Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Remédios para arrotos: opções caseiras e de farmácia

dezembro 2022
  1. Remédios caseiros
  2. Remédios de farmácia
  3. Quando ir ao médico

Os remédios para arroto, como a simeticona ou a metoclopramida com dimeticona e pepsina, podem ser indicados pelo médico pois ajudam a eliminar o excesso de gases no estômago, acelerar os movimentos gastrointestinais ou facilitar a digestão de alimentos, ajudando a aliviar o inchaço na barriga, a dor ou o desconforto abdominal, por exemplo.

Esses remédios geralmente agem de forma rápida, porém também existem opções de remédios caseiros para arrotos que podem ser usados na forma de chá para aliviar os gases, como o chá de boldo ou o chá de camomila, podendo ter menos efeitos colaterais.

Os arrotos normalmente acontecem por se engolir ar em excesso ao falar, comer ou beber e, mas também podem ser causados por problemas de saúde, como gastrite, refluxo gastroesofágico ou infecção por H. pylori, por exemplo. Por isso, é importante consultar o gastroenterologista, principalmente nos casos de arrotos constantes ou quando são acompanhados de náuseas, vômitos ou azia. Veja as principais causas de arrotos constantes.

Imagem ilustrativa número 1

Remédios caseiros para arrotos

Algumas opções de remédios caseiros para arrotos são:

1. Chá de boldo

O chá de boldo é a opção natural perfeita para facilitar a digestão e diminuir a quantidade de gases no estômago, podendo ser usado depois de uma refeição muito pesada.

Ingredientes

  • 1 colher (chá) de folhas de boldo picadas;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Colocar a água fervente sobre as folhas de boldo e deixar repousar por 5 a 10 minutos. Tampar e esperar amornar, coar e beber a seguir. Pode-se tomar este chá 3 vezes ao dia ou sempre que notar os sintomas de má digestão, como arrotos frequentes e sensação de estômago cheio. Veja outros benefícios do chá de boldo.

O chá de boldo não deve ser usado por bebês, crianças, mulheres grávidas ou em amamentação ou por pessoas com hepatite aguda, pedra na vesícula, inflamação das vias biliares, pancreatite, câncer de fígado ou da vesícula biliar.

2. Chá de manjerona

O chá de manjerona contém substâncias calmantes que ajudam a tratar problemas e espasmos gástricos, como arrotos.

Ingredientes

Modo de preparo

Fazer uma infusão da manjerona na água fervente e deixar repousar por 10 minutos. Depois coar e tomar 4 xícaras ao dia, durante 3 dias.

O chá de manjerona não deve ser usado na gravidez e nem por meninas de até 12 anos, pois essa planta pode levar a alterações hormonais que podem influenciar no desenvolvimento do bebê ou na puberdade da menina, por exemplo.

3. Chá de camomila

A camomila é um ótimo remédio caseiro para arrotos, pois ela tem propriedades calmantes que ajudam na digestão, distensão abdominal e arrotos.

Ingredientes

  • 10 g de camomila (Matricaria recutita);
  • 500 ml de água.

Modo de preparo

Ferver os ingredientes em uma panela durante 10 minutos. Depois deixar amornar, coar e tomar 4 xícaras por dia, até que os arrotos desapareçam.

O chá de camomila não deve ser usado por pessoas com alergia à camomila e a plantas da mesma família da camomila, como margarida, ambrósia e crisântemos. Esse chá também não é indicado para bebês menores de 6 meses.

Além disso, pessoas que estejam usando anticoagulantes, sedativos, analgésicos ou outros medicamentos, devem falar com um médico antes de tomar o chá de camomila, porque essa planta pode alterar os efeitos de alguns remédios.

4. Chá de sementes de mamão

O remédio caseiro para arrotos com sementes de mamão possui papaína e pepsina, que são enzimas promovem o funcionamento do sistema digestivo, combatendo úlceras, má digestão e arrotos.

Ingredientes

  • 10 g de sementes de mamão secas;
  • 500 ml de água.

Modo de preparo

Colocar os ingredientes em uma panela e deixar ferver por 5 minutos. Depois desligar o fogo e deixar descansar por mais 5 minutos. Coar e beber 1 xícara após as refeições.

O chá de sementes de mamão não deve ser usado por mulheres grávidas, pois pode causar contrações uterinas e provocar aborto. Além disso, esse chá não deve ser usado por pessoas que usam remédios anticoagulantes, já que podem aumentar o risco de hemorragias. Veja outras opções de chás para eliminar gases.

Assista o vídeo seguinte e veja outras dicas para acabar com os arrotos constantes:

Remédios de farmácia para arrotos

Os remédios de farmácia geralmente são indicados pelo médico para auxiliar no tratamento de condições de saúde que podem causar excesso de gases no estômago e arrotos constantes, sendo os principais:

1. Simeticona

A simeticona é um remédio que ajuda a reduzir a retenção de gases pois age rompendo as bolhas que retêm os gases facilitando a sua eliminação e ajudando a aliviar o desconforto, a dor e a pressão causada pelo excesso de gases no estômago ou no intestino.

Esse remédio não deve ser usado no caso de alergia aos componentes da fórmula e nos casos de obstrução ou perfuração intestinal. Além disso, durante a gravidez ou amamentação, a simeticona deve ser usada somente se tiver recomendação médica.

Como usar: a simeticona deve ser tomada por via oral, sendo que a dose normalmente recomendada para adultos é de 80-125 mg, 3 a 4 vezes ao dia, ou seja a cada 6 a 8 horas, não excedendo a dose máxima de 500 mg por dia. Veja como tomar a simeticona corretamente.

2. Metoclopramida, dimeticona e pepsina

A metoclopramida, associada à dimeticona e a pepsina, pode ser indicada para aliviar o excesso de gases no estômago e aliviar o desconforto dos arrotos, causados por má digestão, pois aumenta os movimentos gastrointestinais e acelera o esvaziamento gástrico, fazendo com que a comida fique menos tempo no estômago, facilitando a digestão.

Além disso, a simeticona e a pepsina presentes na sua composição, que ajudam a romper as bolhas de gases e acelerar a digestão dos alimentos no estômago

Esse remédio pode ser encontrado com o nome Digeplus, e não deve ser usado por crianças, adolescentes, mulheres grávidas ou em amamentação, por pessoas com risco de hemorragia, obstrução ou perfuração no estômago ou intestino, ou que tenham Parkinson, epilepsia ou depressão.

Como usar: O Digeplus deve ser tomado por via oral, sendo que a dose recomendada é de 1 a 2 cápsulas, antes das principais refeições. O tempo de tratamento deve ser determinado pelo médico.

3. Domperidona

A domperidona é um remédio que ajuda a acelerar os movimentos gastrointestinais, permitindo aliviar o arroto excessivo, especialmente causado por condições de saúde, como refluxo gastroesofágico, esofagite ou gastroparesia, por exemplo.

Esse remédio deve ser usado somente com indicação médica após avaliação da causa dos arrotos excessivos ou constantes, e é vendido somente com apresentação de receita médica.

A domperidona não deve ser usada por bebês ou crianças com menos de 12 anos, com peso menor que 35 kg, por pessoas que tenham alergia à domperidona ou qualquer outro componente da fórmula ou que tenham algum tipo de hemorragia, sangramento, obstrução ou perfuração gastrointestinal.

Como usar: a domperidona deve ser tomada por via oral, 15 a 30 minutos antes das refeições e, se necessário, ao deitar. As doses devem ser recomendadas pelo médico, pois variam de acordo com a idade e o peso da pessoa. Veja como tomar a domperidona corretamente.

Quando ir ao médico

É importante consultar o gastroenterologista ou o clínico geral, sempre que se apresentar arrotos constantes ou excessivos, ou quando estão acompanhados de outros sintomas, como:

  • Náuseas e vômitos;
  • Dor abdominal;
  • Azia ou sensação de queimação no estômago;
  • Sensação de queimação que pode atingir a garganta e peito, além do estômago;
  • Sensação de que o alimento que foi engolido voltou para boca ou garganta;
  • Sensação de estar cheio mesmo depois de fazer uma refeição pequena;
  • Fezes muito escuras ou com sangue;
  • Vômito com sangue;
  • Perda de peso sem razão aparente.

Esses sintomas devem sempre ser avaliados pelo médico, que deve solicitar exames, como a endoscopia digestiva, para identificar a causa dos arrotos, que pode ser devido a condições de saúde, como refluxo gastroesofágico, gastrite, úlcera no estômago, hernia de hiato, gastroparesia, infecção pela bactéria H. pylori ou até intolerância à lactose, por exemplo.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em dezembro de 2022.

Bibliografia

  • RECKITT BENCKISER (BRASIL) LTDA. Luftal capsulas 125 mg. 2017. Disponível em: <https://drogariasp.vteximg.com.br/arquivos/luftal-gel-2-capsulas-reckitt-benckiser-Drogaria-SP-640735-bula.pdf>. Acesso em 28 dez 2022
  • RECKITT BENCKISER (BRASIL) LTDA. Luftal gotas 75mg/mL. 2019. Disponível em: <https://img.drogasil.com.br/raiadrogasil_bula/LuftalGotas-Reckitt.pdf>. Acesso em 03 mai 2022
Mostrar bibliografia completa
  • INGOLD, C. J.; AKHONDI, H. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Simethicone. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK555997/>. Acesso em 28 dez 2022
  • JANSSEN-CILAG FARMACÊUTICA LTDA. Motillium (domperidona). Disponível em: <https://www.saudedireta.com.br/catinc/drugs/bulas/motilium.pdf>. Acesso em 28 dez 2022
  • BRISTOL-MYERS SQUIBB FARMACÊUTICA LTDA. Luftal comprimidos 40 mg. 2016. Disponível em: <https://www.bms.com/assets/bms/brazil/documents/hcp/LUFTAL%20COM%20SOL%20ORAL_Bula_Profissional.pdf>. Acesso em 28 dez 2022
  • PHAN, H.; et al. The dual role of domperidone in gastroparesis and lactation. Int J Pharm Compd. 18. 3; 203-7, 2014
  • CORDEIRO, M, F.; et al. Phytochemical characterization and biological activities of Plectranthus barbatus Andrews. Brazilian Journal of Biology. 82. 1-12, 2020
  • BUDDAM, A.; HOILAT, G. J.; DACHA, S. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Gastric Stasis. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK482271/>. Acesso em 28 dez 2022
  • ACHÉ LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS S.A. Digeplus (cloridrato de metoclopramida monoidratado + dimeticona + pepsina). 2018. Disponível em: <https://www.ache.com.br/wp-content/uploads/application/pdf/bula-paciente-digeplus.pdf>. Acesso em 28 dez 2022
  • KAVITT, R. T.; et al. Diagnosis and Treatment of Peptic Ulcer Disease. Am J Med. 132. 4; 447-456, 2019
  • FUENTES-BARROS, G.; et al. Variation of the alkaloid content of Peumus boldus (boldo). Fitoterapia. 127. 179-185, 2018
  • MCKAY, D. L.; BLUMBERG, J. B. A review of the bioactivity and potential health benefits of chamomile tea (Matricaria recutita L.). Phytother Res. 20. 7; 519-30, 2006
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • Os poderosos benefícios do chá de ERVA-DOCE

    12:12 | 103821 visualizações
  • CHÁ DE BOLDO: como fazer e para que serve

    12:08 | 688547 visualizações
  • 3 chás mais poderosos para acabar com os gases

    10:14 | 1185584 visualizações
  • Como parar ARROTOS CONSTANTES

    07:04 | 208043 visualizações
  • Gases, Açúcar e Atividade Física | Com Drauzio Varella (2/2)

    07:17 | 204990 visualizações