Remédios para má digestão: de farmácia e caseiros

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
janeiro 2022

Os remédios para má digestão, como o bicarbonato de sódio, o hidróxido de alumínio ou a alcachofra, ajudam a aliviar os sintomas da má digestão, como excesso de gases ou arrotos, azia, sensação de estômago cheio ou náuseas, pois reduzem rapidamente a acidez do estômago ou estimulam a produção de bile, acelerando a digestão. 

A má digestão pode ocorrer depois de exageros alimentares e da mistura de alimentos ricos em fibras com alimentos ricos em gordura, por exemplo, mas também pode ocorrer devido a problemas de saúde mais sérios como gastrite, úlcera ou gordura no fígado. Confira outras causas da má digestão

Os remédios para má digestão podem ser comprados em farmácias ou drogarias e geralmente são vendidos sem receita médica. No entanto, é importante consultar um  clínico geral ou endocrinologista para avaliar a causa da má digestão e indicar o melhor remédio de forma individualizada, assim como a forma de uso mais adequada. 

Remédios de farmácia 

Os remédios para má digestão que podem ser comprados na farmácia podem ser a base de produtos naturais ou de substâncias artificiais que ajudam a diminuir a azia e melhorar a digestão, como por exemplo:

1. Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio quando está diluído em água tem efeito alcalinizante no tubo digestivo, neutralizando rapidamente o ácido do estômago e aliviando temporariamente o desconforto da má digestão como azia ou sensação de queimação no estômago.

O uso do bicarbonato de sódio não deve ultrapassar 3 colheres de chá por dia, podendo ser utilizado no máximo por 2 semanas. 

2. Carbonato de sódio

Os remédios com carbonato de cálcio, geralmente estão associados ao bicarbonato de sódio e ácido cítrico, pois agem neutralizando a acidez do estômago, permitindo o alívio rápido da má digestão como sensação de peso no estômago, azia ou sensação de queimação. 

Esses remédios podem ser encontrados com os nomes comerciais Sonrisal ou o Sal de Frutas Eno e não devem ser usados por mais de 14 dias seguidos, pois podem causar complicações como a alcalose, que é uma condição que necessita atenção médica hospitalar. Assim, se os sintomas persistirem, é recomendado consultar um médico que pode orientar o tratamento mais adequado.

3. Hidróxido de alumínio

O hidróxido de alumínio tem ação antiácida rápida, e geralmente está associado ao hidróxido de magnésio e carbonato de cálcio ou simeticona, pois juntos ajudam a aliviar os sintomas da má digestão como sensação de estômago cheio, azia, queimação ou excesso de gases ou arrotos. 

Esses remédios podem ser encontrados com os nomes comerciais Estomazil ou Mylanta Plus, por exemplo, e não devem ser usados por crianças ou mulheres grávidas.

4. Hidróxido de magnésio

O hidróxido de magnésio é um antiácido que age reduzindo rapidamente a acidez do estômago ajudando a aliviar os sintomas da má digestão, como azia ou queimação do estômago, tendo também efeito laxante, melhorando o trânsito intestinal, aliviando a prisão de ventre que pode ocorrer na má digestão.

Esse remédio pode ser encontrado com o nome comercial Leite de Magnésia e não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação ou por pessoas que tenham doenças nos rins. Saiba como usar o leite de magnésia.  

5. Salicilato de bismuto

O salicilato de bismuto é um remédio antiácido e antidiarréico, que ajuda a normalizar o ácido e os fluidos do estômago, sendo indicado para aliviar a má digestão, especialmente quando acontece devido gastrite ou úlcera relacionados à infecção pelo H. pylori.

Esse remédio pode ser encontrado com o nome comercial Peptozil e deve ser usado com indicação médica, junto com outros remédios para o tratamento do H. pylori. Veja como é feito o tratamento do H. pylori

6. Comprimidos de alcachofra 

A alcachofra é um remédio que ajuda a facilitar a digestão e aliviar o desconforto abdominal, excesso de gases e arrotos, causados pela má digestão, especialmente nos casos de deficiência na produção e eliminação da bile, que é uma enzima que participa da digestão, especialmente de gorduras.

Esse remédio pode ser encontrado na forma de comprimidos, com o nome comercial Alcachofra Multilab, e não deve ser usado por crianças com menos de 12 anos, mulheres grávidas ou em amamentação ou por pessoas que tenham pedra na vesícula ou alergia à alcachofra.

7. Comprimidos de cáscara sagrada

A cáscara sagrada geralmente está associada ao ruibarbo e boldo, pois agem estimulando a produção e a eliminação da bile, ajudando a aliviar os sintomas da má digestão. Além disso, esse remédio também tem um efeito laxante suave, que permite aumentar os movimentos intestinais e aliviar a prisão de ventre relacionada a má digestão. 

​​Esse remédio pode ser encontrado na forma de comprimidos com o nome comercial Eparema e não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham problemas gastrointestinais, como úlceras, doenças intestinais inflamatórias agudas, síndrome do intestino irritável ou obstrução intestinal.

Opções de remédios caseiros

Alguns remédios caseiros, como o chá de hortelã, o chá de boldo ou o chá de erva-doce podem ser usados para aliviar a má digestão, pois reduzem a produção de gases estomacais, melhoram a sensação de estômago cheio ou desintoxicam o organismo, proporcionando alívio para a má digestão.

Esses chás podem ser consumidos mornos ou frios mas não devem ser adoçados com mel ou açúcar porque estes podem agravar a indigestão. Veja como preparar os remédios caseiros para má digestão.

Má digestão na gravidez

Os remédios para má digestão, de venda livre em farmácias, não devem ser usados durante a gravidez, sem o conhecimento e indicação do obstetra. 

Desta forma, algumas medidas podem ser feitas para aliviar a má digestão durante a gravidez, como:

  • Tomar o chá de gengibre para aliviar os sintomas;
  • Tomar pequenos golinhos de água fria com algumas gotas de limão;
  • Evitar o consumo de produtos ricos em gordura, como pizza, lasanha, bacon, linguiça e carnes vermelhas;
  • Evitar beber líquidos juntamente com as refeições, pois deixam o estômago mais cheio e retardam a digestão;
  • Mastigar bem os alimentos e comer sem pressa;
  • Comer em pequenas quantidades e em intervalos menores de 2 a 3 horas;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Colocar um calço de 10 cm na cabeceira da cama para evitar a má digestão noturna. 

Também deve-se evitar usar roupas apertadas que comprimam o estômago, e deitar-se logo após as refeições, pois isso deixa a digestão mais lenta e aumenta o risco de refluxo. Quando este desconforto é frequente deve-se informar o obstetra. Veja outras formas de aliviar a má digestão na gravidez.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em janeiro de 2022. Revisão clínica por Flávia Costa - Farmacêutica, em janeiro de 2022.

Bibliografia

  • COSMED INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS E MEDICAMENTOS S.A. Peptozil (salicilato de bismuto monobasico). 2016. Disponível em: <https://docs.google.com/gview?url=https://uploads.consultaremedios.com.br/drug_leaflet/Bula-Peptozil-Paciente-Consulta-Remedios.pdf?1583774280&embedded=true>. Acesso em 03 jan 2022
  • TAKEDA. Eparema (cáscara sagrada, boldo e ruibarbo). Disponível em: <https://docs.google.com/gview?url=https://uploads.consultaremedios.com.br/drug_leaflet/Bula-Eparema-Paciente-Consulta-Remedios.pdf?1585843753&embedded=true>. Acesso em 03 jan 2022
Mostrar bibliografia completa
  • JOHNSON & JOHNSON INDUSTRIAL LTDA. Mylanta Plus (hidróxido de alumínio + hidróxido de magnésio + simeticona). Disponível em: <https://www.saudedireta.com.br/catinc/drugs/bulas/mylantaplus.pdf>. Acesso em 03 jan 2022
  • GLAXOSMITHKLINE. Leite de Magnésia Phillips (hidróxido de magnésio). 2015. Disponível em: <https://docs.google.com/gview?url=https://uploads.consultaremedios.com.br/drug_leaflet/Bula-Leite-de-Magnesia-Phillips-Paciente-Consulta-Remedios.pdf?1566593381&embedded=true>. Acesso em 03 jan 2022
  • COSMED INDÚSTRIA DE COSMÉTICOS E MEDICAMENTOS S.A. Estomazil (carbonato de cálcio + hidroxido de aluminio + hidroxido de magnesio). Disponível em: <https://docs.google.com/gview?url=https://uploads.consultaremedios.com.br/drug_leaflet/Bula-Estomazil-Pastilha-Paciente-Consulta-Remedios.pdf?1593624716&embedded=true>. Acesso em 03 jan 2022
  • GLAXOSMITHKLINE. Sal de Frutas Eno ((bicarbonato de sódio, carbonato de sódio, ácido cítrico). 2021. Disponível em: <https://br.gsk.com/media/6945/bula-do-paciente-sal-de-fruta-eno.pdf>. Acesso em 03 jan 2022
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.