Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

5 principais sintomas de Câncer Testicular e Como tratar

O câncer no testículo é um tipo raro de tumor que surge principalmente em jovens entre os 15 e 35 anos. Além disso, o câncer testicular é mais comum em homens que já sofreram um forte traumatismo ou vários traumatismos na região, como no caso de atletas, por exemplo.

Geralmente, o câncer desenvolve-se muito lentamente e, por isso, os sintomas de câncer testicular podem ser difficiles de identificar. No entanto, os mais comuns incluem:

  1. Presença de nódulos duros e indolores do tamanho aproximado de uma ervilha;
  2. Aumento do tamanho e, consequentemente, do peso do testículo;
  3. Aumento das mamas ou sensibilidade na região;
  4. Um testículo mais duro do que o outro;
  5. Dor no testículo ao apalpá-lo ou dor no testículo após o contato íntimo.
5 principais sintomas de Câncer Testicular e Como tratar

A melhor forma de identificar possíveis sinais de câncer testicular é fazer regularmente o autoexame dos testículos no banho, por exemplo, pois ajuda a identificar algumas alterações precoces que podem vir a virar câncer. Veja o passo-a-passo de como fazer corretamente o autoexame dos testículos.

Caso surjam alterações no autoexame, é recomendado consultar um urologista para fazer exames de diagnóstico, como raio X, exames de sangue específicos ou tomografia, para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado, caso seja necessário.

Existem ainda outros problemas do testículo que podem causar sintomas muito semelhantes aos do câncer, especialmente a presença de um caroço, mas que são sinal de situações menos graves, como epididimite ou vericocele, mas que precisam ser tratadas adequadamente. Veja outras 7 causas de caroço no testículo.

Possíveis sinais de câncer testicular avançado

Quando o câncer já se encontra numa fase mais avançada, pode acabar se espalhando para outros locais do corpo e gerar outros sintomas como:

  • Dor constante no fundo das costas;
  • Sensação de falta de ar ou tosse frequente;
  • Dor constante na barriga;
  • Dor de cabeça frequente ou confusão.

Estes sinais são mais raros e normalmente indicam que o câncer conseguir se espalhar para outros locais como nódulos linfáticos, pulmão, fígado ou cérebro, por exemplo.

Nesta fase, o câncer é mais difícil de combater, no entanto, o tratamento é feito para tentar diminuir o tamanho do câncer e aliviar os sintomas.

Como confirmar o diagnóstico

A melhor forma de confirmar se realmente existe câncer no testículo é consultar um urologista. Este médico, além de fazer uma avaliação física, identificar os sintomas e confirmar o histórico familiar também pode pedir um ultrassom ou um exame de sangue para confirmar a presença de câncer. Além disso, pode ainda fazer uma biópsia do tecido de um dos testículos, caso pareçam existir alterações sugestivas de câncer.

5 principais sintomas de Câncer Testicular e Como tratar

Possíveis causas do câncer testicular

A causa do câncer de testículo ainda não é completamente entendida, no entanto, existem alguns fatores que parecem aumentar o risco de um homem desenvolver este tipo de câncer. Os principais são:

  • Ter um testículo que não desceu;
  • Ter histórico familiar de câncer de testículo;
  • Estar infectado por HIV;
  • Já ter tido câncer em um testículo;
  • Ter entre 20 e 34 anos.

Além disso, ser de raça caucasiana também parece aumentar em até 5 vezes o risco de ter este tipo de câncer, quando comparando com a raça negra, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento para o câncer testicular depende da evolução da doença, pois pode variar entre radioterapia, quimioterapia ou cirurgia. No entanto, o câncer no testículo tem cura na maioria dos casos, mesmo quando se formaram metástases.

Assim, o tratamento normalmente é iniciado com cirurgia para retirar o testículo afetado e todo as células cancerígenas, sendo o suficiente nos casos menos desenvolvidos do câncer. Já nos casos mais avançados, pode ser necessário fazer radioterapia ou quimioterapia após a cirurgia, para eliminar as restantes células tumorais que podem ter ficado.

Após o tratamento, o urologista marca várias consultas para fazer exames de sangue e tomografias, de forma a avaliar se o câncer foi completamente eliminado.

Veja melhor quais as opções disponíveis para o tratamento do câncer de testículo.

O tratamento provoca infertilidade?

Geralmente, o homem só fica infértil quando é necessário retirar os dois testículos, o que acontece em poucos casos. No entanto, nestes casos é possível preservar alguns espermatozoides em laboratórios especializados antes da cirurgia, que depois podem ser utilizados para fazer inseminação artificial, por exemplo, permitindo ter filhos.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...