Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Remédios para psoríase

A psoríase é uma doença crônica e incurável, porém, é possível aliviar os sintomas e prolongar a remissão da doença por longos períodos de tempo com um tratamento adequado.

O tratamento para psoríase depende do tipo, localização e extensão das lesões, podendo ser feito com cremes ou pomadas com corticoides e retinoides ou remédios de uso oral, como ciclosporina, metotrexato ou acitretina, por exemplo, mediante recomendação do médico.

Além do tratamento farmacológico, também é importante hidratar diariamente a pele, especialmente as regiões afetadas, assim como evitar produtos muito abrasivos que causem irritação da pele e ressecamento excessivo.

Remédios para psoríase

Alguns dos remédios que geralmente são prescritos pelo médico para o tratamento da psoríase são:

Remédios tópicos

1. Corticoides

Os corticoides tópicos são eficazes no tratamento dos sintomas, principalmente quando a doença esta limitada a uma pequena região, podendo ser associados ao calcipotriol e aos remédios de ação sistêmica.

Alguns exemplos de corticoides tópicos usados no tratamento da psoríase são o clobetasol em creme ou solução capilar a 0,05% e a dexametasona creme a 0,1%, por exemplo.

Quem não deve usar: pessoas com hipersensibilidade aos componentes, com lesões cutâneas causadas por vírus, fungos ou bactérias, pessoas com rosácea ou dermatite perioral não controladas.

Possíveis efeitos colaterais: coceira, dor e queimação na pele.

2. Calcipotriol

O calcipotriol é um análogo da vitamina D, que na concentração de 0,005% está indicado para o tratamento da psoríase, já que contribui para a diminuição da formação das placas psoriásicas. Na maior parte dos casos, o calcipotriol é usado em associação a um corticoide.

Quem não deve usar: pessoas com hipersensibilidade aos componentes e hipercalemia.

Possíveis efeitos colaterais: irritação da pele, erupção cutânea, formigamento, queratose, coceira, eritema e dermatite de contato.

3. Hidratantes e emolientes

Os cremes e pomadas emolientes devem ser usados diariamente, sobretudo como um tratamento de manutenção após o uso de corticosteroides, o que contribui para evitar as recidivas em pessoas com psoríase leve.

Estes cremes e pomadas devem conter ureia em concentrações que podem variar ente 5% a 20% e/ou ácido salicílico em concentrações entre 3% e 6%, de acordo com o tipo de pele e a quantidade de escamas.

Remédios para psoríase

Remédios de ação sistêmica

1. Acitretina

A acitretina é um retinoide geralmente indicado para tratar formas graves de psoríase quando é necessário evitar imunossupressão e está disponível em doses de 10 mg ou 25 mg.

Quem não deve usar: pessoas com hipersensibilidade aos componentes, gestantes e mulheres que desejam engravidar nos próximos anos, lactantes e pessoas com insuficiência hepática ou renal graves.

Possíveis efeitos colaterais: dor de cabeça, ressecamento e inflamação das mucosas, boca seca, sede, surgimento de aftas, distúrbios gastrointestinais, queilite, coceira, queda de cabelo, descamação em todo o corpo, dor muscular, aumento do colesterol e triglicerídeos no sangue e edema generalizado.

2. Metotrexato

O metotrexato é indicado para o tratamento da psoríase grave, já que diminui a proliferação e a inflamação das células da pele. Este remédio está disponível em comprimidos de 2,5 mg ou ampolas de 50 mg/2mL.

Quem não deve usar: pessoas com hipersensibilidade aos componentes, grávidas e lactantes, pessoas com cirrose, doença etílica, hepatite ativa, insuficiência hepática, infecções graves, síndromes de imunodeficiência, aplasia ou hipoplasia medular, trombocitopenia ou anemia relevante e úlcera gástrica aguda.

Possíveis efeitos colaterais: dor de cabeça intensa, rigidez de nuca, vômitos, febre, vermelhidão da pele, aumento do ácido úrico, redução no número de espermatozoides nos homens, aftas, inflamação na língua e na gengiva, diarreia, redução na contagem de glóbulos brancos e plaquetas, insuficiência renal e faringite.

3. Ciclosporina

A ciclosporina é um remédio imunossupressor indicado para tratar a psoríase moderada a severa, não devendo exceder os 2 anos de tratamento.

Quem não deve usar: pessoas com hipersensibilidade aos componentes, hipertensão grave, instável e incontrolável com remédios, infecções ativas e câncer.

Possíveis efeitos colaterais: distúrbios renais, hipertensão e enfraquecimento do sistema imune.

4. Agente biológicos

Nos últimos anos, tem aumentado o interesse em desenvolver agentes biológicos com propriedades imunossupressoras mais seletivas que a ciclosporina, com o objetivo de melhorar o perfil de segurança dos medicamentos para a psoríase.

Alguns exemplos de agentes biológicos recentemente desenvolvidos para o tratamento da psoríase são:

  • Adalimumabe;
  • Etanercepte;
  • Infliximabe;
  • Ustecinumabe;
  • Secucinumabe.

Esta nova classe de medicamentos consiste em proteínas ou anticorpos monoclonais produzidos por organismos, através do uso de biotecnologia recombinante, que revelaram uma melhoria das lesões e redução da sua extensão.

Quem não deve usar: pessoas com hipersensibilidade aos componentes, com insuficiência cardíaca, donça desmielinizante, história recente de neoplasia, infecção ativa, uso de vacinas vivas atenuadas e grávidas.

Possíveis efeitos colaterais: reações no local de injeção, infecções, tuberculose, reações cutâneas, neoplasias, doenças desmielinizantes, dor de cabeça, tonturas, diarreia, coceira, dores musculares e cansaço.

Bibliografia >

  • COMISSÃO NACIONAL DE INCORPORAÇÃO DE TECNOLOGIAS NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Psoríase . 2013. Disponível em: <http://conitec.gov.br/images/Protocolos/Psoriase.pdf>. Acesso em 30 Out 2019
  • Longo, DL et al.. Harrison’s Principles of Internal Medicine. 19th ed. New York: McGraw-Hill, 2015. 399.
  • MAGALHÃES, Teresa Nunes de Moura Pinto. PSORÍASE: ABORDAGEM TERAPÊUTICA E PERSPETIVAS FUTURAS. Tese de Mestrado, 2016. Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra.
  • NEOQUÍMICA. PROPIONATO DE CLOBETASOL. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=11044192013&pIdAnexo=1924816>. Acesso em 30 Out 2019
  • LEO PHARMA LTDA. Daivonex® (Calcipotriol). 2011. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=10537942013&pIdAnexo=1902480>. Acesso em 30 Out 2019
  • TEVA FARMACÊUTICA LTDA.. NEOTIGASON® (acitretina). 2019. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=6516932019&pIdAnexo=11323986>. Acesso em 30 Out 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem