Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a Hérnia inguinal e como tratar

A hérnia inguinal é uma protuberância que surge na região da virilha, mais frequente em homens, que geralmente se deve a uma parte do intestino que se sai através de um ponto fraco dos músculos abdominais.

Existem 2 tipos principais de hernia inguinal:

  • Hérnia inguinal direta: é mais comum nos adultos e idosos, acontecendo após fazer esforços que aumentam a pressão na barriga;
  • Hérnia inguinal indireta: é mais comum nos bebês e crianças porque acontece por um problema congênito na parede abdominal.

Em ambos os casos o tratamento é feito com cirurgia, para recolocar o intestino no local correto e fortalecer os músculos do abdômen, para que não volte a acontecer.

O que é a Hérnia inguinal e como tratar

Principais sintomas

Os sintomas mais comuns da hérnia inguinal são:

  • Protuberância ou inchaço na região da virilha;
  • Dor ou desconforto na virilha ao levantar-se, curvar-se ou levantar peso;
  • Sensação de peso na virilha.

Nos bebês, a hérnia pode ser mais difícil de identificar porque pode não existir uma saliência na virilha na hora de trocar a fralda. No entanto, uma forma de avaliar a presença da hérnia é observar a região quando o bebê chora, já que a pressão provocada pelo choro torna a hérnia mais visível.

Já nos homens, além dos sintomas clássicos da hérnia, também pode surgir uma dor aguda que irradia para os testículos.

Em quase todos os casos de hérnia, o intestino pode ser empurrado manualmente para o interior do abdômen, aliviando os sintomas, mas é sempre necessário fazer cirurgia para corrigir definitivamente o problema. Quando a hérnia não volta para o interior do abdômen, existe um elevado risco de encarceramento, em que o intestino fica preso e pode ocorrer morte dos tecidos.

Sintomas de hérnia encarcerada

Nos casos em que o intestino fica preso, podem surgir sintomas como:

  • Vômito;
  • Distensão abdominal;
  • Ausência de fezes;
  • Inchaço da região inguinal.

Este tipo de complicação é mais frequente em bebês, pois muitas vezes a hérnia é difícil de identificar e, por isso, como o tratamento não é iniciado, a hérnia vai piorando ao longo do tempo. Assim, é aconselhado que, se existir suspeita de hérnia no bebê, se consulte o pediatra o mais rápido possível.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de hérnia normalmente é feito pelo médico apenas com a observação do local, porém, em alguns casos, pode ser preciso fazer uma ressonância magnética ou uma ressonância para confirmar o diagnóstico.

Como é a ​cirurgia para hernia inguinal

A cirurgia para hernia inguinal é a melhor forma de tratamento, sendo indicada especialmente quando ela apresenta sintomas. A cirurgia é realizada sob anestesia local ou raquidiana e dura cerca de 2 horas. Em alguns casos o médico poderá colocar uma espécie de "rede" no local para evitar que a hérnia reapareça.

A recuperação é relativamente rápida, mas deve-se ter alguns cuidados como:

  • Evitar esticar o tronco até a completa cicatrização da ferida;
  • Não segurar em mais de 2 kg de peso;
  • Não dormir de barriga para baixo;
  • Aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras, para evitar o esforço para evacuar;

Além disso, também é aconselhado que durante o primeiro mês se evite ficar muito tempo sentado, não sendo, por isso, recomendado dirigir. 

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...