Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Câncer de testículo: 5 principais sintomas, causas e tratamento

O câncer no testículo é um tipo raro de tumor que surge principalmente em jovens entre os 15 e 35 anos. Além disso, o câncer de testículo é mais comum em homens que já sofreram traumatismo na região, como no caso de atletas, por exemplo.

Geralmente, o câncer desenvolve-se sem apresentar sintomas e, por isso, pode ser difícil de identificar. No entanto, os mais comuns incluem:

  1. Presença de nódulos duros e indolores do tamanho aproximado de uma ervilha;
  2. Aumento do tamanho e, consequentemente, do peso do testículo;
  3. Aumento das mamas ou sensibilidade na região;
  4. Um testículo mais duro do que o outro;
  5. Dor no testículo ao apalpá-lo ou dor no testículo após o contato íntimo.
Câncer de testículo: 5 principais sintomas, causas e tratamento

A melhor forma de identificar possíveis sinais de câncer é fazer regularmente o autoexame dos testículos no banho, por exemplo, pois ajuda a identificar algumas alterações precoces que podem vir a virar câncer.

Confira o passo a passo para fazer o autoexame testicular corretamente ou assista ao vídeo:

Caso surjam alterações no autoexame, é recomendado consultar um urologista para fazer exames de diagnóstico, como ultrassonografia, exames de sangue específicos ou tomografia, para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado, caso seja necessário.

Existem ainda outros problemas do testículo que podem causar sintomas muito semelhantes aos do câncer, especialmente a presença de um caroço, mas que são sinal de situações menos graves, como epididimite, cistos ou varicocele, mas que precisam ser tratadas adequadamente. Veja outras 7 causas de caroço no testículo.

Possíveis sinais de câncer testicular avançado

Quando o câncer já se encontra numa fase mais avançada, pode acabar se espalhando para outros locais do corpo e gerar outros sintomas como:

  • Dor constante no fundo das costas;
  • Sensação de falta de ar ou tosse frequente;
  • Dor constante na barriga;
  • Dor de cabeça frequente ou confusão.

Estes sinais são mais raros e normalmente indicam que o câncer se espalhou para outros locais como nódulos linfáticos, pulmão, fígado ou cérebro, por exemplo.

Nesta fase, o câncer é mais difícil de combater, no entanto, o tratamento é feito para tentar diminuir o tamanho da lesão e aliviar os sintomas.

Como confirmar o diagnóstico

A melhor forma de confirmar se realmente existe câncer no testículo é consultar um urologista. O médico, além de fazer uma avaliação física, identificar os sintomas e confirmar o histórico familiar, também pode pedir um ultrassom ou um exame de sangue para confirmar a presença de câncer. Além disso, pode ainda fazer uma biópsia do tecido de um dos testículos, caso pareçam existir alterações sugestivas de câncer.

Possíveis causas do câncer de testículo

A causa do câncer de testículo ainda não é completamente entendida, no entanto, existem alguns fatores que parecem aumentar o risco de um homem desenvolver este tipo de câncer. Os principais são:

  • Ter um testículo que não desceu;
  • Ter histórico familiar de câncer de testículo;
  • Já ter tido câncer em um testículo;
  • Ter entre 20 e 34 anos.

Além disso, ser de raça caucasiana também parece aumentar em até 5 vezes o risco de ter este tipo de câncer, quando comparando com a raça negra, por exemplo.

Câncer de testículo: 5 principais sintomas, causas e tratamento

Como é feito o tratamento

O tratamento para o câncer de testículo depende da evolução da doença, pois pode variar entre radioterapia, quimioterapia ou cirurgia. No entanto, o câncer no testículo tem cura na maioria dos casos, mesmo quando se formaram metástases.

Assim, o tratamento normalmente é iniciado com cirurgia para retirar o testículo afetado e todo as células cancerígenas, sendo o suficiente nos casos menos desenvolvidos do câncer. Já nos casos mais avançados, pode ser necessário fazer radioterapia ou quimioterapia após a cirurgia, para eliminar as restantes células tumorais que podem ter ficado.

Após o tratamento, o urologista marca várias consultas para fazer exames de sangue e tomografias, de forma a avaliar se o câncer foi completamente eliminado.

O tratamento provoca infertilidade?

Geralmente, o homem só fica infértil quando é necessário retirar os dois testículos, o que acontece em poucos casos. No entanto, nestes casos é possível preservar alguns espermatozoides em laboratórios especializados antes da cirurgia, que depois podem ser utilizados para fazer inseminação artificial, por exemplo, permitindo ter filhos.

Fases de estadiamento do câncer de testículo

Existem 4 estádios principais no desenvolvimento do câncer no testículo:

  • Estádio 0: o câncer encontra-se apenas nos túbulos seminíferos no interior do testículo e não se alastrou para outras partes, nem para os nódulos linfáticos.
  • Estádio I: as células cancerígenas cresceram para fora dos túbulos seminíferos e, por isso, podem estar afetando as estruturas próximas do testículo, no entanto, o câncer ainda não chegou nos nódulos linfáticos;
  • Estádio II: o câncer pode ter crescido para fora do testículo ou o tamanho não pode ser avaliado corretamente. Além disso, pode ter-se espalhado para um ou mais nódulos linfáticos;
  • Estádio III: o câncer pode ter crescido para fora do testículo, mas o tamanho não pode ser avaliado corretamente. O câncer também poderá ter chegado nos nódulos linfáticos e outras estruturas próximas.

Normalmente, quanto mais avançado o estádio do câncer mais difícil poderá ser o tratamento, podendo ser necessário remover os testículos para obter a cura.

Bibliografia >

  • GOLDMAN, Lee; SCHAFER, Andrew I.. Goldman-Cecil Medicina. 25 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018. p. 1392-1394.
  • Townsend, Courtney M. et al . Sabiston tratado de cirurgia : a base biológica da prática cirúrgica moderna. 20 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2019. p. 2101-2103.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem