Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Síndrome de Horner

A síndrome de Horner, também conhecida por paralisia óculo-simpática, é uma doença rara causada por uma interrupção da transmissão nervosa do cérebro para o rosto e olho em um lado do corpo, resultando numa diminuição do tamanho da pupila, pálpebra descaída e diminuição do suor do lado do rosto afetado.

Esta síndrome pode resultar de um problema médico, tal como AVC, um tumor ou lesão da espinhal medula, por exemplo, ou mesmo de uma causa desconhecida. A resolução da síndrome de Horner consiste no tratamento da causa que a origina.

O que é Síndrome de Horner

Quais os sintomas

Os sinais e sintomas que posem ocorrer em pessoas que sofrem de síndrome de Horner são:

  • Miose, que consiste numa diminuição do tamanho da pupila;
  • Anisocoria, que consiste numa diferença de tamanho da pupila entre os dois olhos;
  • Atraso na dilatação da pupila do olho afetado;
  • Pálpebra caída no olho afetado;
  • Elevação da pálpebra inferior;
  • Diminuição ou ausência de produção de suor do lado afetado.

Quando esta doença se manifesta em crianças, podem ainda manifestar-se sintomas como alteração da cor da íris do olho afetado, que pode ficar mais clara, principalmente em crianças com menos de um ano, ou falta de vermelhidão no lado afetado do rosto, que apareceria normalmente em situações como exposição ao calor ou reações emocionais.

Possíveis causas

A síndrome de Horner é causada por uma lesão dos nervos faciais relacionados com o sistema nervoso simpático, que é responsável por regular a frequência cardíaca, tamanho das pupilas, transpiração, pressão sanguínea e outras funções que são ativadas a alterações no meio.

A causa desta síndrome pode não ser identificada, no entanto algumas das doenças que podem provocar danos nos nervos faciais e causar síndrome de Horner são AVC, tumores, doenças que provocam perda de mielina, lesões na medula espinhal, câncer de pulmão, lesões na aorta, carótida ou veia jugular, cirurgia na cavidade torácica, enxaquecas ou cefaleia em salvas. Veja como saber se é enxaqueca ou cefaleia em salvas.

Em crianças, as causas mais comuns da síndrome de Horner são lesões no pescoço ou ombros do bebê durante o parto, defeitos na aorta já presentes no nascimento ou tumores.

Como é feito o tratamento

Não existe um tratamento específico para a síndorme de Horner. Geralmente, esta síndrome desaparece quando a doença que lhe dá origem é tratada.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...