Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas e tratamento do espermatocele

O espermatocele, também conhecido como cisto seminal ou cisto epididimal, é uma pequena bolsa que se desenvolve no epidídimo, que é o local onde o canal que transporta o esperma se liga ao testículo. Nesta bolsa existe o acúmulo de pequenas quantidades de espermatozoides e, por isso, pode indicar uma obstrução em um dos canais, embora nem sempre seja possível identificar a causa.

Na maioria dos casos, o espermatocele não causa qualquer tipo de dor, sendo apenas identificado com a palpação dos testículos durante o banho, por exemplo.

Embora seja quase sempre benigno, esta alteração deve ser sempre avaliada por um urologista, uma vez que esse tipo de alteração também pode ser sinal de um tumor maligno, mesmo que em casos mais raros. Normalmente, o espermatocele não reduz a fertilidade do homem e, por isso, também pode não precisar de tratamento.

Sintomas e tratamento do espermatocele

Principais sintomas

O principal sinal do espermatocele é o surgimento de um pequeno caroço junto do testículo, que pode ser movido, mas que não dói. No entanto, se continuar crescendo ao longo do tempo, pode começar a produzir outros sintomas como:

  • Dor ou desconforto no lado do testículo afetado;
  • Sensação de peso na região íntima;
  • Presença de caroço grande junto do testículo.

Quando é identificada qualquer alteração no testículo, mesmo que não existam outros sintomas, é muito importante consultar um urologista para despistar outras causas mais graves, como torção do testículo ou até câncer, por exemplo.

Como é feito o tratamento

Uma vez que a maior parte dos espermatoceles não provoca qualquer tipo de complicação ou desconforto, geralmente não é necessário qualquer tipo de tratamento. No entanto, o urologista pode marcar consultas frequentes, cerca de 2 vezes por ano, para avaliar o tamanho do cisto e garantir que não está sofrendo alterações que possam indicar malignidade.

Já se o espermatocele provocar desconforto ou dor durante o dia-a-dia o médico pode receitar o uso de remédios para diminuir a inflamação, como Ibuprofeno ou Acetominofeno. Após usar estes remédios por 1 ou 2 semanas, o sintomas podem desaparecer completamente e, se isso acontecer, não é necessário mais tratamento. Porém, se os sintomas se mantiverem pode ser ainda recomendado fazer uma pequena cirurgia.

Cirurgia para espermatocele

A cirurgia para tratar um espermatocele, também conhecida como espermatoceloctomia, normalmente é feita com anestesia geral e serve para que o médico consiga separar e retirar o espermatocele do epididimo. Após a cirurgia, normalmente é preciso utilizar uma cueca feita de ligaduras que ajuda a manter a pressão no local, evitando que o corte possa abrir ao se movimentar, por exemplo.

Durante a recuperação é ainda recomendado ter alguns cuidados como:

  • Aplicar compressas geladas na região íntima;
  • Tomar os medicamentos receitados pelo médico;
  • Evitar molhar a região íntima até retirar os pontos;
  • Fazer o tratamento da ferida no posto de saúde ou hospital.

Embora seja raro, após a cirurgia podem surgir algumas complicações, especialmente infertilidade caso exista alguma lesão no epididimo. Por isso, é muito importante selecionar uma clínica de urologia certificada com um médico cirurgião com bastante experiência.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...