Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

7 possíveis causas de testículo inchado e o que fazer

Novembro 2019

O inchaço no testículo geralmente é sinal de que existe algum problema no local e, por isso, é muito importante consultar um urologista assim que se identifica uma diferença no tamanho do escroto, de forma a fazer o diagnóstico e iniciar o tratamento correto.

Na maior parte das vezes, o inchaço é provocado por um problema menos grave como hérnia, varicocele ou epididimite, mas também pode ser sinal de alterações mais urgentes como torção do testículo ou câncer, por exemplo.

7 possíveis causas de testículo inchado e o que fazer

1. Hérnia inguinal

A hérnia inguinal acontece quando uma porção do intestino consegue passar pelos músculos do abdômen e entra no escroto, causando inchaço acentuado associado a uma dor ligeira e constante, que não desaparece, e que piora ao levantar da cadeira ou curvar o corpo para a frente. Embora este problema seja mais comum em crianças e jovens adultos, pode acontecer em qualquer idade.

  • O que fazer: é recomendado consultar um cirurgião, que avaliará a hernia, para decidir se é necessário realizar uma cirurgia, para colocar o intestino no local correto. Dessa forma, sempre que se desconfiar de hérnia inguinal é recomendado ir ao hospital o mais rápido possível, uma vez que existe o risco de complicações graves como infecção e morte das células do intestino.

2. Varicocele

A varicocele consiste na dilatação das veias do testículo (muito semelhante ao que acontece com as varizes nas pernas) que pode provocar um inchaço nos testículos, mais frequentemente na parte superior, sendo a causa mais frequente de infertilidade masculina. Este tipo de alteração é mais comum no testículo esquerdo e, normalmente, não é acompanhada de outros sintomas, embora alguns homens possam sentir uma ligeira sensação de desconforto ou calor na região do escroto.

  • O que fazer: geralmente não é necessário tratamento, no entanto se existir dor é importante ir ao hospital ou consultar um urologista para iniciar o tratamento com remédios analgésicos, como Paracetamol ou Dipirona. Além disso, o médico também pode recomendar o uso de uma cueca especial, mais apertada, para suportar os testículos, e em alguns casos pode ser necessário realizar uma cirurgia. Saiba mais sobre o tratamento da varicocele.

3. Epididimite

A epididimite é uma inflamação do local onde os canais deferentes se ligam ao testículo, que pode se manifestar como um pequeno caroço na parte de cima do testículo. Esta inflamação geralmente acontece devido a uma infecção bacteriana transmitida pelo sexo anal desprotegido, mas também pode surgir em outros casos. Outros sintomas podem ser dor intensa, febre e calafrios.

  • O que fazer: a epididimite precisa ser tratada com o uso de antibióticos sendo, por isso, necessário consultar um urologista se existir suspeita desta infecção. O tratamento com antibióticos geralmente inclui uma injeção de ceftriaxona seguida de 10 dias de antibiótico oral em casa.
7 possíveis causas de testículo inchado e o que fazer

4. Orquite

A orquite é uma inflamação dos testículos que pode ser provocada por vírus ou bactérias, sendo normalmente causada pelo vírus da caxumba ou por bactérias de uma infecção urinária ou doença sexualmente transmissível, como a gonorreia ou clamídia. Nestes casos, pode ainda surgir febre, sangue no sêmen e dor ao urinar.

  • O que fazer: é preciso ir ao hospital para iniciar o tratamento adequado com antibióticos ou remédios anti-inflamatórios. Até lá, pode-se diminuir o desconforto com a aplicação de compressas geladas no local e repouso.

5. Hidrocele

O hidrocele é caracterizado pelo crescimento de uma bolsa preenchida por líquido dentro do escroto, ao lado do testículo. Esta alteração do testículo é mais comum em bebês, mas também pode acontecer em homens que sofram um traumatismo testicular, torção testicular ou epididimite, por exemplo. Entenda mais sobre o que é o hidrocele.

  • O que fazer: Embora, na maioria das vezes, o hidrocele desapareça sozinho entre 6 a 12 meses, sem precisar de um tratamento específico é recomendado ir ao hospital para confirmar o diagnóstico e excluir outras hipóteses mais graves.

6. Torção do testículo

A torção do testículo acontece quando o cordão responsável pelo fornecimento de sangue para os testículos é torcido, sendo uma situação de emergência, mais comum entre os 10 e os 25 anos, que causa inchaço e uma dor muito intensa na região dos testículos. Em alguns casos, essa torção pode não acontecer completamente e, por isso, a dor pode ser menos intensa ou surgir de acordo com os movimentos do corpo. Veja como pode acontecer uma torção do testículo.

  • O que fazer: é importante ir rapidamente ao hospital para iniciar o tratamento com cirurgia e evitar complicações graves como infertilidade, por exemplo.

7. Câncer de testículo

Um dos primeiros sintomas de câncer no testículo é o surgimento de um caroço ou o aumento do tamanho de um testículo em relação ao outro, podendo ser confundido com um inchaço. Nestes casos, é comum que não surja dor, mas pode ser notada uma alteração na forma e dureza dos testículos. Os fatores que aumentam o risco de desenvolver câncer no testículo são ter antecedentes familiares de câncer testicular ou ter HIV. Veja que outros sintomas podem indicar câncer no testículo.

  • O que fazer: o câncer deve ser identificado o mais cedo possível para aumentar as chances de cura. Por isso, se existir suspeita de câncer é recomendado marcar uma consulta no urologista para fazer os exames necessários e identificar o problema.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem