordura no sangue, evitando a aterosclerose.

3. Prevenir a diabetes

A alcachofra é um alimento de baixo índice glicêmico por ter ótimas quantidades de fibras e proteínas, que ajudam a regular os níveis de glicose e insulina no sangue, prevenindo, assim, a diabetes.

4. Controlar a pressão alta

A ingestão de alimentos ricos em potássio, como a alcachofra, aumenta a produção de urina que retira o excesso de sódio do organismo, ajudando a controlar e prevenir a pressão alta. Conheça outras sugestões para manter a pressão alta controlada.

A alcachofra também é rica em antioxidantes, como flavonoides e carotenoides que inibe a produção excessiva de radicais livres, mantendo a saúde das artérias e prevenindo a pressão alta. Veja uma lista com outros alimentos ricos em potássio.

5. Diminuir rugas e flacidez

Por ser rica em compostos bioativos, como vitamina C, flavonoides e carotenoides, a alcachofra ajuda no combate aos radicais livres e aumenta a produção de colágeno, diminuindo as rugas e a flacidez. Conheça alguns alimentos que aumentam a produção de colágeno.

Além disso, a alcachofra é rica em fibras que equilibram os níveis de açúcar no sangue, prevenindo a inflamação das células e, consequentemente, a flacidez e o envelhecimento precoce. 

6. Desintoxicar o fígado

A alcachofra é uma ótima fonte de compostos antioxidantes, como os flavonoides e os polifenóis, que protegem o fígado e ajudam a eliminar as toxinas do organismo pela urina, pelas fezes ou pelo suor. Veja como fazer uma dieta para desintoxicar o fígado.

Por proteger e melhorar as funções do fígado, a alcachofra também alivia os sintomas de má digestão, como náuseas, mal estar e dor no abdômen.

7. Combater a prisão de ventre

Por ser rica em fibras e água, a alcachofra auxilia na formação do bolo fecal e na eliminação das fezes, sendo um  ótimo alimento para combater a prisão de ventre.

A alcachofra também é rica em inulina, um tipo de fibra prebiótica que serve de alimento para as bactérias benéficas do intestino, mantendo a flora intestinal saudável. Conheça outros alimentos ricos em inulina.

Informação nutricional da alcachofra

A tabela a seguir traz a composição nutricional de 100 g da alcachofra cozida:

Componentes

Quantidade por 100 g

Energia

46 calorias

Água

85 g

Proteína

3 g

Gordura

0,2 g

Carboidratos

5,3 g

Fibras

5,6 g

Vitamina C

6 mg

Ácido fólico

42 mcg

Cálcio

42 mg

Magnésio

33 mg

Potássio

200 mcg

Fósforo

90 mg

Vitamina A

20 mcg

Caroteno

120 mcg

É importante ressaltar que os benefícios da alcachofra são alcançados quando se mantém uma alimentação balanceada e saudável e com a prática regular de atividade física.

Como consumir

A alcachofra pode ser consumida na sua forma natural, assada, refogada, em pasta ou crua em saladas, sucos,  chás (folhas) ou como suplemento em cápsulas.

As cápsulas da alcachofra normalmente têm entre 1800 e 6000 mg do extrato da planta e podem ser ingeridas antes ou depois das principais refeições do dia, juntamente com um copo de água. É importante lembrar que a suplementação com a alcachofra deve ser feita sob supervisão de um médico ou outro profissional de saúde especializado no uso de plantas medicinais. Entenda melhor como usar os suplementos de alcachofra.

Possíveis efeitos colaterais e contraindicações

A alcachofra não deve ser consumida por pessoas com problemas na vesícula biliar, hepatite ou câncer no fígado. Da mesma forma que não é recomendado o consumo da planta por quem usa os medicamentos anticoagulantes, por crianças menores de 12 anos e por mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

O consumo de suplementos e chás preparados com a alcachofra podem causar dor de barriga, diarreia, gases, náuseas, fraqueza e azia em algumas pessoas.

Receitas com alcachofra 

1. Chá de alcachofra

Ingredientes:

  • 1 xícara (150ml) de água fervente;
  • 1 a 2 g de folhas de alcachofra. 

Modo de preparo:

Adicionar as folhas de alcachofra em uma xícara com água fervente e deixar repousar por 5 a 10 minutos. Coar o chá, deixar amornar e beber.

2. Alcachofra grelhada

Alcachofra: 7 benefícios e como consumir

Ingredientes:

  • 2 flores de alcachofra grandes;
  • 1 limão;
  • ¼ de xícara de chá de azeite;
  • 4 dentes de alho;
  • 1 litro de água filtrada;
  • 1 colher de chá de sal;
  • ½ colher de chá de pimenta do reino.

Modo de preparo:

Levar uma panela com a água e ½ colher de chá de sal ao fogo alto. Cortar o talo das alcachofras próximo à base e esfregar o limão para não escurecerem. Cortar as pontas com uma faca e aparar as pontas das folhas com uma tesoura. Cortar as alcachofras ao meio e retirar os pelinhos. Lavar bem as alcachofras. Quando a água estiver fervendo, acrescentar as alcachofras e um pouco do suco do limão. Tampar a panela e cozinhar em fogo baixo por 25 a 30 minutos ou até que fiquem macias.

Após, escorrer bem as alcachofras e em um recipiente, espremer o restante do limão e misturar com a pimenta, o azeite, o alho e o sal, e misturar bem nas alcachofras. Aquecer uma frigideira antiaderente e acrescentar as alcachofras, refogando de 5 a 10 minutos, virando e pincelando com o molho algumas vezes até que as pontas das folhas comecem a escurecer. Esperar amornar um pouco e servir.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • RONDANELLI Mariangela et al. Beneficial effects of artichoke leaf extract supplementation on increasing HDL-cholesterol in subjects with primary mild hypercholesterolaemia: a double-blind, randomized, placebo-controlled trial. International Journal of Food Sciences and Nutrition. 64. 1; 1-9, 2012
  • National Nutrient Database for Standard Reference Legacy Release/ United States Department of Agriculture Agricultural Research Service . Disponível em: <https://ndb.nal.usda.gov/ndb/foods/show/301713?manu=&fgcd=&ds=SR&q=Artichokes,%20(globe%20or%20french),%20raw>.
  • SANTOS, O, Heitor et al. The effect of artichoke on lipid profile: A review of possible mechanisms of action. Pharmacological Research. Vol.137. 170-178, 2018
  • RONDANELLI, Mariangela et al. Health-promoting properties of artichoke in preventing cardiovascular disease by its lipidic and glycemic-reducing action. Monaldi Archives for Chest Disease. Vol.80. 1.ed; 17-26, 2013
  • D’ANTUONO, Isabella, et al. Artichoke Polyphenols Produce Skin Anti-Age Effects by Improving Endothelial Cell Integrity and Functionality. Molecules. Vol.23. 11.ed; 1-13, 2018
  • PANAHI, Yunes et al. Efficacy of artichoke leaf extract in non-alcoholic fatty liver disease: A pilot double-blind randomized controlled trial. Phytotherapy Research. Vol.32. 7.ed; 1382-1387, 2018
  • EXAMINE.COM. Artichoke Extract. Disponível em: <https://examine.com/supplements/artichoke-extract/research/#interactions-with-organ-systems\_liver>. Acesso em 13 Ago 2021
  • CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DE SÃO PAULO. PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERÁPICOS. 2019. Disponível em: <http://www.crfsp.org.br/images/cartilhas/PlantasMedicinais.pdf>. Acesso em 13 Ago 2021
  • AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA - ANVISA. Formulário de fitoterápicos: farmacopéia brasileira 2ª edição. 2021. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/farmacopeia/formulario-fitoterapico/arquivos/2021-fffb2-final-c-capa2.pdf>. Acesso em 13 Ago 2021
  • BARROS, M, Dayane et al. Propriedades da Alcachofra com Ênfase na Composição Nutricional. Brazilian Journal of Development. Vol.6. 7.ed; 43449-43458, 2020
Mais sobre este assunto: